Uncategorized

O choro do Lineu Tomass

Foto: Carlos Ruggi

Lineu Tomass – presidente do PSC municipal – foi às lágrimas durante discurso na inauguração do Comitê da Matriz de Gleisi Hoffmann. Apesar de ter sido adversário do PT no passado, Tomass se confessou rendido aos resultados do governo Lula e às propostas da candidata petista: “Nós vamos ganhar essa eleição. Porque você, Gleisi, está preparada”.

20 Comentários

  1. É UM REACIONARIO DIREITISTA E ANTI PETISTA HISTORICO….ESTEVE NO PMDB, PPS, PSDB, PDT, PSC etc….AO CONHECER AS VERDADEIRA FACES DO PT, AÌ SIM QUE ELE VAI CHORAR…..

  2. Chora agora pois depois que ver o Beto Richa vencer no primeiro turno com ampla vantagem, vai soluçar e descabelar os poucos que restaram! Coitadinho!!!!!!!!!!!!

  3. Rede Evangélica Responder

    Bem-aventurados os que choram porque serão consolados (Mt 5.4)

    Frieza, apatia e indiferença são manifestações dos que se permitiram sujar pelo mal e, tendo corrompido a natureza humana, tornaram-se infelizes — desumanos. Os seres humanos choram suas próprias mazelas, sentem na pele a dor do outro, lamentam e ficam indignados diante da crueldade e da injustiça. Os que choram são felizes por conseguirem preservar a sua natureza, sua vocação de ser gente. Por isso, chorar é uma virtude natural. À semelhança das demais bem-aventuranças, chorar é também um estado de alma, um modo de ser do discípulo de Jesus Cristo. Pedro chorou amargamente, ao perceber sua própria crueldade, quando negou a Jesus Cristo (Lc 22.62). Sua negação foi uma manifestação da indiferença desumana, mas suas lágrimas foram um sinal de que dentro dele existia um ser humano capaz de lamentar copiosamente sua própria desventura.

    Choro como terapia da confissão
    Chorar por chorar não indica felicidade, pode ser apenas uma reação fisiológica, uma descarga emocional. Esse choro é sinal de que ainda existe um ser humano com vida. Só os mortos não choram mais. O choro natural é um bem que todos possuímos. Mas não é sobre esse tipo de choro que Jesus está falando. No Sermão do Monte, chorar é mais do que uma função biológica ou uma reação emocional. É um estado de alma, uma virtude permanente. No caso dos discípulos, eles choram e são felizes, porque o choro vem como sinal da humanidade interior redimida. O discípulo reconhece suas limitações, se arrepende de seus pecados e os confessa. E, na terapia da confissão, encontra a alegria de ser amado e acolhido pelo perdão de Deus. Torna-se livre — livre para amar e compadecer-se.

    Choro como sensibilidade de espírito
    O encontro com Deus põe o discípulo em sintonia com todas as dimensões da vida. Ele é feliz porque a sua desventura consigo mesmo o faz repousar na esperança da consolação de Deus. Por exemplo, os que acolheram o Messias foram afligidos e perseguidos ao mesmo tempo em que usufruíam da prometida consolação de Israel (Lc 2.25). Entre eles brotava este choro: uma sensibilidade de espírito que acolhia o Menino pobre da manjedoura, que era ao mesmo tempo o Emanuel, Deus conosco. Que maravilha do Evangelho! Deus se faz presente na figura de uma criança. Quem recebe uma criança recebe a Jesus. Quem tem sensibilidade suficiente alimenta o faminto, acolhe o marginalizado, agasalha o despido e, assim, usufrui da felicidade de acolher o próprio Jesus Cristo (Mt 25.31-46).

    A alegria dos que choram
    O choro que gera alegria é o choro capaz de fertilizar o terreno da alma para acolher o Consolador. Quem precisa de um Consolador senão homens e mulheres sob conflitos, dores e lágrimas? Ser discípulo é viver nas mesmas condições dos profetas, que, movidos pelo Espírito e por amarem a vida, foram injuriados e perseguidos por infelizes desumanos (Mt 5.12). Aquele que, entre os pobres, sofre as mesmas aflições e dores dos pobres, precisa de um consolador. Os que choram são felizes porque têm, pelo Espírito, a sensibilidade de se colocar e gemer no lugar do outro, especialmente o fraco, aflito e necessitado. Os que choram como virtude usufruem da habitação do Consolador e são, sem dúvida, felizes por desfrutarem da sublime e preciosa presença de Deus — de onde vem a Alegria que jamais entristece.

    Carlos Queiroz, casado, dois filhos, é pastor da Igreja de Cristo e leciona missiologia no SeminárioTeológico de Fortaleza.

    * Artigo cedido pela Revista Mãos Dadas.

  4. A Gleisi se juntou com o que há de pior em Ctba. Meu voto de novo ela não leva de jeito nenhum.

  5. Irmão Lineu Thomaz. Jesus é Amoroso e seu olhar para os arrependidos e humilhados é um Olhar de Acolhimento e Compaixão. Foi assim que Ele olhou para Zaqueu, para Maria Madalena, para o Bom Ladrão. Foi com este olhar que Jesus, estendendo as mãos, curou os enfermos, em meio à suas lágrimas, curou os coxos, o cego de Jericó, a hemorroisa.
    Mesmo que você já se sinta morto (a) espiritualmente, já nem reza ou fala com Deus… Te digo, faça esta experiência!
    Regue a sequidão de tua alma com tuas lágrimas diante de Jesus que Liberta e Ressuscita. Com certeza, lá no fundo da alma, no lugar onde só Deus entra você ouvirá uma voz te dizendo “Levanta-te”, “Vem pra fora…”
    Mas faça isto aos pés de Jesus. Será libertador!

  6. Ele, tal qual o jacaré quando está mastigando a presa, chora, chora, ……..

    A Gleisi deveria ir perguntar para o Geara, sendo este o primeiro que ele traiu, como para os outros, Requião, Lerner, Greca, Cássio, etc., se dá para confiar neste sujeito!

  7. Gemeção total no Planeta das mil e uma noite.

    Abandonar companheiro e discursar com mentiras infudadas sem fazer o que fala, da nisso, leram?

    Campana do céu leia uma notícia que saiu naquele jornal do final de semana, O Ratinho comeu queijo sozinho.

    Esqueceu que dinheiro demais fede, ainda mais quando fica com dos outros.
    Ratinho da fama eu já sabia, mas as vezes falam demais , mas assim nu e cru.
    Eu li tudo.
    sai de baixo.

  8. Tem empresário do ramo da comunicação que ta de cabelo em pé gente.

    Será que já faliu?

    Rastização foi muita pelo jeito.

  9. Lineu o seu apresentador humilha as pessoas e desfaz delas também?
    Apresentador do comício da Gleise ta brincando com coisa seria.
    Pode tudo para ele?

  10. Atendi o celular no Gabinete e mandei buscar um jornal e leiam ele.

    Impacto la na pg. 14

    Eu sabia que um dia iria vim a tona mesmo.
    Agora assim não pode ficar.
    Foi quando essa manifestação Chorão?

  11. Ratinho acendeu vela para todos os santos olha a urucubaca vindo ai seu mentiroso.
    Lineu ainda fica do lado desse mentiroso, ladrão. Picareta.

  12. Choro o lendário pé frio.

    Conta outra fracassados.

    Empurrem a mulher para o fundo do poço, muito obrigado.

  13. Sou evangélico com muito orgulho, mas usar nossa crença para defender esse tipo de gente, por favor , Jesus já apanhou demais o passado desse homen condena demais ele.

    O Ratinho tá nas lágrimas de crocodilo também?
    Sentimental.

  14. O Lineu com suas fartas lágrimas me lembrou aquela economista dos tempos de Fernando Collor. Maria da Conceição Tavares lembram? Cada entrevista, uma cachoeira de lágrimas pela grande revolução política que o Collor fazia em prol do Brasil, dizia ela.
    O Collor caiu por corrupção e ela sumiu…

    Na política vigente – e o Lineu deveria saber disso – não cabem mais lágrimas. Pois, tudo é expectativa de candidato que nem sempre se cumpre depois de eleito, é o que temos visto. A “ênfase” é a tônica do discurso. Às lágrimas, atualmente, estão mais para as conveniências do momento.
    Lineu não precisa chorar para fazer o que sabe. Basta fazer bem feito. Afinal, política é a sua arte.

  15. Tem coisa feia nesse reduto que vai vim como terremoto sem precedentes.

    Chora porque a leise até presta mas os vices dela , as suas lágrimas e os ratos unidos venceremos. Feio na fita….

  16. CarlinhoPublicitário Responder

    Esse vem pra falar coisas e revelar segredos , maracutais bombásticas.

    Virou inimigo número um segundo as mas línguas do cafézinho matinal.

    Esquema milhonarios.

    Lineu sabe disso ou não?
    O Ratão ta sem saber o que faz o homen ta sendo assediado por tantos políticos que da medo, até o Sabino treme só em saber.

  17. O choro, pranto (choro em excesso) ou ato de chorar ou lacrimejar é um efeito fisiológico dos seres humanos que consiste na rodução em grande quantidade de lágrimas dos olhos, geralmente quando estão em estado emocional alterado como em casos de medo, tristeza, depressão, alegria exagerada, raiva, aflição, etc
    O sistema límbico, sistema do cérebro responsável pelos sentimentos, associa um estímulo emotivo com aqueles que já temos guardados, gerando algumas respostas, sendo que uma delas é o choro. Depois disso, várias substâncias envolvidas no processamento das emoções, como noradrenalina e serotonina, e. g., são liberadas. Através do sistema nervoso independente (responsável por ações como piscar dos olhos) causarão a contração da glândula lacrimal, liberando a lágrima.

    Esses fenômenos neurológicos e endocrinológicos são relacionados ao instinto de defesa do ser humano. Pode-se dizer que há alguns tipos de choro: o resultante de algum tipo de emoção espontânea ou simulada e o intermitente ou persistente, que pode surgir sem motivo e indica uma possível doença como depressão, por exemplo.

    O choro pode ser uma necessidade gerada pelo organismo, mas nem sempre se desencadeia desse processo. O ser humano tem a capacidade de simular o choro para conquistar um objetivo:

    Crianças, por exemplo, quando querem chamar a atenção da mãe choram ou gritam.
    Um adulto, para desencadear uma reação de empatia, de solidariedade.
    Os artistas, atores e atrizes, para representar uma dramatização. Um recurso bastante utilizado é uma técnica difundida pelo russo Constantin Stanislavski (1863-1938) e é aplicada em escolas de teatro: “O ator que usa essa técnica pensa em algo pessoal que ajude a desencadear a sua emoção”, explica a atriz Layla Roiz, do teatro Oficinão do Galpão de Belo Horizonte. Há também o “cristalzinho japonês”, um produto vendido em farmácias que é à base de mentol. Os atores passam debaixo dos olhos para produzir lágrimas

Comente