Uncategorized

22 cidades do Paraná ainda não têm certeza sobre futuro prefeito

De Karla Losse Mendes na Folha de Londrina

Quinze dias depois do primeiro turno das eleições municipais 22 municípios paranaenses ainda não têm certeza sobre quem será o prefeito nos próximos quatro anos. Todas essas cidades tiveram os candidatos mais votados com pedidos de impugnação do registro da candidatura. Como os processos ainda não foram julgados em última instância pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o eleito continua indefinido. Em dez destas cidades, a situação gera ainda mais ansiedade entre os eleitores, uma vez que podem ser convocadas novas eleições e eles terão que voltar às urnas.

Santa Amélia já tem prefeito eleito confirmado

Ao contrário do que foi publicado neste blog, a prefeitura de Santa Amélia já tem resultado definitivo, não depende de decisão judicial para confirmar quem será o prefeito. Foi eleito prefeito Roderjan Inforzato, do DEM, com 1.740 votos, enquanto Valdemar Pagliaci, do PSPB, ficou em segundo lugar, com 757 votos. Alguns jornais deram a Pagliaci 3.447 votos, o que não é possível, pois Santa Amélia conta com 2.853 eleitores registrados no TRE do Paraná. Foi Pagliaci quem teve sua candidatura impugnada.

Atualizado às 17h30

Em outras 12 cidades, o candidato considerado eleito pelo TSE até o momento teve votação inferior ao concorrente. Isso ocorre porque, em todos os casos, o primeiro colocado tem seu registro de candidatura sub judice. Ele pôde ser votado pelos eleitores no dia 5 de outubro, mas o TSE considerou os votos recebidos por estes candidatos nulos até o julgamento em última instância de cada candidatura. Caso a decisão seja favorável ao candidato mais votado, seus votos serão considerados válidos e ele então assumirá a Prefeitura.

No total, aguardam decisão judicial sobre candidaturas nas eleições majoritárias 57 processos no Paraná. No entanto, em 35 destes casos a decisão judicial não irá alterar o resultado das eleições, uma vez que referem-se a candidatos que tiveram votação inferior ao candidato eleito. No Brasil, o total de processos de candidatos a prefeito que ainda não tiveram o registro de candidatura confirmado chega a 579. Já em relação ao candidatos às Câmaras Municipais, 1.340 ainda aguardam a decisão do TSE, destes 106 são do Paraná.

Londrina, é um caso a parte. Um dos candidatos que concorrem no segundo turno das eleições, Antonio Belinati (PP) também está com seu registro de candidatura em discussão na Justiça. O caso está sendo analisado pelo TSE, que em decisão monocrática do ministro Marcelo Ribeiro acatou o recurso do candidato e decide agora sobre o pedido de julgamento em plenário ajuizado pelo Ministério Público Eleitoral. Em caso de uma decisão desfavorável a Belinati, passa a participar da disputa pela Prefeitura, junto a Luiz Carlos Hauly (PSDB), o terceiro mais votado no primeiro turno, Barbosa Neto (PDT).

Em Joaquim Távora (53km ao sul de Jacarezinho) quinze votos podem fazer a diferença. Essa é a distância que separa o candidato Claúdio Revelino, que recebeu 3.225 votos e foi considerado eleito pelo TSE. O tribunal deferiu a candidatura em uma decisão monocrática no último dia 10 de outubro. Como cabe recurso da decisão, o segundo colocado Vatão, que recebeu o apoio de 3.210 eleitores ainda pode assumir a prefeitura.

Entre as outras cidades que podem ter o prefeito eleito alterado está Araucária (Região Metropolitana de Curitiba), Bituruna (71 km a oeste de União da Vitória), Cândido de Abreu (191 km ao sul de Apucarana), Imbituva, e Mamborê (36 km ao sul de Campo Mourão).

Também ainda dependem da decisão judicial para conhecer definitivamente quem irá governar a cidade nos próximos anos Mariópolis (23 km ao sul de Pato Branco), Palmas (95 km a leste de Pato Branco), Nossa Senhora das Graças (85 km ao norte de Maringá), Rio Azul (91 km ao norte de União da Vitória), Santa Amélia (63 km ao sul de Cornélio Procópio) e São Sebastião da Amoreira (47 km ao sul de Cornélio Procópio).

4 Comentários

  1. è possìvel divulgar ,quais são essas cidades??

    como fica o pleito se a impugnação for do vice ?? se alguèm puder responder,agradeço.

  2. como fica o pleito se a impugnação for do vice prefeito??alguèm pode me responder?grato.

  3. Gostaria de pedir sua ajuda em nossa cidade foi pedido no forum de telemaco borba a impugnaçao do prefeito eleito por destribuçao de cestas basicas pode comfirmar no site http://www.webtb.com.br motivo este de pedir sua ajuda pois trabalho em uma radio aqui e fomos proibido de falar no assunto radio comunitaria e todo mundo so fala nisto na cidade 04299356493 obrigado

  4. Em nossa cidade na véspera da eleição e no dia houve distribuição de cestas básicas e dinheiro.Denunciamos mas até agora não foi julgado. É possível que ainda seja julgado pelo tre?Levamos fotos depoimentos e até cheque assinado pelo prefeito.

Comente