Uncategorized

Contas do Paraná ficam no Banco do Brasil

O Superior Tribunal de Justiça negou o recurso do Banco Itaú e do Banco Banestado, que pretendiam prorrogar a exclusividade do Itaú em relação às contas do Governo do Paraná. Em decisão unânime, os ministros entenderam que o aditivo representa um contrato novo. Como não foi feito um prévio processo licitatório, o aditivo foi anulado.

O ministro relator Teori Zavascki afirmou que a licitação é imprescindível para avaliar, mediante competição, se a exclusividade na manutenção das contas do Estado, foi ou não mais vantajosa para o interesse público. Na licitação, o Banco do Brasil foi o vencedor.

3 Comentários

  1. Parabéns Requião! Uma atitude corajosa, que agora se mostra correta, para pesadelo da mída conservadora!

  2. Parabéns é assim que o governo deve fazer.
    Este banco Itaú já lucrou muito com a compra do nosso BANESTADO,e, nada mais do que justo manter as contas dos servidores em um banco público e tão seguro como o BB. Certo que o BB tem que melhorar e muito suas taxas de juros e serviços que são excessivamente altas,no mais , é o Banco do Brasil,e fim de conversa.

  3. Almirante Tamandaré Responder

    Perguntar não ofende: O itau comprou o Banestado, ou deu um dinheirinho em troca do Imposto de Renda PJ a compensar.

Comente