Uncategorized

No PMDB, começou a debandada geral

Carlos Moreira, ao lado da filha Camila (foto), ainda tem o apoio da família. Mas já não conta nem mesmo com a disposição do governador Requião de sair ás ruas para pedir votos. Requião percebeu que isso é muito arriscado para ele em Curitiba.

O deputado federal Max Rosemann, do PMDB, não está só em seu partido ao elogiar o prefeito Beto Richa e dizer que acredita na reeleição do tucano.

Boa parte dos deputados federais e estaduais do PMDB não estão na campanha de Carlos Moreira e são mais vistos nos arraiais do PSDB. Ou a pedir votos pela reeleição de Beto, como faz Mauro Moraes, deputado do PMDB e uma das principais lideranças populares na região sul de Curitiba.

A debandada não é um fenômeno no PMDB de Curitiba. No interior é ainda mais acentuada a tendência de boa parte do partido pular a cerca para sobreviver sob lideranças que prometem o futuro, enquanto Requião e família vão encerrando sua participação com o patético espetáculo de garantir um cargo no Tribunal para Maurício Requião. Aliás, o coordenador geral da campanha de Carlos Moreira é o novo conselheiro do Tribunal de Contas.

13 Comentários

  1. A revoltada dissidênca lotou um jipe e foi embora, só restando na campanha o Doático o Moreira e a filha!

  2. Fabio, sua noticia informa que “… o coordenador geral da campanha de Carlos Moreira é o novo conselheiro do Tribunal de Contas.”

    Então, o novo conselheiro, como se não bastasse o apossamento da vaga vitalícia, já pode sofrer um processo ético ?

    Vejamos o que dispõe a Lei Orgânica do Tribunal de Contas (lei em vigor obviamente):

    LEI COMPLEMENTAR Nº 113 – 15/12/2005
    Publicado no Diário Oficial Nº 7123 de 15/12/2005
    Dispõe sobre a “Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Estado do Paraná.

    Art. 128. Os Conselheiros terão as mesmas garantias, direitos, prerrogativas, impedimentos, vencimentos e vantagens dos Desembargadores do Tribunal de Justiça, sendo-lhes estendidas, também, as mesmas causas de impedimento e suspeição previstas na lei processual, além daquelas estabelecidas no Capítulo IX desta Lei.

    Art. 138. Além dos impedimentos previstos na Lei Orgânica da Magistratura Nacional e no Código de Processo Civil, é vedado aos Membros do tribunal de Contas:
    ………

    XI – manifestar convicções políticas e partidárias em relação a indivíduos, grupos ou organizações;
    ……..

    XVI — dedicar-se à atividade político partidária, incluindo qualquer ato, manifestação individual ou coletiva, e aparição pública de conotação partidária ou eleitoral;

    Art. 145 – O processo ético será instaurado de ofício ou por representação fundamentada, acompanhado da documentação com a qual pretende provar o alegado e, se for o caso, arrolando testemunhas, limitadas a três.

    Será que os bons continuarão em silêncio …

  3. O Requião arrumou a vida do irmão Maurício é o que basta. Agora ele vai ajudar a Gleisi para aliança de 2010.
    Moreira te restou o Doático. Tá bom prá ti?

  4. Fabio. Voce esqueceu de colocar que a maioria dos secretarios e diretores do governo estadual não estão dando a minima aos ataques de Requião ao irmão de Beto e Scalco no caso DER e estão apoiando o Beto. O que tem de membros do governo estadual na campanha de Beto é coisa di loco.

  5. Pessoal do PSDB são tudo farinha do mesmo saco e ainda de pior qualidade são capazes de vender até…

  6. O “Bobeira/Moreira” se prestou para esse papel, então deixa ele ser ridicularizado e fazer papel de “bobo da corte”, obra do seu “mui amigo” Reiqueijão, que só vê seus interesses a cima de tudo e de todos. Por tanto, já que o “bobeira aceitou este papel” que continue a fazer parte do desastre do PMDB jamais visto igual em tamanha falta de consideração para com os demais partidários, que na opinião do Rei “Que se danem”! Por isso Beto Richa vai ganhar disparadamente já no primeiro turno,para inclusive enterrar futura pretenção deste traste do Requeijão!

  7. Dep. Valdir Rossoni Responder

    Considerando ainda a atuação do conselheiro Maurício Requião e uma outra nota postada aqui no blog, vale lembrar o artigo 140 da Lei Orgânica do TC, em que ele está impedido de julgas as contas, em razão do irmão governador ter feito mais de 1% dos votos nos municípios do Paraná.
    Junto com o artigo 138, exposto acima, fica claro que o Maurício Requião não irá atuar no TC. A família Requião pensa que está acima da Lei e faz o que bem entende.
    A Justiça analisa ações movidas para impedir esse desmando e com certeza outras virão em razão da atuação como coordenador da campanha do Moreira.

  8. O Ezequias tbm é “Moreira”. Outra: no adesivo da campanha do Moreira o nome dele é precedido pela palavra “Reitor”. Alguém merece?

Comente