Uncategorized

Beto e Rossoni viajam o Brasil em campanhas de 2º turno

O PSDB será o fiel da balança nas próximas eleições e pode ampliar os 1,2 milhão de votos recebidos no Paraná se vencer as eleições em Londrina e Ponta Grossa, cidades onde disputa o segundo turno, com Luiz Carlos Hauly e Pedro Wosgrau, respectivamente.

A afirmação é do presidente estadual tucano, deputado Valdir Rossoni, que acompanha o prefeito de Curitiba Beto Richa, em périplo de apoio às candidaturas tucanas e de outros partidos no segundo turno das eleições municipais em vários pontos do Brasil.

As visitas começaram por Londrina no domingo, em apoio a Luiz Carlos Hauly, e se estenderam a São Paulo, Rio de Janeiro e Cuiabá, no Mato Grosso, a pedido dos candidatos. Nelas, o prefeito Beto Richa grava depoimentos, participa de passeatas e atos públicos e outros compromissos que são agendados pela assessoria dos candidatos.

Em Londrina no último domingo, Beto Richa foi festejado por moradores dos Cinco Conjuntos, região considerada como reduto do adversário de Hauly, o deputado Antônio Belinati. “A vitória consagradora com a conquista de 77% dos votos em Curitiba, extrapolaram as fronteiras. Beto percorre o mesmo caminho do pai, o saudoso ex-governador José Richa, que se projetou nacionalmente com o trabalho realizado no Paraná”, avaliou Rossoni.
Em São Paulo, onde Rossoni e Beto Richa desembarcaram na tarde ontem, foi cumprida agenda com o candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM). Amanhã (21/10), o compromisso é no Rio Janeiro, com o candidato a prefeito pelo PV, Fernando Gabeira e na quarta, os tucanos desembarcam em Cuiabá e participam de programação com o candidato tucano Wilson Santos.

9 Comentários

  1. O Sabiá que sabe Responder

    Os tucanos do Paraná, aves emplumadas que estavam em extinção nas Terras da Gralha Azul, foram salvos .Agora já estão até esnobando em outros poleiros pelo Brasil afora. Cantam trinados especialmente compostos para a estupenda vitoria, a eles proporcionada, ou melhor, entregue de bandeja, pelas”esquerdas palacianas”, que toda dividida não alcançou 20% dos votos em Curitiba…Um resultado triste e melancólico para uma cidade que foi a primeira a fazer um comício de massas para a Campanha das Diretas Já, que presenciou as primeiras greves de metalúgicos fora do ABC já em 1979 e os primeiros passos do movimento de moradores de bairros e favelas…Sem falar nas lutas dos estudantes contra o ensino pago, a corajosa luta dos militantes de esquerda para difundir suas ideias apesar da brutal repressão da máquina policial militar…O pior é que não se quer mais lembrar dessa Curitiba, guerreira, rebelde, libertária…São infelizmente memorias que pelo jeito devem ser esquecidas pelos próprios reprimidos, torturados, perseguidos, que dirigidos “lideranças de esquerda” que pensa que campanha eleitoral se faz ficando o ficar mais parecida possivel com a direita, para “ganhar votos da classe média”, segundo dizem…Onde está um museu dessas lutas? Onde estão as Fundações e Institutos Políticos dos partidos e organizações da resistência democrática? Nem mesmo museus virtuais foram “construídos” na web com a enorme quantidade de dados e fatos e com os recursos do MInistério de Educação para iniciativas voltadas para conservar a Memória da Luta pela Democracia…Será que toda essa vontade de “romper com o passdo” é medo que os exemplos de antes motivem e ajudem a criar novas lideranças de esquerda, imunes ao deslumbramento do high-society? Será que a memoria das lutas sociais deve ser apagada, deletada, esquecida e até depreciada, ofendida, pela próprias lideranças, para não “criar sombra” para os que governam e dirigem tudo, distribuem cargos , benesses e principalmente, verbas publicitárias de centenas de milhões de reais para empresas de comunicação clara e frontalmente adversárias não só do governo do presidente Lula ,mas das suas políticas de combate à desigualdade social? Pobre lado popular da opinião pública de Curitiba…A que fomos reduzidos…De lutadores sociais, corajosos e despojados, altruístas, a simples e conformados caudatários de Idolos de Pés de Barro, visivelmente apenas interessados em projetos pessoais do que em modificar nada na sociedade paranaense e curitibana! Pelo contrário, são pessoas que transpiram conservadorismo em cada festa society que comparecem, a cada jantar beneficente, a cada inauguração, a cada discurso…Tenho dúvidas profundas das convicções libertárias , distributivistas e de esquerda que são esposadas por algumas pessoas que só se projetaram politicamente após a vitoria de Lula ou com a vitória de Lula. Duvido da sinceridade de pessoas que criaram um cinturão de centenas de nomeações completamente estranhas à luta social para as centenas de cargos federais no Paraná.Realmente não acredito na sinceridade e despojamento de quem não consegue admitir o fracasso dessa política inexplicável e comprovadamente derrotada, de desunir a esquerda nas eleições do primeiro turno, de fingir que somos um tipo de tucanos, só que pintados de vermelho, pensando que com isso ganhariamos a classe média…
    O resultado dessas “brilhantes” estratégias é que vai sobrar para nós, as bases, fazermos oposição em 2010 a um Beto Richa que contará com um enorme cacife para fazer centenas de milhares de votos a mais para José Serra, contra o candidato(a) do presidente Lula…Um Beto Richa que é uma pálida figura de síndico, que não sabe dizer a que veio, um boneco fabricado pela própria midia financiada pelo governo federal,um sujeito que nem luz própria possui, que nem sabe que tipo de mudança defende, promovido a campeão de votos e grande eleitor do Paraná por adversários “sábios” e “iluminados” que, de propósito ou não, puseram em prática uma linha política que não tem nada de petista, nada de popular, nada com o menor cheiro de base. Uma linha política feita para ser derrotada. Que não convenceu ninguém, não mobilizou ninguém…e que não nos deixou na boca nem aquele gostinho de após o dia da eleição ter acaado, e sabermo-nos mais uma vez derrotados, diziamos contentes:
    ” Perdemos,de novo, mas a luta foi boa, mas lutamos a boa luta!”
    Mas não podemos desistir. Errar é humano.Persistir no erro sem querer é burrice. Mas por querer, é sacanagem.
    Deixem os tucanos que cantem. É bom para eles acreditarem mais na democracia e nas suas chances de chegar ao governo do país por meios legais, sem recorrer a golpes de estado ou midiáticos. Mas precisaremos de toda a paciência possível, toda a vontade, dedicação, confiança mútua e disciplina…
    Sou funcionário ( de carreira ) do Estado.Não me identifico para não ser mais uma vitima dos xingamentos e ofensas que publicamente estão sendo feitas aos que timidamente e até educadamente fazem críticas e são chamados, até pelo rádio de oportunistas no PT e ameaçados de perseguição no PMDB, partidos que sempre apoiei. Mas um dia isso muda.Não há mal que sempre dure nem bem que nunca se acabe.

  2. Marinho insinua que adversário tenta simular invasão; Morando nega e diz que petista apela
    Publicidade
    DIANA PIMENTEL
    colaboração para a Folha Online

    Sem citar nomes, o candidato à Prefeitura de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), acusou nesta quarta-feira a campanha do adversário Orlando Morando (PSDB) de simular uma invasão do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) na cidade para prejudicá-lo

    O ex-ministro afirmou que, “por um ato de desespero”, a campanha adversária estaria contratando pessoas para se passarem por militantes do PT e MST. A assessoria de Morando nega a denúncia e diz que Marinho está apelando.

    Segundo Marinho, o objetivo seria simular uma invasão do movimento na cidade e explorar o fato em debate entre os candidatos na TV, que será realizado nesta quinta-feira.

    O candidato, no entanto, não citou nomes de quem estaria planejando a invasão e nem indicou o local onde o grupo montaria o acampamento. “Nós imaginamos quem sejam as lideranças, mas não queremos falar de ninguém sem informações concretas”, disse Marinho.

    O Diretório Municipal do PT registrou boletim de ocorrência na delegacia seccional de São Bernardo e enviou um comunicado ao Ministério Público Eleitoral no município. Marinho, no entanto, disse que não se trata de uma denúncia oficial e que o objetivo da campanha é se precaver e “desestimular” o adversário. “Gato escaldado tem medo de água fria, já fomos vítimas de boatos nesta campanha”, afirmou Marinho.

    O presidente do PT municipal, Wanderley Salatiel, lamentou o episódio e disse que as eleições de 2008 estão sendo marcadas pelo “baixo nível” das discussões. “É uma das piores campanhas que eu já vivenciei desde a fundação do partido, há 28 anos”, afirmou.

  3. Beto se diz muito preocupado com Curitiba e os curitibanos mas cuida com afinco é de sua carreira, política é claro!
    Beto foi eleito duas vezes pelos curitibanos para cuidar de sua cidade, na última campanha para o governo estadual pediu licença para ajudar Osmar. Agora enquanto a cidade está um caos vai ajudar seus amiguinhos pelo Brasil, e com certeza na próxima eleição para o governo vai entregar o cargo para o vice e seguir seu caminho…pelo bem dos curitibanos e depois pelos paranaenses.
    Beto é um político brasileiro, filho de político brasileiro como ele mesmo gosta de lembrar em todas oportunidades que pode. Viva a monarquia!

  4. o Beto tem que vir a Ponta Grossa e caminhar de mãos dadas com o Requião e o Plauto para apoiar Wosgrau.

  5. Não reelegeram? Aguentem o tranco agora. Daqui prá frente vai ser assim só cuidando da carreira. Enquanto isso ainda tem uns e outros por aí com “Fica…..” no vidro traseiro do carro. A coisa está entrando no caminho do rídiculo e só psiquiatras para dar jeito. Arre!

  6. Laércio L de Araujo Responder

    O Paraná só teve políticos de expressão nacional na década de 80, com Maurício Fruet, José Richa e Euclides Scalco, depois foi um festival de mediocridades. Hoje temos no congresso Gustavo Fruet sem dúvidas, um dos melhores parlamentares do Congresso, paranaense, o que nos orgulha muito e Beto Richa. A cidade escolheu muito bem, e de forma categórica, com 78% dos votos válidos. Não podemos esquecer que existem viúvas da desgraça torcendo pelo pior, mas com certeza, o fato de Beto andar por todo o Brasil levando o nome do Paraná e de Curitiba é um orgulho para todos nós. Melhor uma monarquia de excelentes homens, do que o comando de um desatinado! Temos de valorizar as coisas do Paraná e a expressão política que temos agora, com dois excelentes nomes, e que tem em nossa história sobrenomes que nos orgulham, Fruet e Richa! Precisamos sim, de alguém que ocupe o cenário nacional em nome de nosso Estado!

  7. E’SÓ PASSEIO . NINGUEM SABE QUE O BETO EXISTE NO BRASIL. O POVO NÀO SABE. NÀO TEM NENHUMA INFLUENCIA EM ELEIÇÀO NEN NENHUMA . E JOGO DE CENA PRA ENGANAR CURITIBANO INGENUO, O ROSSONI NÀO ELEGEU NEM VEREADOR EM BITURUNA

Comente