Uncategorized

Polícia Federal fecha a Centronic e mais 52 empresas de segurança privada no Paraná

A Polícia Federal pediu o fechamento de 53 empresas de segurança privadas no Paraná. É o resultado da fiscalização da “Operação Varredura VII”. Das 53, 32 são de Curitiba e Paranaguá, no litoral.

A empresa Centronic, de Curitiba, acusada da morte do estudante Bruno Coelho, em outubro, passou por duas instâncias, pela Comissão Consultiva Para Assuntos de Segurança Privada – CCASP e pelo diretor da Polícia Federal. Perdeu em ambas e teve o registro cassado.

Outra empresa, a NF de Cascavel, envolvida em morte, perdeu o registro de funcionamento. A NF está envolvida na morte de um sem-terra no dia 21 de outubro de 2007.

3 Comentários

Comente