Uncategorized

Lula cobra explicações e critica afastamento de delegado


Da Folha Online
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou nesta quarta-feira do delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, que comandou a Operação Satiagraha, uma definição se quer ou não continuar nas investigações. A reação de Lula foi uma resposta às insinuações de que houve pressão política para que Protógenes e outros dois delegados deixem a ação policial.

Indignado, o presidente disse que Protógenes tem obrigação como cidadão de “moralmente” retornar às antigas funções a “não ser que não queira”.

“Moralmente esse cidadão [Protógenes] tem de continuar no caso até terminar esse relatório e entregar ao Ministério Público. A não ser que ele não queira. O que não pode é passar insinuações”, afirmou Lula, após cerimônia no Palácio do Planalto. “Vender a idéia de que foi afastado é no mínimo de má fé. Não sei se ele falou ou não. Eu li isso hoje”, afirmou ele.

8 Comentários

  1. outubro de 2010 Reply

    Essa estratégia é velha! Reservadamente, Lula dá ordens à chefia da PF de que a mudança é irreversível. Depois, vem a público dizer que tem que continuar (hehehe). Acredita no teatro quem quer!

  2. Esse Lula pensa que engana como sempre enganou o povo de que era trabalhador de carteira assinada e cartão-ponto. Eh Lula vai enganar lá em Garanhuns!

  3. Uma vêz trambiqueiro, sempre trambiqueiro,como o Lula não vê nada, não sabe de nada, mais uma vêz dá uma mancada e passa o atestado de ser o Chefe da Quadrilha, e declara penalizado que “nunca na história deste país houve tanta gente enganada”!
    Ainda bem que vivemos em uma Cidade com a maioria de gente esclarecida e vacinada contra estes abutres petistas!

  4. Esta atitude é parecida com a que o Presidente adotou em relação ao General sobre o controle da Amazônia.
    Exigiu retratação. Houve contestação da associação dos militares e solidariedade dos colegas. A ordem de retratação não foi cumprida. E ficou tudo na mesma. E o povo esquece. Do contrário, tomaria uma atitude. Como em outros países: na Argentina, para não ir longe….Acaso há dúvida sobre o motivo da falta de autoridade neste caso?
    FALTA ALGUMA COISA NESTE PAÍS !!

  5. 0,00000001 % Reply

    Vamos pedir para que Oswad de Sousa calcule a probabilidade de que três delegados que estão num mesmo caso a pelo menos dois anos, sejam transferidos na mesma semana por rotina e não por outro motivo. Vai se catar Lula.

  6. O mesmo aconteceu com o Delegado Castilho, quando ele investigava o Zé Dirceu

  7. Férias permanentes! Reply

    O Lulalá deveria tirar férias como indicou para o Gilberto Carvalho, mas para não voltar!

    Com este discurso hipócrita ele tenta vender a imagem de que foi o delegado que pediu para ser afastado do caso!

    Não pe estranho que o outro delegado que assessorava o Protógenes Queiroz foi transferido para o Amapá?

    Não é estranho que um banqueiro seja preso e solto duas vezes em menos de 72 horas?

    Não é estranho que um delegado seja afastado da chefia da operação policial que resultou na prisão do banqueiro?

    Não é estranho que o ministro da Justiça insista em afirmar que o delegado pediu para sair?

    Não é estranho que o presidente da República determine a recondução do delegado ao cargo?

    E não é estranho que a direção da Polícia Federal anuncie logo em seguida o nome do substituto dele?

  8. Negócio de bilhões! Reply

    Em meio às denúncias contra Dantas, o Banco do Brasil vai dar um empréstimo de R$ 4,3 bilhões à Oi (ex-Telemar) para que ela possa comprar a Brasil Telecom – na qual o banqueiro é acionista minoritário – e fazer a supertele. O banco não quis comentar a operação. O negócio entre as teles anunciado em abril, ainda depende de mudanças na legislação para ser efetivado. Ao todo, estima-se que ele ultrapasse R$ 12 bilhões. É o segundo financiamento de banco público obtido pela Oi para a operação.

    O BNDES já havia anunciado apoio de R$ 2,5 bilhões para reestruturação acionária. A Oi disse que o empréstimo é o “primeiro movimento de captação de recursos” para a compra. Alegando sigilo, o BB não informou se já fez operações desse valor. A transação deve render ao banqueiro Daniel Dantas, preso duas vezes na semana passada, pelo menos R$ 1 bilhão – o banco Opportunity é acionista da BrT.

Comente