Uncategorized

O que o Requião foi fazer na Alemanha?

Ora, pois, agora sabemos o que Requião e sua comitiva foram fazer na Alemanha. Segundo a Agência Estadual de Notícias, ele foi assinar um convênio que obriga o Paraná a plantar 100 hectares de mata ciliar para neutralizar as emissões de carbono causadas pelo trabalho CDB. O convênio foi assinado com Ahmed Djoghlaf (foto), secretário-executivo da Convenção da Diversidade Biológica (CDB).

Ah, sim, ele aproveitou o ensejo para soltar a frase que levou para a ocasião: “a agricultura familiar é o antídoto para a falta de alimentos”. Cesar Seti, que o acompanha, diz que os alemães ficaram muito impressionados com a pérola.


9 Comentários

  1. João Alves Santos Responder

    O que o César Setti faz com o governador??? Quem paga as despesas do moço?? E por que ele dorme no mesmo quarto de hotel que o governador?? Ai tem. E como tem….

  2. Na era da internet e da vídeo-conferência, entre outras facilidades a custo mínimo, o Kaiser do Canguiri vai à Alemanha com comitiva e comes-e-bebes para assinar um convênio para plantar 100 hectares de mata ciliar ?
    Isto não leva mais que dez minutos !
    Falta alimentos, sobra descalabro.

  3. Porque nesse teu blog não é feito um jornalismo com mais imparcialidade sem uso de veneno. No Zé Beto esta bem explicado que esse projeto dos 100 hectares é um piloto para os proximos

  4. Vingador Esfomeado Responder

    Aviso aos viajantes. Se o nossos queridos reporter das estradas e nosso grafico não trouxerem nenhum presentinho gastronomico e um barrilzinho de cerveja escura para nos dar uma festinha podem esperar. A vingança sera maligna.

  5. Eu gostaria de saber não o governador mas sim o que foi fazer na Alemanha o secretário de segurança !

  6. E o Beto Richa, o que foi fazer na Alemanha? E os vereadores que foram com ele, o que foram fazer? E a Fernanda Richa, o que foi fazer? Esta, eu respondo. A Fernanda foi ensinar os alemães como você pode cooptar a pobreza, através de assistencialismo com dinheiro público. Êta coisinha horrorosa esta política social da FAS.

  7. Este turismo acidental dos governantes é o maior escracho com o dinheiro do povo. Um vai para assinar um convênio que não demora mais que dez minutos para plantar 100 mil mudas, coisa revelha que o extinto ITCF, ora IAP vem fazendo Há décadas. Outro vai para dizer que vai aumentar a área verde de Curitiba, o que mais interessa a nós que aos alemães.E assim vão gastando o dinheiro do povo, que segundo o IBPT passa metade da sua vida pagando tributos para sustentar o Estado e os governantes e suas comitivas de turistas acidentais. É ruim ? Vota neles povão !

  8. Enquanto um trabalhado comum tem de vender as suas férias para pagar patre de suas dívidas famélicas estes nababos deitam e rolam com o dinheiro público.

    E os pilantras, tanto o Requião como o Beto, ainda tiveram a cara de pau de levar comitivas.

    O Brasil pouco mudou de D.Pedro II para cá!

    Fora com está oligárquia patrimonialista!

Comente