Uncategorized

Polícia descarta ligação entre suicida e Caiobá

De Gladson Angeli na Gazeta do Povo:

A polícia já descartou a possibilidade do corpo encontrado em Curitiba ser do autor do ataque a um casal de estudantes no Litoral paranaense no fim de semana. O crime aconteceu na tarde de sábado (31), quando o casal estava em uma trilha no Morro do Boi e tentava chegar à Praia dos Amores. O estudante de Direito, Osíris Del Corso, 22 anos, foi morto com um tiro no peito. A namorada dele foi violentada e baleada. Ela permanece internada na UTI.


De acordo com Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP), o homem que teria se suicidado na segunda-feira (2), em Curitiba, não é suspeito do crime. O corpo seria de um militar e está no Instituto Médico Legal da capital. A polícia recebeu informações que ele esteve no litoral no último fim de semana, quando ocorreu o crime. Ainda na quarta-feira (4) a polícia descartou o envolvido do homem.

O corpo não teria as características físicas do assassino, descritas pela estudante para os bombeiros no momento do resgate. A SESP não soube informar se o corpo já passou por exames de DNA para comparar com amostras de sangue coletadas de uma camisa encontrada na cena do crime.

Tragédia

O crime aconteceu no sábado (31), quando o casal, que é de Curitiba, estava em uma trilha no Morro do Boi e tentava chegar à Praia dos Amores. No caminho, os dois foram atacados. A informação inicial era de que eles teriam pedido orientação a um desconhecido, que se ofereceu para guiá-los, mas a polícia já não confirma mais essa versão.

A moça contou aos bombeiros que, chegando à gruta da praia, por volta das 17h30, o agressor tentou abusar sexualmente dela. Na tentativa de defendê-la, o namorado levou um tiro no peito e morreu. A moça foi atingida por dois tiros nas costas, um deles na coluna, e ficou caída no local, enquanto o agressor fugiu. Perto das 21 horas, segundo relatos da própria vítima aos bombeiros que a resgataram, o agressor voltou até o local do crime e a violentou. Os dois só foram localizados na tarde de domingo (1º). A jovem esperou por 18 horas na mata até ser resgatada.

A única pista do assassino é uma camiseta encontrada pela Polícia Civil na tarde de segunda-feira (2), na trilha. Os policiais já identificaram que os tiros que mataram o rapaz e feriram a garota são de uma arma calibre 38.

O suspeito é um homem que tem entre 1,78 e 1,85 metro de altura, cabelo curto e encaracolado com entradas de calvície. O rosto é redondo e ele é grande estruturalmente e tem barriga. A cor dos olhos é castanho claro e o tom de pele é moreno claro. O retrato falado do assassino só será feito e divulgado depois que a estudante estiver em condições físicas e psicológicas de falar com a polícia.

Estado de saúde

Na quarta-feira, a estudante de 23 anos baleada no último fim de semana no Morro do Boi, em Caiobá, respirou pela primeira vez sem aparelhos desde sua internação. Segundo os médicos, a paciente demonstrou raciocínio normal durante o período em que ficou fora dos aparelhos. A dificuldade de respirar, entretanto, fez com que o equipamento fosse religado.

O boletim médico publicado pelo Hospital Vita, onde a jovem está internada, ainda não fala das possíveis sequelas que ela poder ter: a avaliação neurológica definitiva só poderá ser feita quando ela respirar naturalmente.

1 Comentário

  1. Moro fora do Brasil e sempre fui frequentadora da praia mansa de Caioba (desde 1970). Todo ano visito a praia novamente e em todos esses anos (mais de 40) nunca vi um policiamento fixo no local, especialmente na temporada. Espero que a tragedia acorde as autoridades pois e uma questao de Seguranca Publica, da “nossa seguranca”.

Comente