Uncategorized

Ex-funcionários podem ter participado do assalto à Arena da Baixada

A quadrilha armada que manteve seis pessoas reféns ontem pela madrugada no estádio do Atlético pode ter recebido informações privilegiadas de ex-funcionários do clube. Segundo a diretora de comunicação do time, Luciana Pombo, esta é a primeira suspeita. Ouça a entrevista ao repórter Guilherme Grandi, da Band News FM:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.

Os cinco vigias e mais o dono da churrascaria que fica dentro da Arena, Mario Singer, ficaram em poder dos assaltantes por três horas. De acordo com Luciana Pombo, os quatro assaltantes descritos pelos reféns estavam bem arrumados e comentaram com os reféns o planejamento do roubo. Ouça:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.

A informação oficial é que os cofres dos departamentos de segurança e contabilidade só tinham documentos que possuem cópias.
Além de R$ 2.500,00, também foram roubados documentos históricos, uma câmera de vídeo, uma fotográfica da TV Furacão e alguns equipamentos de informática. A diretoria informou ainda que nenhum contrato de jogador foi levado pelos assaltantes.

6 Comentários

  1. Coisa de COXA-BRANCA Responder

    …só pode ser.
    Roubaram uma merreca e afanaram os documentos histórios. Tsc…tsc
    É lamentável a Curitiba insegura que vivemos.

  2. Este assalto não existiu. É coisa da imaginação dos atleticanos que estão assustados com a aproximação da segundona.

  3. que ladrão roubaria os contratos dos jogadores ??? só se esses ladrões são mal
    informados…´por que o atletico não tem jogador ??? isso só pode ser coisa planejada do petralia….´só p/ chamar atenção da midia….p/ desviar atenção dos atleticanos que estão indo p/ segundona… eheheheheh…

Comente