Uncategorized

A extrema sinceridade de Lula com sua “preguiça desgramada de ler”

Do Rogerio Distefano:

Dora Kramer e o Estadão indignados com o presidente Lula, que disse ter preguiça “desgramada de ler” em recente entrevista. Aqui entre nós, a bronca não é com a falta de leitura, mas pelo excesso de sinceridade. Se Lula dissesse que adora ler livros, jornais, revistas, blogs, etc, diriam que mente. Ou que é burro, pois lê e não aprende. Vamos e venhamos, pouquíssimos brasileiros gostam de ler. O mercado editorial confirma com as tiragens dos livros e os ganhos dos autores. Convenhamos: se ler fizesse bom presidente José Sarney teria sido o melhor, pois esse lê pra dedéu. Mas nem assim melhora a caligrafia e o comportamento; continua escrevendo que nem professor de ginásio e agindo como coronel nordestino. Presidente deve conhecer o país, usar bom senso e ter limites na safadeza – e Lula está na medida. Pior que não leitor são os sovacos ilustrados, os caras que andam com livro debaixo do braço, de preferência estrangeiro e com a capa bem à vista. Que nem Fernando Collor, que chegou no Palácio do Planalto carregando o Dicionário de Política, de Norberto Bobbio, 1.306 páginas na primeira edição, só para ser fotografado. O dicionário não ajudou o presidente Collor: não tinha os verbetes corrupção e peculato.

12 Comentários

  1. Perfeito sua análise, este povo tem ódio do povo do presidente do povo então. nos não vamos deixar estes idiotas tomar o poder, eles ja tem muito.

  2. Concordo,

    Cargo político exige capacitação e bom senso, não conhecimento enciclopédico. Lula aprendeu a governar conhecendo o Brasil, mal ou bem, fez muito mais sucesso que os intelectuais Sarney e FHC, e que o supostamente bem formado, Collor.

  3. Contrasenso do esquerdismo tupiniquim que exige dos seus militantes a leitura obrigátoria dos compendios de doutrinação esquerdista e esquerdizante.
    Até o MST exige a leitura de suas “táticas e estrategias”.
    Criticar a imprensa como fez este Distefano, é uma insensatez maior ainda do que a preguiça do Lula. O pior seria se a imprensa livre deste pais conestasse e calasse ante esta tremenda idiotice do Lula, de gabar-se do seu analfabetismo e sua cronica falta de apetite para a leitura. Este comportamento do Chefe de Estado, está totalmente na contramão do esforço que faz esta nação para se livrar da falta de educação.
    Usar os exemplos do Sarney e Color, como querendo justificar que a preguiça do Lula, ainda é melhor que a cultura dos outros presidentes, tenha a santa paciencia. Seria o mesmo que justificar e perdoar Judas que traiu Cristo, porque era o “caixa” do grupo. Cada pessoa tem suas idiossincrasias pessoais pela sua condição humana, sendo claro que não é pela sua “cultura” que vai ou não ter sucesso no que faz. Mas a figura de um presidente não pode passar aos governados, imagens como estas que o Lula, está passando de ser analfabeto e preguiçoso, porquanto isso é coisa de mente mediocre e desprovida da curiosidade do saber – situação que mantem a pessoa na santa ignorancia e na falta de conhecimento cientifico e técnico – unica forma de libertação pessoal de cada um.
    Este Rogerio Distefano, só pode ser uma ameba do jornalismo, para coonestar com este péssimo exemplo do Bode Barbudo. Quem não sabe e não tem conhecimento dos assuntos que tem a responsabilidade de resolver, come pela mão dos outros, pois quem não lê e se contenta apenas com o resumo do que a leitura diz, jamais vai falar direito e desenvolver raciocinio lógico, exercicio e prática fundamental para quem escreve e le.
    O desastre da administração federal é visto em numeros, como esses do PAC: Existe a grana e a incompetencia do governo petista e lulista, não conseguiu gastá-lo, pois que para isso se exige preparo técnico e conhecimentos contabeis da estrutura governamental, que mal ou bem, tem normas, sistemas e formas de gastar e provar que gastou.
    Mas se o presidente não lê, como vai entender de balanços, relatórios e memorias descritivos ou das imprescindiveis análizes, justificativas e até auditorias fiscais dos programas e projetos governamentais, sempre e necessáriamente embassados e em harmonia com os orçamentos.
    Quem não sabe ler e tem preguiça para fazê-lo, realmente NÃO SABE DE NADA.

  4. Duvido que ele tenha dito que tem uma preguiça “desgramada”. Ele teria dito, isso sim, “disgramada”, com ênfase na pronúncia do i.

  5. Eu sou advogado e bem informado. Porém não leio e quando ouço fico com raiva de: Merval, Dora, Miriam Leitão, 99% do que escreve a folha e estadão, O Lula tem razão: o problema da mídia é o pensamento único; só ouvem comentaristas e analistas contra o governo. Mandaram embora o Franklim Martins, o Rodrigo Viana, o Azenha e outros jornalistas que não se submeteram ao pensamento do ali kamel. Todo debate é de quem pensa contra o governo: Exemplo: meninas do jô e os debates da globo news. Cadê a Maria da Conceição, o Beluso, o Delfin Neto, o Paulo Nogueira? Estes não existem para a grande “midia”.
    Leio, este blog, outros, caros amigos, carta capital. As outras, só vejo a capa.

    Abraço, js

  6. Esqueci. Que entrevistador sofrível este que entrevistou o Lula. Eu faria melhor. Falam do analfabetismo do Lula, mas este sujeito, fugiu da escola da jornalismo.

    js

  7. Francisco Alpendre Responder

    Collor fez excelente uso do Dicionário de Política – sempre copiava as frases do Bobbio nas camisetas que usava em animadas corridas em torno da Casa da Dinda aos domingos. O Tempo é o Senhor da Razão é uma delas.

  8. Cultura não é garantia de inteligência e competência, necessariamente.Tampouco de honestidade.Além do mais, está cheio de jornalistas que mal lêem os jornais do dia. São uns hipócritas esses jornalistas que criticam a falta de “cultura” do Lula.E se for para ler a Veja e a Isto É, melhor que o Lula não leia, mesmo.

  9. ALÔ, ALÔ, ROGERIO.

    ORA ROGÉRIO. O LULA ESTÁ SENDO ASSESSORADO DESDE QUE MONTOU O PT, PELOS INTELECTUAIS DA USP, (MELHOR E MAIOR CENTRO UNIVERSITÁRIO E DE PESQUISAS DO PAÍS), POR MESTRES E DOUTORES, QUE O AJUDARAM ANTES E O AJUDAM AGORA.
    NO GOVERNO. VIDE O “MANGABEIRA”.

    ASSIM ROGÉRIO, O LULA NÃO PRECISA LER, POIS ESTES INTELECTUAIS LHE PASSAM RESUMIDAMENTE TODOS OS SEUS CONHECIMENTOS, DIARIAMENTE.

    OU SEJA, O LULA TEM ÓTIMOS PROFESSORES (LEITORES PARA ELE), QUE ESTÃO AO SEU LADO A TODO O INSTANTE.

    É POR ISTO QUE O LULA CHEGOU ONDE CHEGOU, E DIZ O QUE O POVO GOSTA E QUER OUVIR, POIS TOMA ATITUDES QUE OUTROS EX-PRESIDENTES NÃO TOMARAM, TAIS COMO O “GENIO”, JANIO QUADROS, O “PROFESSOR DE DEUS” , O F.H.C. , AMBOS DEVORADORES DE LIVROS.

    O F.H.C. CHEGOU A ESCREVER LIVROS, E ADORAVA SER PAPARICADO COMO GRANDE INTELECTUAL MUNDIAL.

    “A TEORIA NA PRÁTICA É OUTRA”.

    LINEU TOMASS.

  10. Interessante observação. Muito válida. Um pequeno alivío frente a tanta bobagem que é dita hoje. De emailzinhos que só sabem falar em bebida, em erros de português, em burrices, e de que tá tudo perdido na polítca, apoiando-se numa neutralidade burra, provinciana e ignorante.

  11. Mariazinha Diaba Responder

    Gostei mesmo foi do comentário do sr. Joaozinho Santana…rsrs

    Vejam só: “Eu sou advogado e bem informado”.

    O doente mental que lê “Caros Amigos” e “Carta Capital” não pode ser “bem informado”.

    Ai, ai, esses bacharéis com seus diplomas debaixo do braço, e titica na cabeça!

Comente