Uncategorized

Centrais sindicais jogam pesado para eleger seus vereadores

As centrais sindicais jogam pesado neste final de semana para eleger seus vereadores em Curitiba. Programaram atividades dos sindicatos e federações para ajudar a conquistar e definir votos.

A CUT trabalha por Marisa Stedille, PT, líder sindical dos bancários. A UGT se empenha por Edson Feltrin, do PSDB, que conta com a Federação de Associações de Moradores. A CGTB pede votos para Alzimara Bacelar, do PMDB.

A CTB apóia a candidatura de Célio Bolinha, do PCdoB. A Força Sindical por Clementino Thomaz Vieira, do PMDB, líder sindical dos metalúrgicos. O quadro sinaliza a vinculação das centrais sindicais com as candidaturas majoritárias do PT, PSDB, PCDOB e PMDB. A abertura das urnas no domingo a noite vai mostrar o poder eleitoral das centrais sindicais.

15 Comentários

  1. Ruy Cezargay Reply

    O Paulo Rossi quer eleger o Feltrin para dar um tapa de luva no petista Messias que apoia Marisa. Rossi não perdoa Messias por ele ter soltado aquela nota onde Rossi lançou Beto ao Governo e Fruet a presidência do PSDB. Já Messias diz que foi um revide ao fato de Rossi andar dizendo que Messias apoia Andriely Vogue. É uma luta de gigantes..

  2. jota pereira Reply

    Ué, mas a força sindical não tava com o Beto?
    Pelo menos nós cutistas somos Gleisi e Lula, e se tiver que afundar, afundamos juntos.

  3. Gostei… No domingo à noite Curitiba vai saber quem é quem no movimento sindical. Vamos ver se a CUT tem toda essa estrutura que diz ter.

  4. Fernando Braz Reply

    O Messias adora jogar em todas as pontas. De dia apoia a Marisa do PT e de noite pede voto para o coronel Xavier do PMDB. De dia é Maria e de noite é João diz a musica.

  5. Sugiro ao diretor da Imprensa Oficial que não tem o que fazer, o trabalho voluntário. Melhor do que encher a paciência alheia.

  6. Carlos Moraes Reply

    Calma Ivanthuck. Esta escrevendo na hora do expediente é? Então relaxa e goza. Ou vai morar na Bahia junto com teu homonimo dos tempos da UNE. Afinal o Toninho conta pra todo mundo que voce adora ele e sempre teve grande adminiração.

  7. Toinho Namala Reply

    Para quem não conhece Ruy Cezar foi um heroi, uma referência, um idolo da nosa geração. Nasceu na Bahia, em Ibirataia, no dia 15 de setembro de 1956, Ruy Cezar Costa Silva. Filho de Ademário Pereira da Silva e de Gesilda Costa da Silva, passou sua infância em sua cidade natal, onde também cursou o ensino primário. Já o curso secundário, com formação técnica em agropecuária pela Escola Média de Agricultura, concluiu na cidade de Ipiaú, também na Bahia. Prestou vestibular e passou para o curso de comunicação da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

    No ano de 1978, Ruy Cezar foi eleito presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), exercendo o mandato até o ano seguinte. Nesta fase, os estudantes mobilizavam-se através de manifestações pró-UNE (União Nacional dos Estudantes) para alcançar a reestruturação da entidade. No mês de maio de 1978, Ruy Cezar participou do 31º Congresso da UNE em Salvador, que visava justamente a reconstrução da entidade que já estava há cinco anos sem diretoria, desde o desaparecimento de Honestino Guimarães.

    Como saldo deste Congresso, ficou eleito um colegiado responsável por realizar a primeira eleição direta para a diretoria da UNE em outubro de 1979. Mesmo com um decreto federal que proibia a representação política em qualquer âmbito, nacional ou estadual, participaram do pleito mais de 350 mil estudantes de todo país. Ruy Cezar foi eleito à presidência da UNE pela chapa Multirão, com apoio do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Para cumprir o mandato, mudou-se para São Paulo e trancou a faculdade na Bahia.

    Ainda no ano de 1979, viajou para Roma, Paris, Bruxelas e Madri, realizando conferências à convite da Anistia Internacional e, em 1980, foi para os congressos da União Internacional dos Estudantes, em Praga, e da Juventude Socialista, em Havana. No fim dos anos 1980, deixou a presidência da UNE e foi substituído por Aldo Rebelo, também apoiado pelo PCdoB. Ao deixar a presidência da entidade, Ruy Cezar fez sua estréia como ator na peça Yes, Nós Temos Cordéis. No espetáculo, o estudante representava cinco papéis, entre eles, o do travesti Odete Paixão. Em 1982, fundou o grupo Via Magia do Teatro em São Paulo e, em 1984, a Escola de Arte –Educação Casa Via Magia, em Salvador, da qual foi sócio-diretor.

    Por três anos, entre 1987 e 1990, foi presidente do sindicato dos Artistas da Bahia e tornou-se premiado diretor teatral. Foi em 1995 que assumiu a presidência da Rede Latinoamericana de Promotores de Arte Contemporânea, saindo, no ano seguinte, para se tornar presidente da Rede Brasil de Promotores Culturais e da Rede Cultural do Mercosul.

    Teve quatro filhos de seu casamento com Rose Reies.

    [Fontes: Entrevista cedida ao projeto Memória do Movimento Estudantil em 12 de novembro de 2004; Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro; “Rui César, ex-presidente da UNE, escandaliza baianos no palco” IN: Jornal O Globo, 1981; “O teatro do ex-líder da UNE” IN: Folha de São Paulo, 16 de junho de 1982].

    Feito por Itamar de Assis Jr. em 14 de janeiro de 2005.

    Ruy Cezar Costa Silva, em maio de 1978, participou do 31º Congresso da UNE, que visava justamente à reconstrução da entidade que já estava há cinco anos sem diretoria, desde o desaparecimento de Honestino Guimarães, e ocorreu na cidade de Salvador, Bahia. Como saldo deste congresso, ficou eleito um colegiado responsável por realizar a primeira eleição direta para a diretoria da UNE em outubro de 1979, que acabou por eleger Ruy Cezar presidente da entidade. Durante sua gestão, viajou para Roma, Paris, Bruxelas e Madri, realizando conferências pela Anistia Internacional.
    Entretanto, Ruy Cezar deixou a militância e, em 1982, fundou o grupo Via Magia do Teatro, em São Paulo, e, logo depois, em 1984, fundou e Escola de Arte -Educação Casa Via Magia, em Salvador, da qual foi sócio-diretor. Após isso, tornou-se premiado diretor teatral e, em 1995, assumiu, até o seguinte ano, a presidência da Rede Latinoamericana de Promotores de Arte Contemporânea, saindo somente para se tornar presidente da Rede Brasil de Promotores Culturais e da Rede Cultural do Mercosul.

    Leia o depoimento na íntegra no arquivo Ruy Cezar.pdf

  8. Nuncio Siqueira Reply

    Concordo com o Fernando Braz. Esse cidadão Messias, é um PeTeCano, ou seja, mistura de petista com tucano. De dia ele apóia a Marisa Stédile e de noite a Andrielly Vogue. Além disso, acende uma vela pra Gleisi e outra pra sua chefe no antigo Bamerindus que é a dona Fernanda Richa.

  9. Fabio Faugundes Reply

    Ué Toninho o texto acima diz que o Ruy Cezar teve quatro filhos de seu casamento com Rose Reies? O cara é ou não é afinal?

  10. Prezado F. Fagundes: Eu só sei que vi o Messias pedindo votos ao Ruy para a sua candidata, Andrielly Vogue. Mas como o pessoal mesmo comenta, no fundo o Messias e o Ruy vão votar no Bilal Braity.

  11. Xiiiii! Quantos comentários com história de “viado no meio”. Que isso minha gente! Tem tantos assim? Aliás se observarmos direitinho o que tem de viado na política não é de hoje. Dve ser por isso que o que predomina no meio são as VAIDADES E XILIQUES. Vade rfetro!

  12. CARLA ROMANELLI Reply

    As centrais sindicais nunca tiveram tanto espaço politico como nestes ultimos tempos, e não precisavam dar apoio aos sindicatos e de agora em diante com a legalização vamos ver quem tem mais Sindicatos de ¨”Trabalhadores ” filiados.
    E não pderão ficar no mando dois ou tres chegados do presidente, ma sim dar conhecimento ao movimento sindical da entidade.

    Esta galera da Farsa sindical nunca participou de perto de central quando so tinha CUT e CGT so apareceram para tomar a força sindical do Feliciano quando apareceu Grana na Força trazindo no esquema medeiros color, aí eram força sindical desde criancinha.
    Somente para avivar a memoria o Nuncio da força, do Sindicato e da secretaria do Trabalho já foi candidato a vereador no ano passado e fez 1000.00 e pouco votos e fez muito barulho, aliás o seu colega de trabalho na Secretaria do Trabalhoo Beloniel mais conhecido como belonha ja foi candidato é só vergonha

    A CUT chapa branca, só tem servidores publicos agora ainda mais sem o PCdob

  13. Carlos o horário do expediente aqui em Kiev é das 8:30 as 12 horas e das 13: 30 as 18 horas.
    Um abraço

Comente