Uncategorized

Ministério Público Federal investiga obras do PAC no Paraná

O Ministério Público Federal vai investigar de perto as licitações de obras do PAC em municípios da base eleitoral do deputado Nelson Meurer, comentavam hoje procuradores presentes na posse do novo superintendente da Polícia Federal, Maurício Valeixo.

Os municípios sob observação são os da Região Metropolitana de Curitiba, entre eles Fazenda Rio Grande e Piraquara. A investigação quer saber se há veracidade na denúncia de coincidência entre as obras indicadas por Meurer e construtora que venceu as licitações.

9 Comentários

  1. MANASSÉS DA RUBLA Responder

    TERIA SIDO POR ACASO A IGUATEMI, QUE VENCEU ESSAS LICITAÇÕES? OLHA O KLAUS AÍ NOVAMENTE. KLAUS MEURER E O PP. É UM TRIO DE FERRO DOS MAIS RESPEITADOS.

  2. Maria dos Anjos Responder

    Fábio, o astral do Beto Richa vai de mal a pior. Não bastasse todos os escândalos que vieram a tona nos últimos dias, agora a assessora comunitária , cargo de confiança, do gabinete do prefeito, foi presa segunda -feira com 45 quilos de maconha e, ainda por cima, parece que a moça é ligada diretamente a outro assessor graúdo do gabinete do prefeito. Se a polícia for a fundo, será mais um escândalo de grandes proporções, a desgastar, a já combalida imagem do prefeito. Na reportagem policial do jornal “o estado do paraná”, Gisele diz que, apenas guardava a droga para outra pessoa, isto é, ao que parece, Gisele era usada de laranja , noesquema..

  3. O Beto Richa terá que decidir. Ou dá ouvidos ao Dr. Scalco e, definitivamente fica com a banda boa, ou definitivamente se enterra, administrando Curitiba, com a banda podre. Beto escolha, é como disse o comentário logo acima, você estava sendo a promessa de futuro, o líder da nova geração, mas a continuar dessa forma, sem que você tome atitudes drásticas, você , infelizmente, encerrará sua carreira aos moldes de: Cássio Taniguchi, Rafael Greca, Azeredo da Silveira e outros. Abra o olho Beto, ainda há tempo.

  4. Tereza da Sorbone Responder

    Beto Richa, é uma pena que o Ezequias, o homem da sogra continua com todo poder na PMC. Ezequias, hoje, é de conhecimento público, é sócio do Klaus e, exerce influência daninha em seu governo.É lamentável que, depois de todos esses epísódios envolvendo a construtora Iguatemi, o Klaus, a PMC, ainda vem a público defendendo a Iguatemi e o Alberto Klaus.

  5. Pedrinho do Taboão Responder

    Beto Richa, você esqueceu seus amigos de primeira horacomo: Jeferson Pires, Malucelli, Juliano Borgueti, Edson Feltrin; não dá ouvidos ao Scalco, Ricardo Barros, Osmar Dias, Alvaro Dias e, tantos outros que, poderiam dar uma grande contribuição ao seu governo e, infelizmente, você prefere o que há de pior: Ezequias Moreira, Luciano Ducci, Guinhone, Fábio Dalazen, Luiz Abid, Alberto Klaus e, tantos outros que, ao primeiro sinal de seu insucesso, te abandona, te vira as costas. Beto, eu acredito na providência, você está passando por todos esses problemas , porque , com certeza, você foi injusto com quem desinteressadamente te ajudou, nos momentos mais difíceis na eleição de 2.004. Tem um ditado popular que diz, aqui se faz, aqui se paga.

  6. Fábio
    Essas obras tem como entidade interveniente a COHAPAR. Já entendeu?
    E pior, Piraquara Super atrasada e Fazenda Rio Grande nem iniciou.

  7. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    O assunto é outro, é sobre obras do PAC. Nas cidades de Piraquara e Fazenda Rio Grande, o Beto não tem nada com isso, quem tem são os Prefeitos ou ex-destas cidades e o Deputado Federal Meurer, com as construtores que venceram as licitações.Aqui está “algo” que queremdescobriri.Vamos esperar.

  8. Prezado Silvio Sebastiani;

    O Beto não tem nada haver com estas obras, pois são em outros municípios.

    O problema, o fio da meada de tudo que ocorre é que as obras do Dep. Meurer são executadas pela Iguatemi de Alberto Klaus, Presidente do PP de Curitiba e homem forte do Meurer.

    Esta mesma empreiteira, conforme este Blog apurou através de denuncia do Colunista celso Nascimento na Gazeta é acusada de fraude em licitações em Curitiba, e seu controlador Alberto Klaus de envolvimento pessoal com Beto Richa e Ezequias Moreira.

    Ai mora o x da questão, o fio da meada, ou como dizemos nós parnaguaras é que nem saco de carangueijo, puxa um vem todos.

    Abraços

    Paulo Cunha

  9. Assunto 1-Investigação das obras do PAC:
    Solução: interroga o inapetente agente habitacional do PAC na cohapar “o toalhinha”, ele solta tudo rapidinho, não sobrará tijolo sobre tijolo. Ta na cara que tem “algo” como diz o SS.

    Assunto 2- Beto obrando: Tem cheiro de pólvora, alguém fez pum, não sei quem fui. A macacada que ficou do lado de fora, quer entrar a força. Como dizia o campana nos bons tempos, em luta instestina, só pode dar m….

Comente