Uncategorized

A fotossíntese, segundo Requião

O presidente Lula conteve o riso quando Requião decidiu mostrar seus conhecimentos de agronomia para os agricultores e convidados que assistiam ao lançamento do plano safra. Disse o Duce: “Joga-se uma semente ao solo, a fotossíntese se estabelece, ela germina. Seis meses depois, industrializada, ela está à disposição na mesa do povo”.

Ora, pois, a fotossíntese, explicou o presidente Lula aos mais próximos, vem depois da germinação e não antes, depende da luz e sob o solo não há luz. Sem esquecer a contribuição do observador Chuck Norris, de que há tipos de sementes que não podem ser enterradas para germinarem. E fotossíntese é só depois da germinação, com a planta formada.

O Chuck Norris, que entende do assunto, deveria ser chamado para assessorar o Requião, pois não é a primeira vez que o governador dá vexame em matéria de agricultura quando conversa com Lula. Lembram do episódio em que ele resolveu comer mamona para demonstrar que entendia da coisa?

6 Comentários

  1. Blogueiro e governador errados. Há tipos de sementes que não podem ser enterradas para germinarem. E fotossíntese é só depois da germinação, com a planta formada.

  2. Mello e Silva é mestre em repetir ad nauseam as mesmas estorietas que decora de orelhas de livros que nunca leu. Repete a mesma conversa sobre como o campo reconstruiria as cidades em grandes calamidades e de como as cidades não poderiam fazer o mesmo pelo campo. Também, repetia – como se fosse de sua autoria – um verso sobre honestidade cara e pagar o preço pela mesma. Esta frase, da autoria de Sidónio Muralha, foi usada indevidamente por Mello e Silva por anos, sem que ele atribuísse ao autor os créditos pela mesma, até que a Dra. Helen, viúva de Muralha, ameaçou processá-lo. Este é nosso grande condottieri: um embuste em forma de gente.

  3. Também, com assessoria agronômica como a do Bianchini (boa gente mas sem prática) e do Valdir Isidoro (péssimo caráter e sem conhecimento), não poderia dar outra coisa…

Comente