Uncategorized

Pequeno equívoco do seqüestrador

Ninguém escapa do golpe telefônico do seqüestrador. Nem mesmo a deputada estadual Rosane Ferreira (foto), do PV.

Ontem pela manhã, ela ficou 28 minutos com um falso seqüestrador que dizia estar com a sua filha. O detalhe é que a deputada não tem filha, mas sim, dois filhos. Ela contou que os sequestradores pediram R$ 10 mil e disse que prolongou bastante a ligação para tentar entender como os sequestradores agem nestes casos.

A deputada pediu para os assessores ligarem para o 190, mas disse que apenas ouviu orientações sobre como agir em uma situação como essa.

Foto: Denis Ferreira Netto

11 Comentários

  1. A nobre deputada tinha que telefonar para o celular do rambinho, o secretário da Insegurança, que tudo seria resolvido rapidamente…

  2. Pois ESTE seria um dos momentos em que um grampo telefônico teria realmente utilidade.
    Lamentável a desídia da Polícia Militar…

  3. Ok.
    Ela queria que a polícia saísse em desabalada carreira até um presídio de São Paulo para prender o autor do telefonema. Quase 30 minutos ao telefone, em horário de expediente. É muito tempo sobrando.

  4. RICARDO
    espero que não aconteça com voce………se acontecer voce vai sentir na pele isto…..

  5. ESTE É O DESCASO BRASILEIRO, BOTA ESTES POLICIAIS DO 190 PARA TRABALHAR NA RUA QUE NÓS POVO GANHAMOS MAIS

  6. A DEPUTADA ESTA VENDO MUITO SERIADOS NA TV.
    JA PENSARAM QUE O PROBLEMA PODE ESTAR COM A SEGURANÇA DA PRISÃO DE ONDE O CRIMINOSO LIGOU?
    QUERO SABER… A MAIS NOVA ESTRELA DE CSI ENTENDEU COMO ELES AGEM?

  7. se você ta falando que ficou tanto tempo pra aprender, aprendeu?
    se aprendeu toma vergonha na cara e faz alguma coisa, enquanto estava acontecendo isso com um monte de cidadão comum você nunca se manifestou , agora que aconteceu com você queria o que madame? tomara que aconteça mais vezes ainda ´só assim mesmo, acontecendo com vocês pra ve se tomam alguma providência

  8. Os tempos mudam, tudo muda.
    Realmente as polícias estão se especializando em dar conselhos aos cidadãos. Já existem oficiais dando palestras para empressários. Tipo assim:
    “Como ser assaltado e sair vivo”
    Já vivi em um mundo em que bandido era vagabundo, não usava escolas de depósito, não determinava quando o comércio podia ou não abrir e não administrava presídio.
    Nos tempos passados quando alguém precisava de conselho procurava um padre!
    Hoje pelo visto podemos pedir conselhos para a polícia e ao padre podemos pedir orações, já que naturalmente o padre não prende ladrões, e com certeza nos precisamos mais do que nunca de orações…

  9. Não é necessário que nenhuma “polícia saísse em desabalada carreira até um presídio de São Paulo para prender o autor do telefonema.”
    Há modos e meios e a deputada não esteve errada nas suas atitudes.
    Perdeu-se uma grande chance de tirar a limpo muita coisa a respeito dessa modalidade de extorsão de dinheiro.

  10. Só uma pergunta : e a sra.deputada mesmo não tendo filha acabou por revelar o código secreto,tem dois filhos. Não adianta,até para aparecer em entrevistas eles não se tocam mesmo, o que interessou foi o fato novo, e ela ,que eu nem sabia que era deputada e que existia apareceu.
    Quanto aos telefones grampeados “tinham” assessores da própria Assembléia ou do Palácio das Araucárias que “faziam” este serviço,mas, como agora está perigoso,pois, caiu na rede o Presidente do STF e o Senador Demóstenes Torres fazendo seu troca troca de informações, e a revista VEJA que noticiou não provou nada até agora, só vendeu e muito,fica tudo como antes….Lucro pra uns ,cadeia pra os manés…
    Lembrem-se do DUCE em 2010 nem pra guardião de rua…

Comente