Uncategorized

Tem algo de podre

A oposição encaminhou ofício ao Tribunal de Contas pedindo a suspensão do contrato com o DCI, único jornal de circulação nacional que ganhou o pregão eletrônico para publicar os atos oficiais do governo. Suspeitam dos mesmos vícios e irregularidades que levaram o TC a suspender o pregão dos jornais estaduais.

2 Comentários

  1. Cuidado Oposição! Responder

    Agora eu entendi, só estou explicando aos desavisados que, a interventora (ops!) diretora do colégio estadual do paraná, Madselva, que não se perca pelo nome, está no colégio para colaborar com a camapnha contrária ao Beto. Os alunos foram comunicados, através da UPES (PC do B), que haveria uma manifestação para o passe livre.
    Pois não é que desta vez, os alunos não apenas devem ir, como, se houver provas ou trabalhos no dia de amanhã, receberão o direito a segunda chamada! Isso é que é qualidade, pedagoga!!
    Assim fica fácil entender!! Quando os alunos fazem um movimento por si só, como no ano passado, os professores são processados por manipular menores, mas quando a direção, ou seja governo, permite e incentiva o movimento, aí… é um movimento BONITO DESTA JUVENTUDE DO COLÉGIO ESTADUAL DO PARANÁ, do PC do B e seus coleguinhas!!!

  2. Colégio Estadual Responder

    Quando cerca de 3800 (três mil e oitocentos) alunos do Colégio Estadual se manifestaram em defesa da qualidade da educação naquele estabelecimento de ensino, no final do ano passado, cerca de 12(doze) alunos, dizendo-se representantes da UMESC e da UPES, ficaram de plantão na porta da sala da Direção Geral, dando cobertura para a srª Madselva. Amparados por tamanha representatividade
    (12), e seguindo o exemplo do solitário presidente do GECEP, o presidente da UPES (um dos doze) escreveu carta de apoio à Diretora Madselva, indo contra os interesses dos estudantes que ele diz representar. Mas ao ouvir discurso de um representante do PC do B, um dos diretores da APP Sindicato, dá pra entender o que está sendo tramado nos bastidores.

Comente