Uncategorized

Licitação da dragagem sob suspeição

Estranho, muito estranho. A Enterpa, empresa que participa da licitação da dragagem do porto, diz que a exigência do edital da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) desvirtua o processo porque limita o número de participantes e fere o princípio básico de qualquer licitação pública.

Acontece que o edital exige das empresas participantes da licitação equipamento com capacidade de dragagem de 10 mil metros cúbicos, o que limita a participação de empresas nacionais. Ora, pois, em momentos como este o nacionalismo do Requião é dragado por outra lógica.

A Enterpa garante que a utilização de duas dragas com capacidade de dragagem de 5 mil metros cúbicos executa a retirada de areia no Canal de Galheta com a mesma eficiência de um único equipamento. Diante disso, a empresa se considera apta para participar da licitação e, se necessário, vai recorrer judicialmente.

Comente