Uncategorized

PT perde no Paraná e avança no resto do país

O recuo do PT no Paraná é exceção no país.

Apurados os votos em todas as 26 capitais e nos 53 municípios com mais de 200 mil eleitores, o PT confirmou seu favoritismo e avançou no universo de grandes centros.

O partido conquistou 13 dessas cidades no primeiro turno e disputa outras 15 no segundo turno, no dia 26 deste mês.

Hoje, os petistas governam 17 cidades do chamado G79, o grupo das capitais e cidades grandes que abriga 46,8 milhões de eleitores, o equivalente a 36,4% do total do país. Na eleição de domingo estavam em jogo 5.563 prefeituras.

12 Comentários

  1. Isso tem a ver com a Besta do Apocalipse. Ela demonstrará uma capacidade de sobrevivência inaudita.
    Mas a outra parte da profecia ainda vai ser cumprida. Ela será destruída. O PT ser extirpado da vida política nacional, como um carnegão de pus que nunca deveria ter surgido.

  2. Tirando um Governador maluco que está no cargo, o restante qualifica o Paraná a ser um Estado sério e diferenciado dos demais por não ir na onda Petista!

  3. Trabalhador nasceu para ser trabalhador. Pobre nasceu para ser pobre. Esta sociedade está subvertida. Temos que retomar o poder das mãos da classe operária e varrer este PT para sempre dos palácios e voltar para os sindicatos, para as indústrias, montadoras onde jamais deveriam ter saído. Poder é para as classes superiores, não para pobres, burros, iletrados e analfabetos que nasceram para nos servir, não para nos governar.

  4. Na verdade o PT elegeu 6 prefeitos das capitais. Acontece que a base do presidente que de uns 10 ou 12 partidos é que fortaleceu.
    CURITIBA UM EXEMPLO PARA O MUNDO. que não segue o fisiologismo, maniqueísmo, totalitarismo e outros ismos da cartilha do atraso.

  5. André Luiz da Costa Responder

    O PT foi o partido que mais cresceu nas eleições municipais deste ano, se consideradas as quatro maiores legendas com representação no Congresso Nacional (PMDB, PT, PSDB e DEM). Os petistas conquistaram 548 prefeituras, ante as 422 alcançadas no pleito de 2004 – um aumento de 29,85%. O número de cidades governadas pelo PT a partir de 1º de janeiro de 2009 pode ser ainda maior. Caso vença as eleições nos 15 municípios onde disputa o segundo turno, o partido pode chegar ao comando de 563 prefeituras.

    O PMDB, partido da base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ficou em segundo lugar entre os que mais cresceram. A legenda saltou de 1.065 prefeituras em 2004 para 1.194 no primeiro turno de 2008 – um acréscimo de 12,11%.
    Os dois maiores partidos de oposição sofreram derrotas em todo o país. O PSDB, que elegeu 879 prefeitos em 2004, só conseguiu manter 780 no último domingo – uma queda de 11,26%. O DEM (ex-PFL) foi o que obteve o pior desempenho. Caiu de 789 prefeitos eleitos em 2004 para 494 em 2008 – uma redução de 37,38%.

    ISSO É QUE IMPORTA. Aqui no Paraná levará tempo para se defenestrar as “famílias” que se perpetuam no poder.

  6. Para Marlus:

    “PODER É PARA AS CLASSES SUPERIORES”…..Nossa! De que lugar sem conhecimento e informação você saiu?!!

    Suas frases são, no mínimo, preconceituosas e ignorantes.

  7. André Luiz da Costa Responder

    O Marlus deve se um daqueles imbecis filinhos de papai da avenida batel, que enchem a cuca de êxtase nas raves e daí vêm falar essas besteiras.

  8. Rodrigo Choinski Responder

    Na política de Curitiba/ só deu voto no Beto / aqui também o que decide a eleição/ é o voto do analfabeto (político)

Comente