Uncategorized

PSOL diz que ninguém ganhou o debate

O PSOL acha que ninguém ganhou o debate, porque debate não é luta de boxe. Heloísa Helena disse sobre Meirinho (foto): “Nós do PSOL temos orgulho de ter Bruno Meirinho como candidato em Curitiba, pois o povo brasileiro está cansado de ser governado pela cabeça dos ricos usando o bolso dos pobres. Bruno Meirinho é garantia de compromisso com os trabalhadores!”

9 Comentários

  1. Ninguém ganhou o debate, mesmo.

    Eu sei quem perdeu: quem assistiu ao debate pela tv, que gastou tempo vendo um programa monótono, com perguntas e respostas ensaiadas.

    Eu ficava era feliz quando aparecia o Lauro Rodrigues, o único candidato capaz de animar – pelo despreparo – o público.

  2. Esse cara é um moleque mimado. Todos que foram contemporâneos dele na UFPR sabem que se trata de “revolucionário de meia pataca”. Na verdade, um daqueles caras do Movimento Estudantial que nunca trabalhou na vida!
    Agora se diz defensor dos trabalhadores, é mole???

  3. Vigilante do Portão Responder

    Ele não ganhou, com certeza. Para cumprir as propostas do candidato ele teria que acumular as funções de Prefeito, Governador, Presidente e Congressista.
    A idéia de tributação progressiva, no caso do IPTU, foi rechaçada pelo STF. Carece mudar a carta de 1988.Leia mais, candidato, estude, pelo menos, Direito Constitucional.

  4. Esse cara do PSOL é despreparado. Também quem deu instrução prá ele dias antes do debate foi o André Passos. O André Passos não deu conta nem da candidatura prá deputado estadual, com todo apoio de Itaipu (Pai e Sogro conselheiros da empresa binacional). Não tá dando conta da frágil candidatura da Greisi. É nisso que dá o candidato do PSOL erra em informação básica. Não honra a Heloísa Helena que queria gente mais preparada. Esse candidato do PSOL deveria antes ganhar uma eleição do DCE, pois até agora só perdeu.

  5. Esclarecendo ao “vigilante do portão”, recomendo a leitura da Emenda Constitucional n. 29 do ano 2000, que alterou a Constituição de 1988 admitindo a progressividade do IPTU conforme a capacidade contributiva, em relação ao valor do imóvel e também à localização do mesmo. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Emendas/Emc/emc29.htm
    Depois desta emenda, o STF passa a reconhecer esta possibilidade, o que torna viável a proposta da Frente de Esquerda.
    As propostas socialistas estão apresentadas nos limites da competência municipal, e com vontade política podem ser realizadas.

  6. Vigilante do Portão Responder

    De quanto vai ter que sre a alíquota em relação ao valor do imóvel para, por exemplo, dar ônibus de graça para todos?
    Atendido, é claro, o princípio do não confisco?
    Essa modificação das alíquotas vai passar no legislativo municipal?
    Quais cidades já adotaram?
    Qual seria a escala, Ex.
    Imóveis até R$50.mil, 2%
    Imóveis até R$100. mil, 3%…
    Imóveis de mais de R$1.milhão 10%
    Quanto vai ser arrecadado a mais?
    Ou vocês pretendem atarrachar mais ainda a classe média?

  7. Vigilante do Portão Responder

    Mais, na gazetona de hoje está que o candidato vai usar os imóveis vazios (60 mil), para alocar os sem moradia.
    Vai ter indenização ou vai ser na “mão grande mesmo”
    Se vai ter indenização, repito a pergunta: quem vai pagar e quanto vai custar?
    Se vai ser na mão grande, o judiciário vai aceitar pacíficamente?
    Sonha menino, sonha, não custa nada…

  8. Vigilante do Portão Responder

    Continuando, como vai ser a distribuição dos imóveis?
    Vai ser de graça?
    Os sem casa vão pagar pela aquisição?
    Com que dinheiro?
    Se vai ser de graça, lamento pela nossa pobre Curitiba; Os sem casa do Brasil virão morar aqui.
    Qual vai ser o critério de distribuição?

    Já pensou, ônibus de graça, casa de graça, vamos ter que cercar a cidade, pois milhões de pessoas vão querer morar aqui. Vai ser o paraíso na terra.

    Acorda gente, não tem nada de graça no mundo.

Comente