Uncategorized

Governo desiste de licença para importação

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou nesta quinta-feira que o governo desistiu de pedir licenças prévias de importação para compras de produtos no exterior. Com isso, o governo confirmou que está recuando da medida anunciada anteriormente.

A necessidade de licenças prévias de importação, que caiu nesta quarta, valia para 3 mil dos 9 mil produtos da pauta de importação brasileira, que representavam cerca de 60% do valor das compras brasileiras do exterior. O prazo de concessão de licenças era de até dez dias, o que tornava as compras no exterior mais burocráticas.

2 Comentários

  1. A necessidade de estimular a economia num momento tão imperativo o governo apresenta medidas desconexa,pois, se a finalidade seria de controlar a entrada de produtos, então qual a razão dos entraves dos embaraços da alfândega, mais controle (burocracia) não se justificaria. O governo por pressão externa acabou recuando, prevalecendo o bom senso. Isso acaba demonstrando que o governo lula viveram a onda da “bolha” ou seja, os méritos de crescimento eram proveniente do bom desempenho da economia mundial, da demanda por matéria prima. Agora saber o que entra, através da concessão de licença fato de que é um governo incompetente, incapaz de lidar com momentos dificeis, aplicando medidas estapafúrdias.

  2. Vigilante do Portão Responder

    Existe uma palavra que exprime bem o lamentável ocorrido:
    INCOMPETÊNCIA!
    É o que dá colocar político em lugar de Técnico.
    O Lula deu guarida para quase todos os sindicalistas desocupados e políticos do Pt que não conseguiram a reeleição. Deu nisso.

Comente