Uncategorized

Você vive na Requiolândia

O apresentador Ricardo Boechat, da Band News nacional, comentou a nomeação do irmão de Requião, Maurício, para o Tribunal de Contas em tom de chacota.

Lembrou os inúmeros parentes de Requião nomeados no governo e disse que o Paraná poderia mudar de nome, passar a ser Requiolândia.

A família Requião exulta e prepara a festa de comemoração da posse de Maurício, que Requião quer transformar em demonstração de força e prestígio.

12 Comentários

  1. …e tudo vai ficar por isso mesmo: uma oposição chá-de-camomila, uma imprensa comprometida até o pescoço e uma democracia onde o voto é obrigatório num sistema que emburrece a opinião pública. Enquanto isso a Toyota vai embora o canal do Porto de Paranaguá vai se enchendo de areia.

  2. Marco Aurélio Reply

    Uma vergonha para o Estado do Paraná. Não sei onde vai parar essa palhaçada. Esses políticos estão lá atrás de benefícios próprios e não fazem mais questão de esconder isso de ninguém. Onde está o respeito???? Essa pergunta parece até piada, mas deveria ser levada a sério pela população. Uma vergonha. os deputados fizeram da Assembléia Legialativa do Paraná mais um circo no Brasil. O pior de tudo é ter que suportar estes “políticos” bandidos e imorais andando por ai como se ninguém soubesse que são LADRÕES, CORRUPTOS DA PIOR ESPÉCIE.

  3. De Guaratuba Reply

    Olha pessoal. Os fatos de ontem serviram para mostrar que uma coisa inédita ficou evidente: há uma imensa, talvez jamais vista, concentração organizada de poder no governo do Paraná. Se da eleição para o TC estas energias forem mobilizadas na eleição de Curitiba…………

  4. De Guaratuba Reply

    Oi pessoal. Espero um comentário do Fábio e dos leitores em relação à afirmação que fiz acima. Vejam como o assunto do TC tramitou nos TRÊS poderes. É um poder que deixaria o Annibal com inveja!

  5. Não sabemos se isto tudo é a última página desta, o “the end” des filme.
    Sodoma e Gomorra foram destruídas porque não havia dez pessoas justas, diz a fábula. Quando vemos que estiveram coniventes neste episódio dantesco todas as autoridades de controle público (Tribunal de Contas, Ministério Público, Assembléia Legislativa e o Judiciário), com exceções de praxe, só podemos chegar à conclusão que os poderes se apropriaram do Estado para seus fins personalíssimos.
    O superiores interesses da sociedade, os valores da moralidade, legalidade e impessoalidade administrativa, do trabalho e do mérito foram execrados com o ato escabroso.
    Parafraseando Rubem Braga: Ai de ti Paraná, porque ” …cingiram tua fronte com uma coroa de mentiras; e deste risadas ébrias e vãs no seio da noite. (…) Sem leme, quem te governará? Foste iníqua perante o oceano, e o oceano mandará sobre ti a multidão de suas ondas.”

  6. Quando abre a boca e cita a carta de Puebla “Preferência pelos Pobres”, deveria vomitar tamanho sinismo e desmoralização deste falso paladino, que na verdade é um tremendo “sem vergonha”, déspoda e corrupto! Vergonha para todos nós Paranaenses que pagamos impostos e somos roubados por desmandos!

  7. Pode essa turma, ter e não fazer.

    O Mundo todo tem política e políticos, mas por favor família gananciosa.

    Trabalhem.

    Sempre que pega na veia eles falão e a turma do Jaime Lerner.
    Quem ta na comando e a família toda, tem até animal adiministrando o paraná em nome do Rquião.

    Quando cair a mascar Robertinho Requião, só quero ver a suas desculpas.
    Requião estamos contra a sua administração Pública , todo povo paranaense.

    Perseguidor demais Governador e trabalhador de menos.
    Fala fala e nada faz.
    Riquinho sabemos que todas estão, e tanto dinheiro que da medo né Governador.
    Agora vai dobrar mais um pouco.

  8. Sem saída... Reply

    Infelizmente eu sou obrigada a viver neste lugar!

    Depois do TC…não consigo imaginar como a espera de 2010 poderá aliviar meu triste fardo, porque parece-me não haver setor PÚBLICO, mas realmente destinado ao povo, parece não haver oposição ao poder, ou seja ditadura, então…só me resta imaginar que a única sáída é uma guerra civil.

  9. Se ele não tivesse a máquina pública trabalhando, jamais se re-elejeria .

Comente