Uncategorized

Jocelito Canto protesta contra revogação da lei de transparência de publicidade oficial

A lei do deputado Jocelito Canto (PTB) que exige do governo do Estado a declaração dos gastos com publicidade foi revogada na tarde de hoje. Com isso, Requião deixa de divulgar os valores destinados às campanhas publicitárias oficiais. A lei de Jocelito havia sido aprovada em janeiro do ano passado e somente agora voltou ao plenário, com pedido de revogação por parte do líder do governo, Luiz Cláudio Romanelli.

Segundo o petebista, se o governo preza pela transparência nos seus atos, não haveria necessidade de revogação da lei. Para Canto, a lei é a instrumento de controle público dos gastos oficiais com propaganda. “Se o governo fala que é transparente, então não existe razão para a lei ser revogada, lei que inclusive foi aprovada pelos senhores deputados nesta Casa. Revogar a lei é voltar atrás e abrir mão de quanto se gasta em peças publicitárias pelo governo do Estado”, criticou Canto.

3 Comentários

  1. A degradação do Legislativo estadual é escandalosa. Os deputados (com honrosas poucas exceções, já notórias) de “fazedores de leis” passaram a “desfazedores de leis”. Mais uma demonstração indubitável de que quem manda na Casa é o Inquilino do Canguiri – manda e desmanda. Não existe mais nenhum receio, nenhuma constrangimento, nenhuma vergonha de patentear a submissão aos desígnios personalíssimos do governante de ocasião. Até porque não existe nenhuma perspectiva de coibiçãos aos desmandos engendrados e perpetrados. É a falência dos poderes públicos dentro do Estado do Paraná anunciada dia a dia, sem qualquer reação. Ajuda aí, gente !

  2. Carlos Barbieri Responder

    O circo esta instalado. Aprova a criação de uma CEI e revoga uma lei. É uma negociata só o nosso parlamento. Vige santa que fome era tanta.

  3. Esta representação do pensamento do governo, através do deputado Romanelli, deveria ser lembrada a cada discurso sobre democracia e transparência.

    É muita falta de vergonha na cara!!

Comente