Uncategorized

O delegado Protógenes denuncia o ministro Reinhold Stephanes

A acusação é gravíssima. O delegado da Operação Satiagraha, Protógenes Queiroz, garante que o ministro Reinhold Stephanes pagou a fiança de um “laranja” paraguaio detido com R$ 5 milhões.

O delegado afirmou que “a corrupção está instalada em todos os Poderes da República”, assim como “em todas estas instâncias existem homens corretos”. E fez acusações contra o ministro da Agricultura, o paranaense Reinhold Stephanes (PMDB), durante uma palestra a alunos da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na segunda-feira, à noite.

Protógenes acusou Stephanes de ter pago uma fiança de R$ 500 mil, estipulada para a libertação de um “laranja” paraguaio, de nome Nunes Soza, detido com uma mala com R$ 5 milhões que seriam depositados numa conta CC-5 em Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná. As CC-5 eram contas bancárias nas quais depósitos em reais eram convertidos em dólares e, depois, transferidos para paraísos fiscais.

O ministro negou a acusação.

Caso Banestado

Entenda o caso citado pelo delegado Protógenes Queiroz:

A CPI

Em 2003 a CPI do Banestado foi instalada no Congresso para apurar denúncias da Polícia Federal sobre evasão de divisas do Brasil entre 1996 e 1998.

A CPI foi encerrada em dezembro de 2004. Em seu relatório final pedia o indiciamento de 91 pessoas acusadas de envolvimento no esquema de desvio de verbas.

A investigação

Em agosto de 2003, a força tarefa montada pelo Ministério Público Federal para investigar as contas CC5 fez as primeiras denúncias. O trabalho foi encerrado em novembro de 2007. Foram apresentadas 684 denúncias e a Justiça determinou 97 condenações.

Na época em que o caso teria ocorrido, Stephanes era presidente do Banestado, vendido posteriormente pelo governo paranaense para o Itaú.

O delegado também afirmou que a evasão de divisas através das CC-5 ultrapassou a cifra de US$ 10,5 bilhões entre 2001 e 2008. Segundo ele, esse dinheiro teria origem no contrabando e no narcotráfico e 80% dos valores vêm de recursos públicos desviados. O esquema de evasão de divisas por meio das CC-5 foi investigado inclusive por uma comissão parlamentar de inquérito no Congresso Nacional, a CPI do Banestado (veja quadro ao lado).

O ministro Reinhold Stephanes, por meio de sua assessoria, informou desconhecer tal investigação mencionada por Protógenes e que a acusação do delegado “não condiz com a verdade dos fatos”.
Na palestra aos universitários, Protógenes afirmou ainda que nem mesmo a Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) está imune da corrupção e disse que a instituição já teria contabilizado a cifra de R$ 17 milhões para pagar propinas. A assessor da Fiesp, Ricardo Viveiros, disse que a afirmação é mentirosa e a instituição nem mesmo possui esta importância em dinheiro. “Há cinco anos fazemos lobby de forma decente, legal. Levamos argumentos técnicos aos deputados, senadores e gestores públicos para conseguir nossas demandas”, afirmou o assessor.

Protógenes Queiroz disse ainda que sua vocação policial nasceu depois de dar-se conta de que nesta função poderia investigar e prender até mesmo o presidente da República. Ele confessou ter ficado desiludido depois de ter sido procurador da cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, onde conseguiu liderar uma luta pelo impeachment do prefeito Aires Abdala.

O delegado listou suas ações na PF desde 1999. Lembrou da prisão do ex-deputado federal do Acre Hildebrando Pascoal, da investigação no Banestado, das prisões do contrabandista Law Kin Chong, e do deputado federal Paulo Maluf.

Protógenes revelou que seu filho mais velho já foi vítima, aos 14 anos, de um seqüestro após ele ter prendido Kin Chong. Contou que sua família foi ameaçada diversas vezes e ele mesmo tem sofrido ameaças veladas. As declarações foram dadas no momento em que Protógenes é forte suspeito de ter atuado fora da lei durante a Operação Satiagraha.

27 Comentários

  1. Mamou nas tetas do erário durante a ditadura, chegou até a ter congestão de tanto mamar quando era collorido, se lambuzou no mesmo durante o governo Requião e agora exporta o leite durante o governo Lula!

    “VIVA A OLIGARQUIA PATRIMONIALISTA!”

  2. Maria de Amélia Responder

    Deu no Boca Maldita

    GOVERNO RICHA: PPS MIRA CARGO ALMEJADO PELO DEM

    Os aliados de Beto Richa (PSDB) estão literalmente no balcão de negócios da prefeitura de Curitiba e travam uma guerra surda para saber quem vai ficar com o quê. Depois que o Democratas disse em público que deseja ficar com a Urbs (Companhia de Urbanização), agora é a vez do PPS, do Rubens “Limpinho” Bueno sair a campo para dizer que quer a pasta para um dos seus.

    O escolhido, segundo a colunista Roseli Abrão (www.horahnews.com.br) é o ex-deputado estadual Marcos Isfer. Também estaria na lista do PPS o ex-candidato a vereador Hélio Wirbiski, que ocuparia um cargo no gabinete do prefeito. “Há quem diga que as indicações teriam gerado descontentamento no time liderado por Luiz Felipe Haj Mussi”, conta Roseli.

    Não custa lembrar que na última semana o vereador Tito Zeglin (PDT) disse na imprensa que o seu partido almeja ficar com 10 cargos na composição do novo secretariado de Richa. E as outras legendas, como ficam? Na campanha, o prefeito se reelegeu com apoio de 11 partidos, incluindo o PSDB. Isso é política!

  3. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    O culpado de tudo isso é o Roberto Requião. Ele levou para o PMDB aquela “turma” da Arena, deu posições a eles e são os mesmos que ele atacou, denunciou, quando Senador, no Plenário do Senado Federal.Então ele, Requião passa a ser cumplice deste políticos, avalistas deles, pois deu até emprego no Governo, igual ao Rafael Greca e outros.Abandonou as pessoas sérias do PMDB para ficar com esses atuais, seus amigos, correligionários, servidores e colegas! Você vai aprender Roberto Requião, quando terminar seu Governo eles, esses mesmos, irão te denunciar na Justiça e mudar para o lado que vencer a eleição para o Governo.Se você viver, verá!

  4. A noticia para ser verdadeira tem que vir de pessoas idonia e honesta e não de pessoa problemática igual o Protogenes, que esta atirando para todos os lados sem saber em quem vai acertar atingindo até pessoas comprovadamente honestas e que vem demonstrando capacidade nas funções que exerce como o Ministro STEPHANES.

  5. Olha olha. O Puxa-saco SIlvio Sebastiane agora tenta de todas as formas manter o pau mandado do seu filho na equipe do direitista Beto Richa. O Sr. Puxa-saco quem é você para falar algo, se sua profissão atual é adular poderosos. Que feio!

  6. O CARA É ESPECIALISTA EM “VERDE”, ASSIM, ESTÁ NO CARGO CERTO: AGRICULTURA. POLÍCIAIS FEDERAIS DO NOSSO BRASIL, ESSA COISA ENVOLVENDO ESSE MINISTRO PRECISA SER BEM ESCLARECIDA. É FÁCIL PAGAR ESSA BAGATELA DOS 500MIL R$. VEIO DE ONDE? A RECEITA FEDERAL SABE DE TUDO ISSO? ALIÁS, ESSE MINISTRO DIZ QUE É MENTIRA. OS IGUAIS TAMBÉM DIZEM. NO ENTANTO, A VERDADE PRECISA SER COLOCADA A TONA. NA DÚVIDA, …

  7. PAULO SÉRGIO MOREIRA Responder

    É digno de confiabilidade o boato que está circulando por aí que, se comprovar o que disse o Protógenes, o deputado Moacir Micheletto assumirá o Ministério da Agricultura ?

  8. Abaladas ficam os alicerces do Estado Democrático de Direito quando alguém, com poder de Polícia, especialmente de Polícia Federal, passa a desferir acusações para todos os lados, em todo e qualquer foro, empunhando a bandeira de moralismo-socialismo que tanto rende assunto e espaço na imprensa, porque aquece a alma e traz conforto diante de nossas iniquitudes.
    Ao acusador, cabe o ônus da prova, e não simplesmente a doce tarefa de lançar suspeição sobre um dos poucos homens públicos probos e de conduta técnica supra-partidária – tendo servido a tantos governos, dos mais diversos matizes, sempre com passagem limpa – que restam neste país, e cuja história de vida pública deveria servir de exemplo a nossos jovens.
    Stephanes deve, e tenho certeza, PODE explicar como um banco em saneamento, auditado pelo BC, pagou fiança a transportador de malote preso por engano; explicado, deve lançar-se em cruzada contra esse tipo de irresponsabilidade própria de nossos dias: acusar, macular e depois nada se provar – nesse caso, como em outros, porque não há delito.
    Essa mesma atitude acusatória que num primeiro momento pode nos proporcionar uma breve sensação de estar trazendo a nu os podres da República, fere, isto sim, o princípio de inocência, que dá segurança a cada um de nós em nosso dia-a-dia, e do qual de forma alguma podemos abrir mão.

  9. Já passou da hora do sr, stefanys explicar o processo de privatização do Banestado quando era “homem forte” do Lerner. Aproveita e explica as inúmeras visitas ao pequeno país vizinho. Agora é requianista, como confiar numa pessoa tão arrogante e sem bandeira!

    Prefiro confiar no policial que arrisca a vida e a carreira diariamente para prender essa caterva na cadeia.

  10. Não entendemos o comentário da Maria Amélia. Afinal o assunto desse post não é sobre suspeita de CORRUPÇÃO envolvendo o Ministro da Agricultura? Por que ela jogou esse comentário sobre os LIMPINHOS? E sobre um ex-deputado? Que coisa mais maluca ou será que quer causar confusão? Lá, nos LIMPINHOS, não tem essa de briga por cargos. Lá, parece-nos, a FISIOLOGIA passa ao largo. Eu, hein!

  11. esse são os dólares na cueca do Reinhold.
    E agora Juninho? Vive falando mal do PT e teu pai, hein?

  12. Temos poucos políticos honestos no Brasil e um deles é com toda a certeza e votos recebidos o NOSSO MINISTRO DA AGRICULTURA SRº STEPHANES. Peço desculpa polos comentários maldosos do delegado…

  13. O incrivel e inacreditável é até onde chega a inveja. O protozoário poderia ficar sem esta fama seu inconsequente e invejoso.
    Pergunto como tem coragem de envergonhar a classe dos advogados.

  14. Sinto muito Delegado, mas brincar com a moral e ética de uma pessoa com reputação ilibada como a do ministro. Foi no mínimo incoerente

  15. Curitibano cansado Responder

    O sentimento é de cansaço dessas figuras graves, impolutas, gritando que são homens de bem, de reputação ilibada, etc…. Pagar essa fiança para um hermano paraguayo se justifica se a grana era dele ou do Junior ou se o Xirú era namorado de um dos dois. Caso contrário, é necessário o Sr. Ministro com sua cara séria (só a cara) apresente outra explicação plausível.

  16. Obrigado, muito obrigado Sr MINISTRO, pois nós (a maioria dos) paranaenses temos
    orgulho da sua trajetória política. O nosso ESTADO E PAÍS deviam ter a sorte de encontrar mais pessoas com o seu perfil, inteligência, carater, moral, competência.
    O MINISTERIO DA AGRICULTURA É A NOSSA REFERÊNCIA SUCESSO…..

  17. MINISTRO – DEIXO O MEU RECADO:-
    TEM E TERÁ O MEU VOTO, É ISSO AÍ
    PROCESSA ESSE CARA POR DANOS MORAIS. ASSIM ENSINA MUITO LINGUARUDO A FICAR DE BOCA FECHADA
    HEHEHEHEHE

Comente