Uncategorized

Lugo chora e pede perdão pelos crimes de Stroessner

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, chorou e pediu perdão às vítimas da ditadura do general Alfredo Stroessner (1954-1989) durante a apresentação do relatório da comissão que investigou os abusos aos direitos humanos.

“Perdão, perdão em nome da Nação paraguaia”, disse Lugo, que precisou interromper a leitura de seu discurso devido à emoção, ao que os presentes à apresentação do relatório final da Comissão de Verdade e Justiça (CVJ) responderam com aplausos. O relatório toma como base o depoimento de 2.059 pessoas que sofreram abusos ou são parentes dos desaparecidos durante os mais de 35 anos da ditadura de Stroessner.

O relatório da CVJ afirma que o número de perseguidos durante a ditadura chegou a 128.076, dos quais 20.090 foram qualificados como vítimas diretas, entre elas 59 que foram “executadas” e 336 que desapareceram, enquanto outras 107.987 sofreram a repressão de forma indireta.

Lugo também pediu perdão pela “solidão à qual foram submetidos (os perseguidos)” e “por cada centímetro de dor que lacerou o território corporal, físico, anímico e espiritual dos combatentes de nossa pátria nova, enquanto outro país dormia a sesta insensível na convivência com uma ditadura vergonhosa”.

“(O Poder Judiciário) Será capaz de honrar sua função, ajudando a fechar estas feridas abertas e sustentadas pela dignidade heróica das vítimas com o bálsamo da reparação histórica?”, disse.

Durante o regime de Stroessner, foram realizadas 19.862 detenções arbitrárias, “das quais 18.772 incluíram alguma forma de tortura, e este último número constitui 94,5% dos que foram privados ilegalmente de sua liberdade”, indica o relatório.

3 Comentários

  1. perdão o cacete. esse nogentão amigo do requião que tire o olho das terras dos brasiguaios, que elimine as fazendas de maconha do paraguai e pare de legalizar os carros, caminhões e tratores roubados no Brasil que circulam livremente no país do bispo.
    e ainda quer rediscutir itaipu. sai daí jacaré.

  2. Lágrimas de crocodilo. Esse bolivariano assumido, como Chaves, Fidel e Requião vai criar problemas para o Brasil. Esperem e verão. Na discussão da Itaipu, por exemplo, como vai se comportar Lula?
    Será que o hermano Requión enxugou as lágrimas do companheiro ?

  3. Que grandessíssimo cara-de-pau. Eu já comentei em outro blog a respeito dos sequestros que estão ocorrendo com pedidos de resgate vultosos. Por coincidência, são sequestros de donos de terras. É a reforma agrária que ele prometeu aos descamisados daquele quintal de república.

Comente