Uncategorized

Oposição entra com mandado de segurança para segurar eleição de Maurício Requião

A Oposição vai impetrar mandado de segurança para tentar cancelar o edital que convoca para a inscrição à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas. O anúncio foi feito pelo líder da bancada, deputado Valdir Rossoni, após receber a negativa da Mesa Diretora sobre a “questão de ordem” protocolada na última segunda-feira referente ao cancelamento do edital.

“A assessoria jurídica da Oposição está trabalhando no mandado de segurança para tentar cancelar o edital e com isso adiar a votação. Precisamos de tempo para poder analisar com calma e escolher o melhor candidato ao cargo”, justificou Rossoni.

O líder oposicionista defende que, por estar incompleto, o edital publicado no último dia 25 permite a inscrição de pessoas sem qualificação, que não preencham os requisitos necessários. “Fui hoje no protocolo da Assembléia e o atendente não sabia quais os documentos necessários para a inscrição. Alegou que as informações estão na Lei. Não seria muito mais transparente e prático colocar todos os dados no edital?”, questionou.

Rossoni defendeu ainda a candidatura do deputado estadual Durval Amaral, DEM. “Hoje, aqui dentro da Assembléia, é a pessoa que se encaixa no perfil exigido para a função”.

O deputado criticou ainda a indicação do secretário da Educação, Maurício Requião, ao cargo. “É um grande erro do governador Requião indicar o próprio irmão. Será uma marca negativa no currículo político do governador”, relatou.

Comente