Uncategorized

Desista, Requião

A primeira iniciativa da bancada do PMDB na semana que vem será convencer o governador Requião a desistir da reforminha tributária que faz um estrago danado na lataria dos governistas.

Os deputados nem entram na discussão sobre os benefícios que a reforma poderia produzir. Perceberam que os formadores de opinião em todo o Paraná já se convenceram de que a reforma só atende a um objetivo: o de fazer caixa para Requião.

Além do mais, há essa informação de que a maioria dos supermercados quita seus débitos de ICMS inscritos em dívida ativa através da compensação de precatórios.

Segundo Reni Pereira, se isso ocorre o Estado está arrecadando menos e, na prática, não haverá a redução anunciada pelo governo para os produtos de primeira necessidade que compensariam a alta de impostos sobre a energia, a gasolina e a telefonia.

“Os empresários estariam comprando precatórios com deságio de até 50% e quitando os débitos com autorização da Justiça. Essa operação não é ilegal, mas reflete diretamente no caixa do Estado, que não recebe o pagamento em dinheiro e sim através do precatório”, disse o deputado explicando que o pagamento do título, pelo governo, obedece a uma ordem cronológica.

“Somente quando a data de pagamento deste título chegar é que efetivamente o dinheiro entrará no caixa do Governo. E isto pode levar anos”, completou. Assim, fica evidente a intenção do governo de aumentar a arrecadação. Tudo o mais é balela.

Assim caminha a humanidade. Aumentar impostos é impopular aqui e no resto do planeta. Só na cabeça dos tributaristas bolivarianos poderia caber essa idéia de que seria possível convencer todo mundo a aplaudir o aumento do ICMS para energia, gasolina, telefonia e outros produtos.

8 Comentários

  1. Acho francamente uma das maiores asneiras esta estória de que o pagamento de impostos estaduais com precatórios esteja dessangrando os cofres da província… na verdade, segundo informações dos grãos-vizires das finanças da quinta comarca, apenas 27 milhões em impostos foram compsensados com precatórios em 2007, o que é irrelevante… foi essa conversa fiada que assustou e convenceu a ilustre maioria do órgão especial do TJPR, que declararam constitucional o édito imperial de Mello e Silva que proibiu essas compensações… um verdadeiro calote institucional…. o regime de execução precatorial deve ser revisto. é uma excrescência, um resquício do feudalismo, que transforma os cidadãos em servos da gleba… uma vergonha: se um cidadão comum deve ao erário, o Estado invade sobre seu patrimônio, suas contas-correntes, penhoram suas calças até o amargo fim… já o erário se esquiva atrás desta imoralidade que são os precatórios… o Paraná não paga nada desde o governo Lerner… é um dos maiores caloteiros do mundo…. o beiço público atinge até precatórios alimentares, de pobres-diabos que aguardam indenizações…. é a roça, o cangaço que impera nestas plagas esquecidas do trópico de capricórnio….

  2. Os unicos formadores de opinião que vi trabalhando arduamente para derrubar este projeto foi a imprensa marron de Curitiba.
    De que adianta o Governador ser inteligente, ter um QI superior, se precisa convencer uma cambada de lesos a entender de contabilidade e economia para poder aprovar as melhorias. Uns fingem que não entende e outros são tão analfabetos que não entendem mesmo e na duvida preferem acompanhar os formadores de opinião.

  3. Vigilante do Portão Responder

    A informação de que só 27 milhões foram compensados com precatórios em 2007 deve ser falsa.
    Os 27 milhões são os que conseguiram compensar, os já deferidos, administrativamente ou judicialmente.
    Porém os PEDIDOS para compensar, certamente, passam de 500 milhões, estão em andamento na justiça ou engavetados na Secretetaria da Fazenda.

  4. Luis Konig -Contenda Responder

    Não podemos esquecer que existe uma máfia poderosa que intermedia comprea e venda de precatórios. Grandes escritórios de advocacia, cartórios, políticos, etc.

  5. Por favor Governador, o mundo esta oferecendo crédito, reduzindo tributos e aqui no Paraná estamos indo contra todos.
    Quem esta errado o mundo ou o Sr Governador?

  6. Vigilante do Portão Responder

    Matoso, claro que é o mundo que está errado.KKK
    Lebro de uma piadinha velha:
    Estava o casal assistindo ao desfile de Sete de Setembro, no qual o filho iria se apresentar, ao passar, a orgulhosa mãe falou para o pai – veja, todos marchando com o pé errado, só o nosso filho está marchando certo-

  7. Calote, beiço, jeco, barriga … para não pagar, qualquer desculpa serve… 500 milhões ou 27 milhões, não interessa… dívidas tem que ser pagas, sejam públicas ou privadas … infelizmente, a passividade bovina da sociedade da quinta comarca de SP (talvez por isso continuemos a ser o Piauí do sul), compactua tranqüilamente com isso, sem esboçar reação… ovelhas de aprisco que elegeram Mello e Silva e sua alegre trupe circense, onde os palhaços somos nós…

Comente