Uncategorized

Fábio Camargo acha que estão copiando as suas idéias

O Fábio Camargo está convencido de que seus adversários copiam as suas idéias e os seus projetos. O prefeito Beto Richa teria se apropriado das idéias de reforma fiscal, o candidato do PMDB, Carlos Moreira, copiou a idéia dos consórcios metropolitanos, o Ricardo Gomyde está reinventando idéias para lazer e o esporte que ele já tinha anunciado.

E, agora, diz Fábio Camargo, a Gleisi Hoffmann vem falar na exigência da FIFA de que Curitiba tenha um metrô para sediar a Copa de 2014. “Fui o primeiro a falar no assunto e a provar que o único metrô viável dentro do prazo para sediar a copa é o meu, o do metrô de superfície.”

16 Comentários

  1. Ah, tá, agora o metrô de superfície é idéia dele. Interessante, desde que conheci o Jaime Lerner ali na rua XV quando ele fechou a Rua XV e fez o calçadão, ele já falava que em Curitiba não seria interessante nem viável técnica ou economicamente o metrô tradicional.
    Isso foi em 1974. Esse mocinho aí mal conseguia parar dentro das fraldas nessa época.

  2. zoraide & theo Reply

    É isso mesmo – O Fabio Camargo tem razão pois esse metrô do Rato Jr. e da Gleisi é pura enganação. Ja prometeram há 10 anos e nunca cumpriram – o Beto Richa então – esse já é a terceira vez que promete.

  3. Inventando a roda! Reply

    O Fábio Camargo fica hilário ao pronunciar que “inventou a roda”!

    O Beto está tentando a vários anos colocar em prática a proposta do consócio, como outros antes já o fizeram, mas contou com uma certa falta de receptividade por parte de outros prefeitos, já que para eles é mais cômoda a situação de deixar Curitiba resolver os problemas que seriam de suas responsabilidades.
    Outro fato é que se integrarem terão de parar de tratar a seus municípios como se fossem feudos, já que o controle sobre a aplicação do erário será maior, pois aumentará a transparência dos atos.

    Mesmo com a idéia de integração sendo na prática rejeitada pelos outros o Beto não proibiu que pessoas dos municípios vizinhos aqui fossem atendidos em nossas unidades públicas de cunho social, pois seria uma atitude desumana e somos o mesmo povo brasileiro com as mesmas carências e o mesmo direito de ter uma vida digna.

    Com certeza o Beto não se intitula dono de nenhuma idéia, já que acredita que o pensamento e suas evoluções são frutos do pensar humano.

    Como fazer com que este pensamento dos mandantes dos outros municípios mude e a integração metropolitana seja uma realidade?

    Projetos e vontade de integrar, começando pela discussão dos problemas nada pontuais que atingem a todos e as suas soluções coletivas, por parte da PMC a muitos anos não falta, o que falta é a vontade política de alguns burgomestres vizinhos!

    A intervenção negativa e nada republicana do atual governador ao tentar impor muitos modelos e projetos, mas não a condição para executar os mesmos também atrapalha um bocado na solução destes desafios estratégicos!

    A reforma fiscal a muito está sendo feita e muito ainda terá de evoluir.

    Passos importante para facilitar a vida dos empreendedores que gerarão mais empregos está sendo dados:

    “Cadastro Sincronizado facilitará a abertura de empresas
    21.11.07

    Processo de abertura em Curitiba ficará menos burocrático e mais barato.

    O processo de abertura de empresas em Curitiba ficará menos burocrático e mais barato com a implantação do Cadastro Sincronizado, a partir da segunda quinzena de dezembro. A base do projeto é o uso do número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), expedido pela Receita Federal, como única inscrição cadastral das empresas em todas as esferas de governo — federal, estadual e municipal.

    A medida reduz o gasto de tempo com deslocamentos e com cópias de documentos em papel, porque quase todo o processo de abertura de uma empresa poderá ser feito a partir de um escritório com acesso à internet.

    Pelo novo sistema, a vistoria prévia, obrigatória para a empresa obter Alvará de Funcionamento e dar início à sua atividade econômica, ficará restrita a três órgãos: Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Corpo de Bombeiros. Entidades como a Polícia Civil, Detran ou Ceasa receberão listagens de alvarás concedidos e passarão a fiscalizar as demais exigências para as atividades registradas depois da concessão da licença.

    “A fiscalização é mais efetiva e mais orientadora quando a empresa está em pleno funcionamento, diferente de quando é baseada apenas na análise das instalações vazias”, explica o secretário de Finanças de Curitiba, Luiz Eduardo Sebastiani.”

    A discussão sobre a construção do metro de superfície já vem desde o governo Lerner no período da ditadura, passando pelo governo Fruet, governo Requião, novamente o governo Lerner, governo Greca, governo Cássio, etc. e se até hoje não é uma realidade é por que o nosso sistema de transporte não estava saturado e a Prefeitura tinha outras questões estratégicas mais importantes a resolver (creches, postos de saúde, escolas, etc.).

    Quanto à questão que o Fábio coloca de ele ter de ser obrigatoriamente de superfície por causa dos rios também não é nenhuma novidade e fica até parecendo que foi ele quem descobriu que existem afluentes que cortam a cidade.

    Todas estas discussões “são mais antigas do que andar para frente”!

  4. vigilante do portão Reply

    Na verdade esse iventando a roda é um braço do Beto Richa na Net. Vejam o que ele diz:

    “A discussão sobre a construção do metro de superfície já vem desde o governo Lerner no período da ditadura, passando pelo governo Fruet, governo Requião, novamente o governo Lerner, governo Greca, governo Cássio, etc. e se até hoje não é uma realidade é por que o nosso sistema de transporte não estava saturado e a Prefeitura tinha outras questões estratégicas mais importantes a resolver (creches, postos de saúde, escolas, etc.).”

    Ou seja – ele mesmo admite a falta de competencia e planejamento na atual gestão para implantar o metrô. Por isso querem dstruir e atacar do Fabio Camargo – pois sabem que a proposta do Metrô de superfície é a melhor e mais correta para curitiba. E quanto a questão da Copa – temos que admintir que foi o Fabio quem levantou essa questão na campanha.

  5. Este Fábio Camargo é digno de pena, o sujeito “se acha”, coitado ele chegou a ter 4% nas pesquisas, foi caindo para 3% depois para 2%, vai acabar ainda atrás do Lauro(deu branco), e sua rejeição subindo, subindo, porque será? Já pararam e analizaram a tchurma dele, o porque desta rejeição e caída nas pesquisas?

  6. Muito boa essa campanha do Fabio Camargo – o PREFEITO DOS BAIRROS – é disso mesmo que Curitiba precisa.

  7. Fabio Camargo, o laranja da casa civil, vai conseguir a estrondosa marca de 21.756 votos, o que o habilitárá a … a… a nada mesmo.

  8. Theo sem ponto Reply

    Precisam avisar nos bairros que o Fábio Camargo é Prefeito de lá, pois ninguém conhece o “boneco loiro bronzeado”!
    Quá,quá,quá….

  9. Ao vigilante Reply

    Curitiba é uma capital que pela migração após a geada de 75 que destruiu com a cafeicultura explodiu do ponto de vista do social.

    E m uma cidade em que faltavam creches, escolas, postos de saúde e demais equipamentos sociais seria um absurdo priorizar o metro se o nosso transporte ainda era, como ainda é, um dos melhores do país.

    O atendimento público prestado hoje pela Prefeitura nos coloca entre os melhores do país e em muitos casos como são os sistemas de saúde e da educação como os melhores indíces de aprovação entre todas as capitais.

    No governo Beto a educação recebeu nos últimos três anos e meio R$ 1,3 bilhão de investimentos para expandir e melhorar o atendimento de 144 mil estudantes.

    O Beto foi o prefeito que mais abriu vagas na educação infantil, na história de Curitiba. São 9.813 novas vagas criadas no período 2005 a 2008.

    Na área da Saúde Curitiba tem 54 novos equipamentos públicos, bem mais que a previsão inicial de 25 obras.

    Beto Richa e Luciano Ducci criaram os Centros Municipais de Urgências Médicas, um novo conceito no atendimento de urgências. São mini-hospitais, com equipamentos modernos, atendimento humanizado e Pronto Atendimento Infantil.

    A Unidade de Saúde Mãe Curitibana, no bairro São Francisco, especializada no atendimento a gestantes e bebês por meio do programa Mãe Curitibana, que também é oferecido em todas as Unidades Municipais de Saúde são realidades.

    Foi autorizado o início das obras do Hospital do Idoso, no Pinheirinho.

    Em quatro anos, foram contratados 2.092 médicos, enfermeiros, dentistas, auxiliares e técnicos de Saúde.

    Na atual gestão, Curitiba sempre investiu em Saúde mais do que o mínimo previsto pela Constituição.

    Em todas as áreas de atuação da Prefeitura o bom desempenho foi o mesmo e não é a toa que a maioria da população que acompanha o desenvolvimento da da atual gestão da capital esteja hoje ao lado do Beto.

    O metro embora menos que o equilíbrio social também é importante e acredito que na próxima gestão o Beto e a sua equipe de planejamento irão dar início aos trabalhos iniciais para a sua construção, pois a mesma, obra muito cara, é um trabalho para ser executado por várias administrações.

    Caro vigilante,

    Tentando me descredenciar com seus sofismas maniqueístas sem fundamentação não rebateu o que postei!

  10. Sem comentários... Reply

    hauahuahauahua… é até hilário ver um sujeito que não tem um projeto, não fez um requerimento de obra enquanto vereador e deputado e se diz “prefeito dos bairros”, como se fossem suas as solicitações de outros vereadores, dizer que estão roubando suas idéias!!! Volta pra casa da luz vermelha que lá vc ganha mais sujeitinho!!!

  11. Com tantas idéias fantásticas gestadas por ele e só ele, o Fábio terá emprego garantido de assessor para todos os assuntos em qualquer governo.

  12. Vigilante do Portão Reply

    Claro que tão copiando as idéias dele, quantos “inferninhos” já foram criados, depois da abertura das “casas” do deputado. KKK

  13. Beto Richa, embora toda a sua boa vontade em realizar essa obra que inclusive saiu da prancheta de Jaime Lerner há muitas décadas, não conseguiu por um detalhe de somenos: até hoje os prefeitos da Região Metropolitana nunca fizeram um esforço para se integrar ao sistema como um todo, querendo apenas usufruir às custas do povo curitibano as vantagens sem meter a mão no bolso.
    Nem o Beto Richa está dizendo que o metrô foi idéia dele, apenas está tentando tirar do papel, assim como alguns outros antes dele.
    Um que não tem autoridade para dizer que é autor da idéia é esse deputadozinho. Qualquer morador de Curitiba que levantar a mão para dizer SIM ao metrô é mais digno de mérito do que esse mocinho.

  14. Mano da Villa Reply

    Fabio Camargo – voce deve seguir em frente, e não dar mais bola para esses FRANCO, THEO e o escambau……devem ser agentes pagos com dinheiro publico para babar o ovo do Beto Richa nas internter

Comente