Uncategorized

A salvação da lavoura


Mais de 110 mil contratos em vigor desde 1980 serão refinanciados no Paraná. “É a salvação da lavoura, não só do Paraná, mas de todo o Brasil”, diz o deputado estadual Waldyr Pugliesi, que comemora a Medida Provisória que reestrutura as dívidas rurais no país.

No Paraná, os 110 mil contratos em vigor somam mais de R$ 7 bilhões, o que representa 8% da dívida rural do Brasil, avaliada em R$ 87 bilhões. Entre os inadimplentes estão pequenos produtores cujo faturamento anual da propriedade varia de R$ 4 mil a R$ 18 mil.

Além dos agricultores inadimplentes, os que pagam os financiamentos do Pronaf em dia também poderão refinanciar os débitos que ainda vão vencer. A partir de 1º de junho entra em vigor um novo pacote do crédito rural para a safra 08/09 e os juros do financiamento caem de 6,5% para 5% ao ano. Os agricultores familiares com pagamentos em dia poderão ser beneficiados com a substituição das taxas.

Serão renegociadas também as dívidas do Crédito Fundiário e do Fundo de Terras e da Reforma Agrária. Para os contratos que estão sendo pagos em dia, as taxas de juros que variam de 3% a 6,5% caem para de 2% a 5%. As quedas dos juros deverão beneficiar cerca de 120 mil agricultores familiares no Paraná que hoje acessam o crédito rural para custeio e investimentos das lavouras.

1 Comentário

  1. Os pequenos agricultores são os mais pontuais nos pagamentos e nesta faixa de mutuários a inadimplência é das menores. Na realidade em valores globais os paranaenses estão devendo muito pouco. O percentual de 8% em relação à dívida total, é pouco, pois a participação do Paraná é maior que 25% da produção agropecuária brasileira de grãos. E o Paraná é o lider em vários produtos. De qualquer forma, a notícia é excelente.

Comente