Uncategorized

Metrô só em 2010, diz Gleisi Hoffmann

Especialistas em gestão pública são taxativos ao afirmar que as obras do metrô em Curitiba começariam só em meados de 2010, mesmo que o processo iniciasse hoje, se todos os passos a serem percorridos pela administração municipal acontecessem sem que ações judiciais os paralisassem.

“O metrô em Curitiba ainda é o metrô de papel porque até agora foram gastos mais de R$ 8 milhões em projetos que nem sequer saíram do mundo das promessas. Nós vamos mudar esta realidade e vamos fazer o metrô uma realidade em parceria com o governo federal”, disse a candidata à Prefeitura de Curitiba Gleisi Hoffmann, do PT.


O primeiro passo para que o metrô saísse do papel, seria desatar o nó da licitação que está emperrada judicialmente desde o dia 2 de abril. Uma liminar expedida pela 1ª Vara da Fazenda Pública, acatando reclamação do consórcio SEP, de São Paulo, que se disse prejudicado durante a licitação, interrompeu o processo.

De acordo com o gestor Frederico Santos, a licitação para o projeto básico do metrô é apenas o primeiro passo de outros procedimentos até iniciar a obra propriamente dita. Desatado o nó e realizada licitação, as empresas começariam a realizar dois projetos: o técnico e o ambiental que serão analisados por uma comissão definida pela Prefeitura. É esta comissão que irá analisar a viabilidade das propostas. Mesmo assim, o projeto ambiental ainda tem – obrigatoriamente – que passar por diversos órgãos responsáveis para que seja expedida uma licença para execução da obra.

Somente a partir daí é que os recursos para a realização da obra poderão ser liberados pelo Governo Federal. Por isso é que a emenda apresentada pelo deputado federal Ratinho Junior (PSC) que prevê R$ 700 milhões para a construção do metrô, pode nem mesmo entrar no orçamento de 2009. A emenda corresponde à metade do valor previsto para a implantação da primeira linha entre os bairros Pinheirinho e Cabral, de cerca de 14 quilômetros. Para que os R$ 700 milhões sejam incluídos no orçamento de 2009 é necessário que a Prefeitura apresente o projeto básico (descrito acima) aprovado até o final deste ano.

“O prefeito está iludido quando diz que vai começar o metrô em 2009. Só os estudos de viabilidade e ambiental demoram mais de um ano para serem realizados e até o momento não iniciaram”, afirma Ratinho Júnior.

Metrô de Papel

Mesmo sem ter nem saído do papel, Curitiba já recebeu mais de R$ 8 milhões para estudos do metrô. O primeiro valor liberado foi em 2002, na gestão de Cassio Taniguchi, quando foram repassados R$ 5.829.100 através de um convênio entre a Prefeitura e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos. O projeto foi realizado, mas não foi aproveitado por falta de viabilidade técnica. O segundo repasse foi de R$ 2,3 milhões e o projeto ainda corre o risco de ser inviabilizado pelo formato da licitação que a prefeitura fez. “Isso é inaceitável. É preciso que esse processo seja feito em parceria com o governo federal, conforme as outras cidades fizeram”, afirma Gleisi Hoffmann, candidata à Prefeitura de Curitiba pela coligação Curitiba Para Todos (PT-PSC-PRB-PHS-PMN-PTC).

25 Comentários

  1. Promessas e mais promessas de todos os candidatos. Pelo menos o projeto base já está sendo desenvolvido pela prefeitura. Já há um sinal do Governo Federal e do BID para fanaciar a obra. Mas não vamos ser idiotas de acreditar que a Gleisi ou o Beto vão resolver tudo, pois serão necessárias desapropriações, vão correr ações na justiça……………………….
    Efim, acho que este metrô pode nem sair no proximo mandato, seja da Gleisi, do Beto ou de qualquer outro que ganhar!!!

  2. O QUEEEEEEE ? METRÔ EM CURITIBA ???
    ESTA MULHER ESTÁ DELIRANDO !!!
    OU ELA ACREDITA MESMO QUE ESTA ESTÓRIA DE METRO VAI RESOLVER ALGUMA COISA …
    A CADA NOTÍCIA DESTA, OS VÁRIOS EMPREITEROS INTERESSADOS TÊM ATÉ ORGASMOS DUPLOS …

  3. andrielly vogue Responder

    sempre estou na rua pedindo votos para mim e para minha mojoritariA e escuto do povo “ a DRº (A) GLEISI SEMPRE FAZ O QUE PROMETE“
    E ESSA PROPOSTA DELA E MUITO BOA PARA TODOS NOS FAZER O QUE NUNCA FOI FEITO EM CURITIBA.
    EU SONHO COM O METRO A ANOS NA NOSSA CIDADE. MAS NUNCA CHEGA COM GLEISI COM CERTEZA CHEGARÁ , O TRANSPORTE DO NOSSO FUTURO
    METRÔ AOS CURITIBANOS SERÁ SE TIVESSE O METRÔ DIMINUARIA OS CARROS NO CENTRO, ASSIM DANDO MAS ESPAÇO AOS PEDESTRES?

  4. METRO DO BETO RICHA ATÉ AGORA É SÓ DE PAPEL….RIOS DE DINHEIRO PARA AS PAPELADAS DO BETO RICHA….OS PATETADAS

  5. É lamentável que Rodrigo, Guardião e aluno da UFPR ainda acreditem no tal Beto. Promessa do metrô do Beto é desde qdo era vice do Japones!
    Com a GLEISI sim teremos metrô!
    Fora Tucanada, vcs são cegos ou não querem enxergar???

  6. Eu não acredito nessa história de metrô!!! Venha do Beto, da Gleisi ou do Moreira!!!!! Dúvido que algum deles consiga tirar do papel!!!

  7. Esses demagogos querem fazer o povo curitibano acreditar que o tal do metrô será uma dádiva deles e somente se e porque eles evntualmente estiverem sentados na cadeira de Prefeito. A verba que a candidata diz ser federal na verdade é do povo, sai do bolso do povo, e não é somente porque ela tem ligações com o Ministro do Planejamento e com o Presidente esta verba estaria “carimbada” para ela e somente se ela estiver na cadeira. Pura demagogia. Na verdade o tal metrô será um poço de dinheiro sem fundo a enterrar os anseios do povo de ter um sistema de transporte de qualidade. É a mediocridade que campeia junto com interesses “não contabilizados”. Com razão Jaime Lerner que, se não estou equivocado, abomina esta iniciativa do metrô em Curitiba. Em vez de fazerem intervenções nas partes ruins da cidade para o tráfego, vão deixar como está e torrar verba no metrô. Funciona assim: se um quitandeiro, logista ou ambulante reclamar que vão lhe tirar o espaço, melhor politicamente construir o metrô. Vamos mal de planejamento e de demagogia.

  8. Histórias………………..
    Só qurem que acreditamos em surrealidade, ficção, enfim tudo que é sobrenatural (mentira), não gosto disso, gosto de coisas que acontecem de verdade, não em coisas que no final dá tudo certo: a princesa se casa com o prícipe e o vilão morre.Nem dá vontade de ler, gosto de coisas irreais quando é um livro de comédia.

  9. João Gustavo Nadal Responder

    Pessoal,

    A implantação de um metrô subterrâneo é um projeto de alta complexidade, especialmente em uma cidade como Curitiba.

    E aqui já provoco: quem discordar dessa assertiva não entende nada sobre os entraves técnicos e jurídicos que atrasam seu planejamento e execução.

    Sugiro que estudem um pouco sobre a geologia da cidade e sobre o impacto de obras dessa natureza nos imóveis próprios antes de afirmar categoricamente que o projeto ainda não foi implementado por falta de vontade política.

  10. A Barbie vem demonstrando muita servidão ao governo federal sem sentar na cadeira de prefeito, imaginem depois. Tudo que promete vai ser conseguido da sua ótima relação com o governo federal. PT caí fora daqui há 2 anos, o maridão ministro pode cair fora bem antes disso. E aí?

  11. Gleise trará a experiência do Metro do Mato Grosso do Sul e de Londrina. Metro pois são duas administrações petistas onde estava a traia, aliás Gleisi, que fizeram muita coisa subterrânea.
    Gleisi você não engana com essa voz de tonga, de inocente. A Gleisi o pessoal da Assembléia sabe das tuas histórias!

  12. CONDICIONAR A OBRA DO METRO À VITÓRIA DE GLEISI, É UMA CHANTAGEM ELEITORAL, NÃO PODEMOS ADMITIR QUE CURITIBA SEJA ALIJADA DE TER UM METRÕ SÓ PORQUE O PT VAI PERDER A ELEIÇÃO.

    FORA PT ZADA DO MENSALÃO, DO DOSSIÊ DO DESVIO DE 700 MILHÕES DO PAC.

  13. Maquinista da Rede Responder

    Unico Metrô que funciona em Curitiba, já há vários anos, é a “boate” na “zona central” que uns dos candidatos tão bem conhece, e que nem precisa dinheiro Federal nem Estadual nem Municipal, é um Metrô custeado por quem “freqüênta ou consome”.
    O resto é delílio de quem não conhece que para construir um Metrô demora-se de 8 a 12 anos e a cidade fica num caos de locomoção e de bagunça insuportáveis, o Metrô sob trilhos seria menos drástico e mais viável e com menor custo, mesmo assim, paga-se o ônus de anos de construção, indenizações de imóveis, etc.!

  14. Aqui em Curitiba, temos as canaletas do ônibus expresso que são os corredores naturais de qualquer projeto de metrô em Curitiba, o que é uma grande vantajem. O Beto pode começar sim, mas não consegue concluir no seu mandato. A Gleisi, fala de metrô, mas o PT, desde que o Lula “inaugurou” o Brasil, não entregou nenhum. Aliás, transporte de grandes massas de passageiros, também é de competência dos outros níveis de governo, porque só agora seus candidatos lembraram?

  15. Vigilante do Portão Responder

    Será que essa turma sabe quanto custa construir um metrô? Claro que prometer é fácil. Demora 10anos para implantar.
    É coisa para uma geração. Isso na linha norte/sul, e ainda faltará a leste/oeste.

  16. A CANDIDATA Andrielly Vogue, quiz falar Metrô e disse Metro. e disse que quer Metro de qualquer jeito, ela e a Gleisi. Tá escrito acoima é só ler.
    Metro elas querem? Eu hein?

  17. Pra quem falou que faltam 2 qnos pra mudar o governo, pode tirar o cavalo da chuva, é lula mais 4 anos, terceiro mandato bombando! E se não for o Lula é qualquer outro apoiado por ele, pois fora desse blog de direita, cheio de funcionarios da prefeitura e cargos comissionados, a realidade é outra… e o LULA tem mais de 85 % de aprovação

  18. Conta simples:
    governo Lula vai até: 2010
    quando as obras poderiam ser liberadas(best case): 2010
    Então não entendo a conta da Barbie.
    Parece que quem entende de metro é o PSDB/DEM de São Paulo, porque a Marta não investiu nada em saúde/metro.

  19. Ah, e o roedores papagaio de pirata só estão no mesmo barco devido a pressão do grande guia em cima do papi…

Comente