Uncategorized

A cabeça dos juízes

Ora, pois, quem pode entender a cabeça dos juizes? A mesma Justiça que acolheu grotesca ação no valor de R$ 1 bilhão contra o jornalista Celso Nascimento e o jornal Gazeta do Povo, de iniciativa do mano superintendente do porto, Eduardo Requião, rejeitou queixa crime proposta pelos ex-procuradores gerais do Estado, Sérgio Botto de Lacerda e Jozélia Nogueira,contra Pedro Henrique Xavier, advogado e conselheiro da Sanepar que divulgou em carta que Botto teria patrocinado interesses da empresa Sanedo-Vivendi em detrimento do Estado. Na mesma carta, Xavier teria dito que Jozélia deixou de recorrer de uma decisão judicial quando era Procuradora Geral.

Diz o juiz Ronaldo Sansone Guerra que não há justa causa para a ação penal. Já na ação do mano Eduardo, a Justiça viu injuria e difamação na divulgação por Celso Nascimento do assoreamento do Canal da Galheta em Paranaguá por falta de dragagem.

3 Comentários

  1. É por isto que existem instâncias superiores, recursos, etc. para que outros olhos vejam e outras cabeças examinem as questões judiciais. Mas também escreveu o grande jurista italiano Carnelutti (salvo engano) que se houvesse num tribunal dois juízes para apreciar uma causa e fosse dado ao advogado escolher, e escolhesse o da direita ao invés do da esquerda, e aquele condenasse o seu cliente e este eventualmente o absolvesse, a culpa não seria do juiz e sim do advogado. Terrível, não ?

  2. Seu Fábio:
    Esse meritíssimo é meio goiaba. Se fosse juiz de futebol, seria “recurseiro” e “caseiro”, como se diz no interior. Aliás, dizia-se.
    Mas ainda se diz que de cabeça de juiz, bunda de criança e barriga de mulher, pode sair de tudo ….

  3. Antonio Carlos Almei Responder

    A Justiça viu injuria e difamação na notícia do Celso Nascimento sobre o assoreamento do Canal da Galheta?
    Isso é brincadeira!
    O assoreamento é realidade, vide as portarias da Marinha do Brasil.

Comente