Uncategorized

BC avalia 30 bancos com problemas de liquidez

Por Josias de Souza, Folha Online

Pelas contas do Banco Central, chega à casa das três dezenas o número de bancos brasileiros às voltas com dificuldades de liquidez financeira. São essas instituições, todas de médio e pequeno porte, os alvos da medida provisória 422, editada por Lula há seis dias.

Apelidada de “Proer do Lula”, a MP dá poderes ao BC para prover socorro financeiro a bancos encalacrados. Como garantia, os socorridos darão carteiras de crédito de sua clientela. Dá-se à operação o nome de redesconto. É algo que já fazia parte do arsenal do BC desde a década de 60. Mas considerou-se que dificuldades jurídicas emperravam a avaliação das carteiras dadas em garantia dos empréstimos.

A MP veio para tornar mais célere esse processo, convertendo o redesconto em ferramenta efetiva de combate a um dos efeitos da crise global no Brasil: o estancamento do crédito interbancário. Uma autoridade com gabinete no Planalto informou ao blog o seguinte: o presidente do BC, Henrique Meirelles, esclareceu a Lula que não há no Brasil bancos insolventes.

Uma casa bancária torna-se insolvente quando a soma de seus ativos é menor do que o total de suas dívidas. É o que ocorre com os bancos que foram à breca nos EUA e na Europa. No Brasil, o que há, disse Meirelles a Lula, são bancos ilíquidos. Falta-lhes dinheiro para tocar o negócio. Um fenômeno provocado pela sequidão do crédito interbancário.

Antes da edição da MP do socorro, o BC oferecera aos bancos grandes um estímulo para que comprassem as carteiras de empréstimo das instituições menores. Os bancões que adquirissem carteiras dos banquinhos, assumindo os riscos dos empréstimos, teriam desconto no depósito compulsório. O compulsório é o mecanismo que obriga os bancos a recolher ao BC um pedaço dos depósitos e aplicações captados junto à clientela.

O problema é que nenhum banco privado grande se dispôs a transacionar com os bancos menores. Houve duas exceções: Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Somando-se as três mexidas que o BC fez no compulsório, liberaram-se cerca de R$ 60 bilhões para o sistema bancário. Porém, o grosso desse dinheiro ficou “empoçado” no caixa dos bancos.

A crise açulou a aversão ao risco. E fez minguar o fluxo dos empréstimos, seja de um banco para outro, seja dos bancos para seus clientes. Por isso o BC levou a medida provisória 442 à prateleira. Espera não precisar usar em grande escala. Mas não hesitará em lançar mão dela em caso de necessidade.

Embora ainda pendente de votação no Congresso, a MP já está em vigor. Começou a vigir na última terça (7), quando foi publicada no “Diário Oficial”. Os partidos de oposição desejam emendar a MP. Mas ninguém fala em votar contra a medida. PSDB e DEM se dispõem a aprovar no Congresso essa e outras providências que visem dotar o governo de instrumental para se contrapor à crise global.

1 Comentário

  1. Uma medida que está cheirando a um futuro comprometimento de caixinha para as campanhas nos anos de 2010 e 2014.
    Então vejamos, nos dias de governo de FHC e de LULA principalmente estes bancos nunca tiveram um faturamento tão grande,tão significativo em suas existências.
    Triste para os contribuintes, pagadores destas contas através dos muitos e estonteantes impostos,que em dificuldades,muitos já não tem mais a quem recorer…
    È justo um Banco Central socorrer um Bradesco que teve o maior lucro, jamais visto na história deste país????Ou a um Itaú, o segundo banco a ter o maior lucro na história deste país????assim por diante….
    E nós pobres brasileiros que dependemos de hospitais públicos sucateados,de estradas,agora pedagiadas com valores escrachantes e esburacadas ,melhoradas pelo tapa buracos que foi um sumidouro dos nossos recursos e não resolveu nada,dos Bolsa Família,Bolsa Escola,do PAC,etc…
    Cadê o Banco Central para salvar a minha conta de luz que foi aumentada pelo Duce,enganador,com falsas promeças,ninguém para nos salvar do efeito dominó,energia aumenta,a comida aumenta pois a maioria das carnes são congeladas e outras comidas necessitam da energia para se manter frescos e mais duráveis,e, esta vai aumentar.Quero ver como vai ficar o luz fraterna,o leite fraterno, enfim os programas populistas do Duce,nós é que pagamos estes micos.
    Ah!!!! como faz falta alguém que realmente lembre do povo neste momento em que já passou estas eleições,agora vem o vácuo até 2010.
    Olha que já tenho ouvido falar de uma aliança do PSDB para salvar o Duce em 2010 , espero não ter que começar campanha de derruba desde já,daí já é falta de vergonha na cara,Beto não deixa esperamos que você tenha moral para impedir esta imoralidade para com o povo paranaense.
    O eleitor já provou que não é burro e deu o seu recado. Srs.políticos preparem-se nós vamos mudar em mais de 50% todos os membros do Legislativo estadual e federal,o povo já está criando uma memória, este é o recado,e quem estiver apoiando o Duce vai junto pra mesma vala…adios…
    Duce, lugo,lugo,podes começar a fugir para as terras paraguaias,azar o deles ,você está na mira do eleitor,você já viu…
    Mas lembrem-se em 2010 nem pra guardião de rua.

Comente