Uncategorized

Lição do empreiteiro sobre as doações de campanha

politico

Passadas as eleições, muitos perguntam qual empresário financiou a campanha de quem, e como ficará a divisão dos feudos públicos baseado em quem apostou nos candidatos certos.

Sobre doações de campanha, nada melhor do que lembrar a história de um conhecido empreiteiro que fez história na região. Contava ele uma lição que aprendeu depois de muitos anos participando do jogo: “Sabe, não dou mais dinheiro para campanha nenhuma. Na época das eleições eu viajo, não atendo candidato e não faço doações”.

Os interlocutores, perplexos, lhe perguntavam como ele conseguia continuar no grande jogo das obras públicas sem financiar campanhas.

Ao que o empreiteiro respondia: “Eu compro os políticos quando já estão eleitos. Volto de viagem e já passaram as eleições. Quem ganhou está atolado em dívidas de campanha. Vou lá e me ofereço para pagar. Sai muito mais barato”.

4 Comentários

  1. To torcendo que nenhum empresário doe então nada para els dois, quero ver se são bagos roxo.

    Nada mesmo, atençao empresários não doem nada para o Hauly nem para o Barbosa Neto.

    O sonho…

  2. E eu que achava que olhando a lista de doadores de campanha a gente sabia quem eram os verdadeiros malandros…

  3. Parabéns pelo post, Fábio. Essa é a realpolitik da nossa quinta comarca, e do resto do país.

  4. Se o Barbosa Neto e o Hauli quizerem ganhar está eleição em Londrina com poucos recursos, consulte o VEREADOR PROFESSOR GALDINO, pois este sim sabe fazer campanha com mínimo de dinheiro e VENCER com uma explêndida votação (mais de 11.000 votos)
    Se em Curitiba o Professor conseguiu, imagina em Londrina que é uma cidade menor.

Comente