Uncategorized

Faltam médicos em todo o litoral do Paraná

Mais de R$ 2 milhões serão gastos durante a Operação Viva o Verão, do governo Requião. Foram prometidos 27 profissionais, sendo 14 médicos, 4 enfermeiros e 9 técnicos de enfermagem, distribuídos pelo litoral do Paraná. Também foi prometida compra de medicamentos e material hospitalar.

Porém, esta não é a realidade. Muitos postos de saúde no litoral estão abandonados. Um médico, que está trabalhando na operação Viva o Verão, denunciou à reportagem da rádio Banda B, que teve que fazer plantão durante 24 horas sozinho, sem ajuda de nem um médico e nem um enfermeiro. Ele conta que no pronto socorro em que trabalhou, faltou até soro fisiológico. “Não tinha aparelho de raio-x, nem de eletrocardiografia, nem ambulância, nem alimentação. “Cheguei a tirar dinheiro do meu próprio bolso para pagar os remédios de alguns pacientes e o combustível das ambulâncias”. Ouça a matéria de Franci Colpani:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.

2 Comentários

  1. A situação do nosso litoral, no que diz respeito à saúde, é calamitosa e a turma só se dá conta disso quando chega a temporada. É uma das regiões com menor IDH do estado, a maioria dos municípios só investe em ambulâncias… e o governo do estado só tem um programa específico voltado para a região: a Operação Verão!
    Saúde da família? Nem pensar! E quando tem, é aquele esquema conhecido como o das terceirizações em Matinhos, que culminou com intervenção no município.
    (Em tempo: o “Interventor” fez jus ao ditado popular – “Ficou pior a emenda do que o soneto”.)
    Em Morretes, teve um prefeito que investiu em uma “unidade móvel de saúde” que fez o maior sucesso… desfilando nas comemorações oficiais. Daí vem o governo do estado e descobre (todos os anoso de novo) que precisa de médico no Superagui, que se o tempo estiver ruim, o doente grave que estiver em Guaraqueçaba está com o destino selado, que os Hospitais de Paranaguá, Matinhos e Guaratuba não dão conta das coisas mais rudimentares.
    E daí vem a ajuda, mas para os veranistas e somente na temporada. Tudo dura enquanto o umbigo do mundo estiver tomando sol na Praia Mansa. Depois, quando o circo recolhe a lona e sobe a serra, os “nativos” (sejam nascidos ou adotivos) que se virem e deem um jeito até chegar o próximo verão…
    Será que tem praia perto de Puebla?

Comente