Uncategorized

O rótulo e a realidade

O colunista Clóvis Rossi diz que é auspicioso o fato de 52% da população brasileira ter sido rotulada de classe média, a partir do estudo de Marcelo Neri, da Fundação Getúlio Vargas. Mas faz um exercício interessante ao colocar essa afirmação em perspectiva. Na comparação com a Argentina, por exemplo, não há nada a festejar.

Os parâmetros para definir o que é classe média são parecidos, diz Rossi. Aqui Neri usou R$ 1.064 e R$ 4.591 como o intervalo de renda que caracterizaria um lar de classe média. A Argentina é um tiquinho mais exigente: para ser classe média, a família precisa ter renda mínima equivalente a R$ 1.830. E ainda chama de classe média quem recebe o equivalente a R$ 4.651.

Pois bem: 70% dos argentinos pertencem à classe média, porcentagem quase 20% superior à que se verifica no Brasil. Com um detalhe: o mais recente resultado negativo da economia brasileira foi o crescimento zero de dez anos atrás, ao passo que a Argentina sofreu cinco anos (até 2002) de um retrocesso inédito no mundo em tempos de paz.

De lá para cá, conheceu o que, aí sim, merece o nome de “espetáculo do crescimento”, com o que a sua classe média pôde recuperar pelo menos parte do poder de compra afetado pela crise.

O jornal argentino “La Nación” visitou recentemente a classe média local em processo de recuperação e descobriu, por exemplo, Gabriela Valli, psicóloga divorciada, de 42 anos e dois filhos, cujos ganhos passam um pouco do equivalente a R$ 2.151, ou seja, estaria mais ou menos na metade dos pontos extremos de renda que caracterizam a classe média brasileira.

Mas, ao contrário do Brasil, ela não festeja. Disse que pertence à classe média por “tradição”, mas não por sua realidade. Acrescenta que ser classe média, para ela, é “poder viver sem sobressaltos”. Com renda de R$ 2.151 vive-se sem sobressaltos no Brasil?

1 Comentário

  1. pois olha que sobressaltos dependem do ângulo, ou do nível. sobressaltos existem para todos, de 300, de 600, de 2151 ou 21.510. variam os tipos,a intensidade, mas são sobressaltos

Comente