Uncategorized

História do PMDB é a negação das teorias de Darwin

De Josias de Souza, na Folha Online:

Num instante em que o mundo celebra o 200º aniversário do nascimento de Charles Darwin, o PMDB converteu-se em prova política dos desacertos do cientista. Quem vê o que aconteceu com o PMDB nos últimos anos, fica tentado a levar o pé atrás em relação à Teoria da Evolução pela Seleção Natural.

Uma passada de olhos pelo quadro de lideranças do PMDB, que supostamente representam o que o partido tem de melhor, impõe uma conclusão inexorável. Pelo menos na tribo dos peemedebês, o homem brasileiro parou de evoluir. Pior: tomou um caminho inverso ao que fora esboçado na grande teoria.

Lá atrás, o PMDB tinha a cara de Ulysses Guimarães. Ficou com a cara do Quércia. Foi adornado com o bigode de Sarney……Ganhou a sobrancelha de Jader -o Barbalho. Migrou para a face brejeira de Renan… Interrompa-se a lista aqui, para não cansar o leitor.

Foi assim, afrontando a ciência, que aquele PMDB que combatera a ditadura -que a Arena de Sarney ajudava a disfarçar-, virou o PMDB dos dias que correm. Registre-se, em homenagem à lógica, que o PMDB, tomado por seu peso numérico, tem todo o direito de reivindicar o comando do Senado.

Mas precisava apresentar-se com a cara do Sarney, à sombra do Renan? Bem verdade que, a certa altura, pendurou-se nas manchetes o nome de Pedro Simon.

Num concurso de beleza, Simon daria vexame. Mas, numa eleição para o cargo máximo do Legislativo, até que não faria feio.

O diabo é que Simon não passava de mais uma jogada de Renan. Uma maneira de divertir o Senado enquanto se alinhavada a costura em torno de Sarney.

Sarney reivindica o retorno à vitrine por razões só explicitadas a portas fechadas. Deseja recuperar o terreno que perdeu no Maranhão.

De resto, busca um escudo para as investigações que a Polícia Federal de Tarso Genro realiza nas cercanias dos negócios do filho, Fernando Sarney.

Nenhuma palavra à platéia sobre o futuro do Senado, hoje com os joelhos grudados no chão. Discute-se apenas a partilha dos cargos de direção, das comissões.

Se fosse possível tirar um retrato do que se passa em torno da dupla Sarney-Renan, a imagem evidenciaria que, em política, o cinismo pode ser uma forma de resignação.

Tricotam com Renan todos os que, há bem pouco, pediam a cabeça dele da tribuna do Senado. É como se a ex-virtude já não se importasse em dar as mãos à indecência.

Cercado de PMDB por todos os lados, Lula, valendo-se de uma suposta “isenção”, joga água no moinho de Sarney. FHC também ligou para manifestar simpatia.

Tudo se passa sob o manto diáfano da indulgência de parte da imprensa. Realce-se a volta de Renan ao primeiro plano. Esquece-se o passivo que o levara ao ostracismo.

Assim, cortejado por governo e oposição, alisado pelo noticiário, o PMDB assegura os cargos presentes e os futuros. Sob Dilma, Serra ou quem quer que seja.

Observando o retorno de Sarney à ribalta do Senado, puxado pela gola por um Renan redivivo, um macaco haveria de perguntar a Darwin:

– Será que valeu a pena?

10 Comentários

  1. De fato, Sr. Campana, dir-se-ia que qualquer dos partidos políticos passa por três fases: nasce, cresce sem evoluir e se autoaniquila. Em política só temos divisões, fagocitação de desvios genéticos e assim caminha a política em nosso País.

  2. FABIO.

    VOCÊ SE LEMBRA BEM, POIS PARTICIPOU JUNTO, DO “PMDB ESPERANÇA”, QUE FOI MONTADO COMO UMA FRENTE POLÍTICA PARA COMBATER A DITADURA MILITAR DE 1964.

    NESTA ÉPOCA EM CURITIBA O PMDB CHEGOU A TER 28 MIL FILIADOS, E O MOTE QUE IMPULSIONOU ESTA SIGLA, ERA O COMBATE A DITADURA, PARA RECONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA.

    LEMBRO QUE, A TÁTICA IDEOLÓGICA NESTA ÉPOCA, ERA MANTER O PMDB COMO UMA SIGLA ATÉ ATINGIRMOS A PLENITUDE DO REGIME DEMOCRÁTICO, E NA ÉPOCA, COMENTAVA-SE QUE APÓS ESTA FASE O PMDB IRIA ATÉ DISSOLVER-SE E AS FACÇÕES QUE O COMPUNHAM, TOMARIAM SEUS CAMINHOS PRÓPIOS, TAIS COMO O PCB, PC do B, SOCIAIS DEMOCRATAS, MR-8 ETC.

    DERRUBAMOS A DITADURA MILITAR DE 64.

    ALGUMAS FACÇÕES CUMPRIRAM ESTE DESÍGNIO. MAS….MAS……. PORÉM, ALGUNS POLÍTCOS, VENDO QUE A SIGLA CONQUISTOU RESPEITO NA OPINIÃO PÚBLICA, RESOLVERAM DAR CONTINUIDADE AO PMDB, NA BASE DO OPORTUNISMO.

    O PMDB TEM UM EXCELENTE PROGRAMA DE PARTIDO, O QUAL NUNCA FOI COLOCADO EM PRÁTICA, NEM NAQUELA DE 1979 E TAMPOUCO AGORA EM 2009, APÓS MAIS DE 30 ANOS, O “VELHO PMDB DE GUERRA”, CONTINUA NO MESMO, E SOFRE DA FALTA DE UMA GRANDE CAUSA PARA LUTAR, COMO A QUE TEVE NO PASSADO.

    HOJE O PMDB É UM PARTIDO DE FACÇÕES REGIONAIS, SEM LIDERNAÇA NACIONAL. ESTÁ SEM UMA GRANDE CAUSA.

    EXEMPLO DE GRANDE CAUSA:

    ASSISTI EM LIMA NO PERÚ, NA DÉCADA DE 70, UMA ENTREVISTA DO GENERAL GIAP, COMANDANTE DAS FORÇAS DO VIETNAM DO NORTE E DOS GUERRILHEIROS VIET CONG, QUANDO LHE FOI PERGUNTADO COMO É QUE UM EXÉRCITO DE GUERRILHEIROS, NA BASE DA ARMADILHA DE BAMBÚ, COM ARMAS SEM TECNOLOGIA, TINHA VENCIDO O MAIOR E O MAIS MODERNO EXÉRCITO DO MUNDO, OS AMERICANOS?

    A RESPOSTA FOI LÓGICA E SÁBIA:

    “O POVO VIETNAMITA E OS VIET CONGS, LUTAVAM POR UMA CAUSA EM SUA PÁTRIA. E OS NORTE AMERICACANOS, LUTAVAM LONGE DE SUA PÁTRIA E NÃO TINHAM UMA CAUSA PARA LUTAR”.

    É ISSO AÍÍ FÁBIO. O PMDB, NO QUAL ME ORGULHO DE TER PERTENCIDO, PRECISA URGENTE DE UM DEBATE SOBRE O SEU DESTINO. HOJE É UM PARTIDO SEM CAUSA PARA LUTAR, QUE AINDA TEIMA EM SER UMA “FRENTE”, SEM SER FRENTE DE NADA.

    É ISSO FÁBIO E EX-COMPANHEIROS DO PMDB. SINTO-ME NA OBRIGAÇÃO DE FAZER ESTA CRÍTICA.

    LINEU TOMASS.

  3. Carlos Imperial Responder

    Só faltou dizer que tem a psique do Requião, o carisma do Moreira, a intelectualidade do Doático e a moral do Romanelli fura pedágio.

  4. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    APROVEITO ESTA OPORTUNIDADE QUE NOS DÁ JOSIAS DE SOUSA, A RESPEITO DO PMDB, PARA DAR CONHECIMENTO DA MINHA POSIÇÃO, QUANTO AO PMDB. EM ABRIL DE 1992, ESCREVI UM LIVRO COM O TITULO “POR DENTRO DO MDB- PARANÁ”, QUE NA PÁGINA 131 NO ENCERRAMENTO AFIRMEI: “NA MADRUGADA DO DIA 22 DE NOVEMBRO DE 1979, O CONGRESSO NACIONAL APROVOU A LEI QUE REGULA O ARTIGO 152 DA CONSTITUIÇÃO E ALTERA A LEI N°5.682.NUM DOS ARTIGOS DESTA LEI, FICARAM EXTINTOS OS PARTIDOS POLITICOS, CRIADOS COMO ORGANIZAÇÕES PELO ATO COMPLEMENTAR N°4. FORAM EXTINTOS O MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO (MDB) E A ALIANÇA RENOVADORA NACIONAL (ARENA). IMEDIATAMENTE FORAM FORMADOS OS SEGUINTES PARTIDOS:” ASSIM CITEI ENTRE OUTROS:”PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO (PMDB), ABRIGANDO A MAIORIA DO EXTINTO MDB”..VEJA BEM JORNALISTA JOSIAS, QUE DISSE QUE FOI EXTINTO O MDB E CRIADO OUTRO PARTIDO QUE FOI O PMDB, AINDA FRISEI BEM “A MAIORIA DO EXTINTO MDB”. NÃO TODOS. PARA DEIXAR MAIS CLARO QUE TRATAVA-SE DE OUTRO PARTIDO, NO FINAL DE MEU LIVRO, NA MESMA PÁGINA, AFIRMEI: ‘ASSIM, O MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO ENCERRA SUA TAREFA, CUMPRIDA EM MUITOS ANOS DE LUTAS, SACRIFÍCIOS E PERDAS DE COMPANHEIROS QUE VISAVAM AO IDEAL DA LIBERDADE E DA DEMOCRACIA PARA O POVO BRASILEIRO. EU PARTICIPEI DESTA BATALHA’ . ASSIM DEIXEI BEM CLARO QUE ERAM PARTIDOS DIFERENTES. NÃO ADMITINDO COMO O SENHOR ROBERTO REQUIÃO E OUTROS AINDA QUE FORAM ATÉ DA ARENA, QUE DIZIAM E PROPALAVAM , SEREM DO MDB VELHO DE GUERRA, COM ISSO MENTIAM PARA À POPULAÇÃO O QUE É INACEITÁVEL NA VIDA PÚBLICA. TENHO PROVAS!

  5. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    FABIO CAMPANA, FAVOR LEVAR AO CONHECIMENTO DO JORNALISTA JOSIAS DE SOUZA O MEU TEXTO SOBRE O PMDB. TENTEI, MAS NÃO CONSEGUI. AGRADEÇO. UM ABRAÇO DO SYLVIO

  6. josias de souza falo tudo…
    mas essa história q o pmdb combateu a ditadura é balela, o pmdb sempre foi um partido d centro, nunca abrigo comunistas (graças a Deus)
    depois d um tempo, viro isso mesmo, pra tano não tem candidato viavel pra elege presidente.

  7. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    JOANA DARC, ACABEI DE EXPLICAR, DE PROVAR, QUE O PMDB NÃO É O MDB.QUEM COMBATEU A DITADURA, FOI PARTIDO DE OPOSIÇÃO À DITADURA FOI O MDB, O PMDB FOI CRIADO APÓS O TÉRMINO DA DITADURA. ENTENDEU AGORA?

  8. FÁBIO, SILVIO E INTERESSADOS.

    O JOSIAS FOCOU A REALIDADE DO PMDB.

    FAÇO JUSTIÇA A SIGLA. O PMDB ABRIGOU EM SEUS QUADROS E DEFENDEU MILITANTES DO PCB, PC do B, MR-8 E OUTROS, E ACHO QUE O PMDB CUMPRIU SUA TAREFA DE DERRUBAR A DITADURA MILITAR.

    ASSIM CUMPRIU SUA MISSÃO.
    NA CONTINUIDADE DA “FRENTE SEM CAUSA” , SE PERDEU NA CAMINHADA.

    LINEU TOMASS.

  9. Parabéns ao Sylvio Sebastiani!!!

    Uma lenda viva na ainda recente, mas importante história da abertura política do Brasil.

    Você foi um privilegiado. Viveu num período de idealismo, paixão pelo Brasil e pela democracia.

    Combateu com coragem, com voz forte naqueles terríveis anos de chumbo.

    A minha geração que votou pela primeira vez na década de 90, tem muito orgulho dessas legendas e memórias.

    É sempre um prazer ouvir e ler você!!!

  10. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    LINEU TOMASS, VOCÊ VIVEU A ERA DO PMDB. EU FALEI EM MDB, SÃO PARTIDOS DIFERENCIADOS. O MDB FOI EXTINTO POR ATO DITATORIAL, O PMDB FOI CRIADO APÓS A DITADURA. SÃO PARTIDOS COMPLETAMENTE DIFERENTES DE CRIAÇÃO.

Comente