Uncategorized

Bouvard e Pécuchet

Nesta terça insana, Requião não deu um pio sobre a humilhante retirada das mensagens de aumento de impostos a que foi submetido. Fez de conta que nada aconteceu na semana em que os paranaenses disseram não ao seu tarifaço.

Os aumentos do IPVA, Imposto sobre Heranças e das taxas do Detran foram o tema central da sessão da terça insana anterior, quando Requião e o secretário da Fazenda, Heron Arzua, se deram ao direito de chamar os críticos do aumento de impostos de apedeutas para gáudio e aplausos dos amestrados.

Hoje, para desviar do assunto, Requião aproveitou o ensejo de assinatura de convênio para receber dinheiro do governo federal e disse que Lula “dá com uma mão e tira com a outra”.Referia-se ao pagamento de multas cobradas pela Secretaria do Tesouro porque o Paraná não resgata os títulos podres que empurrou para o Banco Itau na privatização do Banestado.

Na sequência, fez declarações pesadas contra o Judiciário e imaginou um conluio com a imprensa para proteger os interesses das concessionárias de pedágio. Orientado por Benedito Pires e Airton Pisseti, a dupla Bouvard e Pécuchet da Comunicação, Requião discorreu sobre a venda de jornais, especialmente sobre a venda do jornal Gazeta do Povo, que nas avaliações da dupla se aproxima do fim.

2 Comentários

  1. PROFETA DO CALIPSO Responder

    Essa mesma “dupla de dois” diz que o Estado do Paraná vai bem obrigado, que o litoral do Paraná é o melhor do Brasil, que a TVE do Paraná é o melhor veículo de comunicação do mundo, que o maninho do insano é o melhor secretário de educação do Brasil, enfim, que tudo que sai da culatra do poltrão é o melhor do melhor.

    Vida longa à Gazeta do Povo!!!

Comente