Uncategorized

Novos vereadores de Curitiba

renata-bueno noemia-rocha-da-assembleia

Renata Bueno, do PPS, e Noemia Rocha da Assembléia, do PMDB

juliao-da-caveira stica

Julião da Caveira, do PSC, e Jonny Stica, do PT

16 Comentários

  1. C.M.C nao é futeba Reply

    Os novos vereadores Jonny Stica, Renata Bueno e a Noemi foram para a Camara Municipal de Curitiba…
    E o Juliao? pelo jeito continua na torcida organizada dos Fanaticos. Lamentavel! Politica não é espaço para torcida organizada! deixo meu protesto! Sou atleticano e sei a diferença entre o meu time e os meus impostos…

  2. Frente de Esquerda Curitiba (PSOL – PCB – PSTU)
    Nota pública sobre declarações do Vereador Sr. João Cláudio Derosso (PSDB)
    e da Prefeitura Municipal de Curitiba

    A Frente de Esquerda Curitiba (formada por PSOL, PCB e PSTU) vem a público
    repudiar a declaração do Sr. João Cláudio Derosso, presidente da Câmara
    Municipal de Curitiba, e contestar nota oficial da Prefeitura Municipal de
    Curitiba divulgada em seu site.

    Segundo o jornal Gazeta do Povo (edição de 20/12/08, p. 4), o Sr. João
    Cláudio Derosso afirmou que a manifestação do dia 19/12 durante a
    inauguração da Linha Verde foi fruto de “um bando de inconseqüentes sem
    causa, que fazem de uma esquerda vadia”. O Sr. Derosso afirmou ainda que
    os manifestantes que lá estavam “mereciam apanhar”. A Frente de Esquerda
    repudia este tipo de afirmação, que nos faz lembrar triste período da
    história brasileira, quando da promulgação do AI-5, em 1968. Naquele
    momento, foram proibidos todos os tipos de manifestação de rua e/ou
    contestação ao regime político de então. Por acaso o Sr. Derosso tem
    saudades e deseja voltar a este período?

    Para nós, “vadios” são aqueles que se encastelam há mais de 20 anos na
    Câmara de Vereadores sem ter nunca apresentado um projeto de interesse
    público sequer, aqueles que fazem de um cargo de representação política
    mais uma profissão. “Vadios” são aqueles que assumem o poder e só tomam
    medidas que são contrárias aos interesses dos trabalhadores e da maioria
    da população.

    Vale lembrar que é por conta da ação dos movimentos sociais, populares,
    sindicatos e partidos de esquerda, que o Sr. Derosso chama de “esquerda
    vadia que merece apanhar”, que hoje a jornada de trabalho é de 8 horas
    diárias, que as crianças não precisam mais trabalhar, que o sufrágio é
    universal, que a ditadura militar foi derrotada no Brasil, que existem os
    serviços públicos, entre outras conquistas.
    Não há mesmo isenção de impostos?

    A nota divulgada pela Prefeitura Municipal de Curitiba em seu site,
    segundo a qual não há isenção fiscal na Linha Verde, joga com as palavras
    e confunde a população sobre a natureza e a caracterização mais
    pormenorizada da obra. Afinal, a Linha Verde não apresenta apenas o
    aspecto viário.

    Em sua edição de 25/05/08 – que trazia também a notícia de que zoneamento
    na região da Linha Verde havia sido aprovado pelos vereadores “sem
    discussão” – a Gazeta do Povo informava que o conjunto de intervenções
    urbanas e medidas administrativas associadas à Linha Verde inclui, por
    exemplo, o Setor Especial da BR 116, constituído por “todos os terrenos
    situados de frente e na extensão da Linha Verde com até 100 metros de
    profundidade”.

    Esse Setor Especial, por sua vez, se divide em pólos, entre os quais se
    destaca o Pólo Tecnoparque, espaço planejado para concentrar empresas de
    tecnologia. Segundo informações divulgadas pela Prefeitura e pela imprensa
    – inclusive esta Gazeta do Povo – as empresas que ali se instalarem
    “recebem incentivos como a isenção do Imposto sobre a Transmissão
    Intervivos de Bens Imóveis (ITBI), isenção por dez anos do Imposto Predial
    e Territorial Urbano (IPTU) e a redução do Imposto Sobre Serviços (ISS) de
    5% para 2%”.

    Para afirmar que a Linha Verde não inclui isenção de impostos, a
    Prefeitura talvez esteja insinuando que o Pólo Tecnoparque simplesmente
    não faz parte do projeto que institui a Linha Verde. Mas isso contraria,
    não só o bom senso, como a própria propaganda oficial da Prefeitura.

    É o caso, por exemplo, da entrevista com o Presidente da Comissão de
    Valores Imobiliários do Paraná, Júlio César Cattaneo, divulgada pelo site
    oficial do município, com o título Linha Verde movimenta mercado
    imobiliário, que apresenta o Tecnoparque como a “menina dos olhos” da
    Linha Verde. Na ocasião, Cattaneo estimava que os valores dos imóveis
    próximos à obra já se haviam multiplicados “por quatro”, apenas com a
    notícia de sua possível execução, ainda em 2004 – que não se dirá hoje.

    Outro ingrediente do pacote fiscal é a ausência de Contribuição de
    Melhoria, mecanismo previsto pela constituição para recuperar valores de
    grandes obras quando beneficiam excessivamente os mais ricos, demonstra
    que mais do que a isenção formal, prevista na lei do Tecnoparque e no
    próprio zoneamento da Linha Verde, a omissão em tributar constitui, por si
    só, uma falha reprovável, condenável e uma promoção inadequada de isenção
    e favorecimento às custas do dinheiro público.

    A Prefeitura Municipal de Curitiba afirma que o tema da isenção fiscal é
    puramente técnico. Porém, para nós, ele se transforma num tema político a
    partir do momento que influencia a vida dos cidadãos. E é na esfera
    política que interessa a Frente de Esquerda promover esta discussão:
    afinal, a serviço de quem está esta administração? Para quem foi
    construída a Linha Verde? Por que é que sobram centenas de milhões para
    fazer esta obra viária, que beneficia poucos, enquanto os problemas na
    cidade se multiplicam?

  3. Sérgio Sanderson Reply

    A Renata Bueno até que é bonitinha, mas é filha do voto limpo. O Stica é filho do PT do Requião. A Noêmia, fora ter uma cabeleira estonteante, não sei de quem se trata. Já o atleticano… pô, nem o time dele deveria existir.

  4. lkm0222@hotmail.com Reply

    CADA VEZ MAIS EU PERCEBO QUE O POVO REALMENTE TEM O GOVERNO QUE MERECE…..O QUE ESTES MERD…….FIZERAM PRA CHEGAR LA? CANTAR, DANÇAR, QUEBRAR ESTAÇÃO TUBO(LEMBREM QUE NO ANO PASSADO O JULIÃO FOI PRESO POR ESTAR COM ARMAS DE FOGO E DROGAS NA SEDE EM QUE ELE É PRESIDENTE),
    CABIDÃO DE EMPREGO PRA DAR VIDA BOA PRA VAGA.B…………..!!!!!!!!!!!

  5. O que esperar dessa figuraça -Julião- na camara de vereadores. Como um cara desse consegue votação para se eleger. Eta povinho!

  6. Sérgio Sanderson Reply

    Olha, sinceramente, não vejo grande diferença entre este quarteto e o resto da jaguarada. Fora raras excessões, uma parte dos nossos vereadores deveria ver o sol nascer quadrado e outra não merecia ver sol nenhum. Então não entendo a ira com os novos nomes.

  7. A ELEIÇÃO DA RENATA E DO CAVEIRA AI, DEMOSTRA TODA A “INTELIGENCIA” DO POVO CURITIBOCA…RSS
    QUE PIADA VER ESSES DOIS SENDO REPRESENTANTES DO POVO.
    BOM NATAL,SO VOU DESEJAR ISSO,PQ DESEJAR UM FELIZ ANO NOVO FICOU DIFICIL PARA OS CURITIBANOS

  8. Romerson Faco Reply

    “O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam.” Arnold Toybee

Comente