Uncategorized

Típico fim-de-semana em Curitiba: 18 homicídios

Requião dedica as manhãs de segunda-feira ao programa “Mãos Limpas”, que reúne gente da polícia, ministério público, judiciário e também palacianos, empresário de jornal, curiosos e desocupados para discutir a segurança pública no Paraná.

Hoje, poderão elucubrar sobre a criminalidade e encontrar justificativas para a persistência das estatísticas que apontam 18 assassinatos em Curitiba no final-de-semana, sem contar os mortos rotativos do IML, que essa é outra história para ser desvendada longe dos olhos da imprensa, é claro, que pode estragar as teorias desenvolvidas nas segundas pela manhã.

2 Comentários

  1. cidadão de olho ... Responder

    Como mentira da imprensa canalha ? Sr. Paulo D. Ribas, onde moras que nada vês ?

    Sim senhor: a imprensa é que é ruim ! Tá bom !

    Por acaso moras numa das coberturas da capital social ou capital ecológica ou capital “sabe-se lá o que” inventarão nessa eleição pra tentar tapar o sol com a peneira da hipocrisia ou do faz de conta que o paraíso é aqui ?

    Visite os bairros da capital do Paraná, das cidades da região metropolitana de Curitiba e das cidades do interior do estado e verás o que negas a ver !

    Por exemplo: Curitiba é a 3º cidade do país em roubos de carros, é campeã em vidros de veículos arrombados, os desmanches de veículos proliferam, os seguros de veículos são dos mais caros do país … Por que será ?

    Alguém sujeita-se a colocar o dedo nessa ferida ?

    Quer mais ? – As drogas proliferam por todo canto das cidades e por conseqüência todo tipo de violência daí resultante …

    Combate ao tráfico ? – Lento e inóquo. Cuidado com os drogados ? – Quase nenhum !

Comente