Uncategorized

Detenção de Chico Feitosa surpreende palacianos

A detenção e assinatura de termo circunstanciado pelo empresário Francisco “Chico” Feitosa, ontem, surpreendeu muita gente no Centro Cívico. Feitosa é muito bem relacionado em vários níveis do poder e circula com desenvoltura em todos os palácio instalados no Centro Cívico.

O nome Chico Feitosa foi muito lembrado no Canguiri e no Palácio Iguaçu nos momentos de agruras da campanha eleitoral do governador Roberto Requião, em 2006.

Por enquanto, mais barulho que resultados concretos, embora o Ministério Público diga que a investigação apenas começou. Ora, pois, depois de 129 detenções, tomada de depoimentos, apreensão de motocicletas, veículos, malotes, documentos, o Ministério Público só apurou a responsabilidade do próprio Francisco “Chico” Feitosa, que assinou termo circunstanciado.

O GAECO – Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público, vai continuar a investigação que poderá revelar corrupção de funcionários públicos de alto e baixo coturnos, inclusive policiais, diz o promotor Leonir Batisti, coordenador do GAECO.

2 Comentários

  1. Messias Zimmermann Responder

    Será que eles esqueceram de fazer a contribuição para a campanha do Baboseira Moreira?
    Em todo período eleitoral é isso, enquanto não sai aquela contribuição para o pessoal do Mamona, os bicheiros são perseguidos.

  2. Pertunto Defunto Responder

    Não é para perguntar, mas já que tocaram no assunto:
    – o doutor promotor Leonir é oriundo de Londrina, onde também tem jogo do bicho.
    Por que lá não invadiram nenhuma fortaleza da contravenção?

Comente