Uncategorized

Moreira promete aquecer final de campanha

Em entrevista a Juliana Sartori, do Jornal do Estado, Carlos Moreira diz que briga do governador Requião com a imprensa atrabalhou sua campanha para prefeito de Curitiba. E garantiu que a campanha pode pegar fogo na última semana. Denúncias contra o prefeito é o que não faltam, disse Moreira à jornalista.

Carlos Moreira diz também que confiou no convite de apoio do governador Roberto Requião ao se tornar o candidato do PMDB à prefeitura de Curitiba. Antes de ser candidato, foi reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e médico. Antes da entrevista começar, Moreira chegava do atendimento a um paciente em plena campanha eleitoral. “Não estou mais atendendo, mas tenho sensibilidade de não deixar casos especiais de pacientes na mão”, garante.

Essas experiências, segundo ele, “o tornaram capacitado para enxergar as prioridades de uma cidade, que são a saúde e a educação”.

Para ler a matéria completa, clique no “Leia Mais.”


Consciente das dificuldades de enfrentar um candidato à reeleição “que está fazendo dessa eleição, a eleição da sua vida”, Moreira garante que vai sair da campanha satisfeito com seu trabalho e de mostrar que a política séria e com honestidade ainda vale à pena.

Jornal do Estado – Entre as propostas apresentadas da sua campanha, qual tem tido mais repercussão?
Carlos Moreira – A proposta da educação, com os Centros de Convívio Jovem é a que eu sinto que tem mais apelo. Porque a gente está lidando com uma juventude que foi esquecida pelo atual prefeito. E só agora ele fala em fazer alguma coisa pela juventude.

JE – Apesar de nunca ter exercido cargo público, além da reitoria na UFPR, por que resolveu tornar-se candidato a prefeito? Não acha que deveria passar por outras etapas para se iniciar na vida pública?
Moreira – Na realidade eu sempre tive vontade de contribuir com a cidade, com a questão política. O que pesou mesmo foi o convite do governador, sem dúvida. Eu sei que para entrar numa carreira política, é preciso passar por uma série de patamares. Mas o convite do governador para concorrer pela Prefeitura de Curitiba muito me lisonjeou, muito me orgulhou. Sem dúvida, esse convite foi o que mais pesou na decisão.

JE – A escolha do seu nome para concorrer à Prefeitura dentro do PMDB foi conturbada e ainda hoje recebe críticas de colegas do partido. Como recebe essa crítica?
Moreira – Entendo que para algumas pessoas não foi muito fácil a escolha do meu nome. Mas para a maioria do partido, não vejo isso com muita dificuldade. É claro que com um ou outro, como os deputados Mauro Moraes e Stephanes Júnior, até porque eles queriam ser (candidatos), tivemos algumas dificuldades. Mas o PMDB sempre teve problemas. Na última campanha, quando se decidiu apoiar o (Ângelo) Vanhoni (candidato a prefeito de Curitiba em 2004 pelo PT), houve várias defecções do partido. A mais importante foi a saída do Gustavo Fruet.

JE – Acha que os problemas do PMDB prejudicaram sua campanha?
Moreira – Sempre é mais difícil, mas não é uma situação impossível.
JE – Na sua campanha, fica claro que a prefeitura e o governo do estado estariam em harmonia. Na sua opinião, os desentendimentos políticos atuais acontecem por falta de diálogo da Prefeitura ou foi o governo que fechou as portas para o município?
Moreira – Isso é igual à briga de casal. Não dá para dizer que um está brigado com o outro porque esse ou aquele resolveu brigar. Em geral, os dois têm culpa. Se houvesse boa vontade de ambos, o problema teria sido resolvido. Infelizmente, não houve. Não só apontem o governador, ou só o prefeito. Ambos poderiam ter conversado.

JE – Acha que a estratégia da oposição em se dividir em várias candidaturas atrapalhou a chegada ao segundo turno?
Moreira – Não. Acredito que o prefeito esteja jogando muito mais do que a prefeitura. Ele mesmo já deixou escapar algumas vezes que em 2010 poderia ser candidato ao governo do estado. Então ele veio muito preparado, com muito dinheiro, e está fazendo dessa eleição, a eleição da sua vida.

JE – Acredita na possibilidade do segundo turno?
Moreira – Claro que acredito. Também acredito que vou ganhar a eleição. Tenho que acreditar em mim. Se eu não acreditar em mim, quem é que vai acreditar?

23 Comentários

  1. Esse cara-de-pau acabou com a UFPR, e agora quer ampliar sua incompetência para toda Curitiba…

    98° lugar no ranking de Universidades, esta é a herança que ele deixou na UFPR!!!

    Não conheço um aluno da UFPR que vote nele.

  2. Faltou alguém em condições de esclarecer a Nero, que morrendo, não levaria Roma consigo.
    Curitiba e o Paraná têm tradição forjada na dor, na fé e na esperança dos imigrantes.
    Emigrantes das guerras e dos conflitos europeus. Emigrantes que vieram buscar a paz.
    O Paranaense não admite e não convive com a violência.
    O Paranaense, por isto, preserva como relíquia, o legado dos avós poloneses, italianos, espanhóis, alemães, japoneses, portugueses e russos e outros.
    Os Rocha, os Braga, os Canet, os Souza, os Lerner, os Melo, os Silva, os Richa, os Naves, os Fruet, os Vargas, os Moreira, os Ueno e os Dias, criaram, um sonho em torno de uma terra chamada Paraná.
    Um Paraná de ousados na busca da contrução de um futuro melhor. De construção pelo trabalho voltado para todos. De solidariedade. De união pelo bem, com fraternidade e respeito.
    Por isto, as pessoas que vivem no Paraná reagem quando estes valores culturais tão caros parecem ameaçados.

  3. POR ESSAS E OUTRAS QUE AS DUAS VAGAS PRO SENADO EM 2010 PODEM TER COMO VENCEDORES GUSTAVO FRUET E ANGELO VANHONNI

  4. Vou me juntar ao comentário do Sr Clóvis Pena, pois realmente nós paranaenses…observamos e reagimos, e temos o que herdamos de nossos antepassados e familiares suas historias de luta nos incentivam a defender o direito, o honesto, o justo!
    É bom os políticos ficarem espertos..suas ações estão sim, sendo observadas..graças a Deus!

  5. Vigilante do Portão Responder

    Vai esquentar a campanha? Já sei, vai colocar fogo no material, faixas, cartazes e jornalecos proibidos pelo TRE. Vai ser uma fogueira enorme.
    Vai queimar, inclusive, as vaidades, dele e do chefe. KKK

  6. O PACIENTE ERA ELE MESMO , ACHO Q ESTAVA SENDO ATENDIDO NO PINEL,
    NEM COM REZA BRABA SOBE
    ESSE PARECE Q NAO REZA MESMO,
    ADEUS MORRERA, E SO FAZER MARCHA FUNEBRE

  7. Será que esse senhor tem consciência de que foi usado pelo chefe numa trama bem urdida para tentar beneficiar a loira candidata? É ironia um oftalmologista ser tão míope assim!!! Ou deveremos acreditar que, assim como os demais “cítricos” desta eleição, motivo$ outro$ o fizeram participar da “masquerade”? Nunca saberemos! As pessoas encontram razão para tudo nesta vida.

  8. Para O Povo:

    Pode até ter sido sincero, mas é tarde para refletir sobre o porquê de sua derrota.

    Pessoalmente, apenas o fato dele não ter reconhecido no seu aliado maior, o Rei, como um déspota, arrogante, já começou como derrotado, pois é óbvio, que estes adjetivos do Rei foram decisivos nas atitudes errôneas de seu mandato, que por consequência afetaria a campanha de seu “ingênuo” pupilo.

    Mas…concordo com vc, o cara até parece ter sido sincero! Mas isso não é ponto pra ele!

  9. O Moreira como politico é um grande Médico,pena que deu ouvidos ao convite de Requião.

  10. eu acho que o Moreira e o Roque devem no final de campanha montar uma dupla para divulgar varios filmes sobra as campanhas em Paranagua e Curitiba:

    – Esqueceram de Nós….
    – Vermelho e o Vagabundo…….
    – Apoio Mortal
    – Titanic, a saga do PMD no Paraná…

  11. ANALISANDO O CASO DO MOREIRA, PODE-SE PERCEBER O QUE UMA MENTIRA PODE CAUSAR NUMA PESSOA.
    A MENTIRA É REQUIÃO, A PESSOA É O MOREIRA.

  12. A briga do Requi com a imprensa atrapalhou sua campanha, desde quando?

    A sua péssima gestão na UFPR e do HC não contam? Porque não comentas isto?

    No universo político o senhor nem existia, de início já que ser prefeito. Isso é pura vaidade, porque competência já provou que não tem.

    Trate de ir correndo salvar o hospital da sua família antes que todas as multas que tens para pagar o inviabilizem.

    Impeachment de Requião Chaves já!

  13. Com essa cara e com o friozinho de Curitiba, acredito mais é que ele vai pegar o coberto e aquecer o ninho, a orelha e os pés…
    O resto não tem mais jeito!

  14. Caro Moreira, você é um neófito! Serve de mão-de-gato para o Requião e com isso assumiu imensa dívida com multas e maior ainda com as indenizações que terá que pagar aos ofendidos.

    Doático não tem bens. Dizem que Requião, esperto, sabe como escondê-los. Já você, Moreira, está servindo de laranjão do Requião.

    Estão te usando, acorda. De nada adianta propagar denúncias infundadas que se comprovam, com o tempo, falsas.

    É seu patrimônio em jogo. Considere que 1/5 do que você declarou ao TRE já foi pro beleléu com as multas e indenizações, porque quem vai pagar é você. Na hora “h” seu chefinho não vai estai nem ai.

    E esse jogo sujo que você está a propor não vai lhe adiantar em nada. Possivelmente, ao contrário, fará com que perca ainda mais votos.

    Não é assim que se faz política. O povo já está cansado desse modelo antiquado e perverso.

  15. Ponha isso na cabeça, Sr. Moreira, V. Sa. está na situação do gato que o macaco Simão usa para tirar as castanhas quentes da chapa do fogão.

  16. Simplicio Figueira Responder

    Atenção gloriosa Corporação do Corpo de Bombeiros em Curitiba, o Moreira virou NERO, todos bombeiros de prontidão a partir de hoje.

  17. OBA! O moreira vai aquecer o final de campanha. Finalmente essa po— de frio irá embora e vai dar praia em outubro!

Comente