Uncategorized

Janela para troca de partidos em 2009

O deputado Ricardo Barros, vice líder do governo Lula, diz que as lideranças políticas no Congresso trabalham para estabelecer alterações na legislação eleitoral que permita abrir uma janela, no primeiro semestre de 2009, para os políticos trocarem de partido sem serem punidos com a perda do mandato.

Essa possibilidade permitiria, por exemplo, que o senador Alvaro Dias escolhesse outra legenda para garantir sua candidatura ao governo em 2010. E Osmar Dias poderia trocar o PDT pelo PSDB ou por um dos partidos aliados aos tucanos, o mais provável é o DEM.

7 Comentários

  1. Nem um pouco bobo esse Ricardo Barros.
    Doidinho, doidinho pra descolar uma mamata no Senado.
    Já começou com as articulações nos bastidores.
    Bem que merece levar um fumo daqueles bem grandes!!!!!!!

  2. A DANÇA DOS PARTIDOS, PRA VARIAR UM POUCO HEHEHE, BARBARIDADE ISSO, QDO SE FAZ ALGUMA COISA QUE “DIGNIFICA” UM POUCO ESSA POLÍTICA SUJA, JÁ VEM QUERENDO DERRUBAR!!! CLARO, COMO O RICARDO BARROS PODERÁ SEGURAR A SUA VAGUINHA NO SENADO?
    CIDADÃ COM VERGONHA!

  3. E não é que já estão articulando a volta da sacanagem. Que comportamento é esse? Falta de vergonha, falta de sensibilidade, falta do que fazer, nem aí para o que pensa a sociedade, falta de memória e quejandos. Enfim, continua-se com a mesma filosofia: “Vou é tratar de salvar o meu”. Uma Reforma Política onde, entre outras coisas, tivesse como norma a “não reeleição para qualquer cargo, independente do exercido no momento”, daria um jeito nessa situação ridícula. Temos absoluta certeza que o carreirismo e o político profissional sumiriam do mapa e somente passariam à concorrer (uma grande parcela) daqueles com verdadeiro espírito público. Arre! Vão procurar um emprego. Vão trabalhar, sô!

  4. Esse Ricardo Barros é lider do Lula, e babaquissimamente apoiou o Chinaglia contra o Gustavo Fruet na escolha do presidente da Câmara, logo… nada que ele diga ou venha a dizer me interessa!!!!!!

    NÂO GOSTO DO RICARDO BARROS!!!!!!!!

  5. Carolina Bastos Responder

    É inacreditável que o deputado queira criar este casuísmo na legislação. Lei não se mexe para atender interesses paroquiais; lei não se mexe para veneficiar pequenos grupos em detrimento da maioria; lei não se mexe para resolver problemas sazonais. Sai dessa Ricardfo Barros.

  6. O Ricardo Barros já fechou seu ciclo na política. Tá mais do que na hora de tomar uma lição na próxima eleição e fazer, se Deus quiser, uma votação inexpressiva.
    Chega de articuladores que só pensam no próprio umbigo!

Comente