Uncategorized

Justiça bloqueia bens de prefeito de Palmital

O Juízo de Palmital, na região central do Estado, decretou a indisponibilidade de bens do prefeito da cidade, Darci José Zolandeck, e de outras nove pessoas.

Todos são alvo de ação civil pública ajuizada na segunda-feira pela Promotoria de Justiça da Comarca, por participação em um suposto esquema de fraude em licitação para a compra de materiais de construção que teria levado a um prejuízo de R$ 86.085,17 nos cofres municipais (valores atualizados).

Os bens dos envolvidos no caso foram bloqueados em até R$ 172.170,34 – o dobro do valor que teria sido desviado, conforme previsto na Lei de Improbidade. Para saber mais, clique no

Na ação, a Promotoria relata que o Procedimento Licitatório 16/2006 (Carta Convite nº 13/2006), iniciado em março de 2006, pelo Município, foi fraudado para favorecer o prefeito e a empresa 3M Materiais de Construção, Comércio Varejista de materiais elétricos, de Maridelma M. Pietrobom – mulher do então secretário de Administração do Município, Silvio Mariot. No mérito da ação, o MP-PR requer a condenação de todos por ato de improbidade, o que pode levar a sanções como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, proibição de contratar com o poder público e multa.

Além do gestor do município, tiveram os bens bloqueados: Paulo César Zolandeck, presidente da comissão responsável pela licitação questionada e irmão do prefeito; Miguel Fernandes de Almeida, secretário municipal de Finanças; Joarez Godoy de Lima, servidor municipal, membro da comissão de licitação; Maridelma Magalhães Pietrobom Mariot, representante legal da empresa 3M Materiais de Construção, Comércio Varejista de materiais elétricos para construção, beneficiada pela suposta fraude; Wilson Rodrigues Dos Santos, vulgo “Baitaca”, responsável pela empresa Rodrigues dos Santos Materiais de Construção LTDA, Comércio Varejista de Materiais de Construção, James Eli de Oliveira, procurador Municipal à época dos atos relatação pelo MP-PR; Antônio de Souza Coimbra Filho, sócio gerente da empresa A. B. Coimbra – ME, Comércio Varejista de Materiais de Construção em geral; Edes Luiz Machado dos Santos, representante da empresa A. B. Coimbra; e João Menik, representante da empresa Rodrigues dos Santos Materiais de Construção LTDA.

Comente