Uncategorized

Mãe denuncia PMs que agrediram adolescentes

Mais um caso para a imensa galeria de abusos cometidos pela polícia no Paraná. A dona de casa Rosélia Proença dos Santos denunciou que suas três filhas e um sobrinho, todos menores de idade, foram agredidos pela PM ontem à noite, em frente à casa deles no bairro Parolin, em Curitiba.

Segundo a mãe, o motivo da agressão foi fútil. As filhas estariam brincando em frente à casa e uma teria xingado a outra no momento em que passava uma viatura da polícia. Ela diz que o policial, do 12° Batalhão, achou que o xingamento era para ele e desceu do carro partindo para a agressão contra a menina com golpes de cassetete. Ela levou cinco pontos na cabeça. Ouça o depoimento da mãe das três adolescentes, Rosélia Proença dos Santos, à Band News FM:

Ou clique aqui para baixar o arquivo em formato mp3.

O Comandante do 12º Batalhão Policial, major Roberto Rueda Strogenski (foto), disse que o caso está sendo apurado, mas que os policiais também sofreram agressões de populares, o que não é confirmado pelos vizinhos.

7 Comentários

  1. Na próxima reunião do Mãos Limpas (eita nominho medonho), o despotazinho falido do Canguiri, na frente do rambinho dirá que é culpa da população canalha!!!…

  2. É isso que dá formar soldado da PM em apenas 8 meses né Desgovernador Requião e secretário Delazari, colocaram a segurança pública em questão política eleitoreira, e as besteiras e as desgraças estão ai.
    E ainda esses imbecis disseram na cara dura que limparam a banda podre da PM, isso é um tapa na cara para a população ter um governo porco e mediocre como esse.

  3. As mães podem ficar tranquilas. O comando da PM vai abrir uma sindicancia e apurar tudo. Como todos nós sabemos as sindicancias apuradas pelo comando da PM sempre dão resultado e nós sempre somos informados dos resultados finais. Tudo na MAIOR TRANSPARENCIA. Em tempo; sindicancia da PM é que nem cabeça de bacalhau; Tem, mais ninguem ve.

  4. Chico do Uberaba Responder

    A titulo de esclarecimento: A foto que aparece não é do comandante do 12º Batalhão major Roberto Rueda e sim do comandante do CPC, Comandante do Policiamanto da Capital. Coronel Costa.

    Nota do Editor: A foto foi removida. Obrigado.

  5. Muitas vezes perguntara a mim próprio: “Por que um homem quer ser policial?” Ninguém está interessado em dar conselhos a uma família com problemas às três da madrugada de um Domingo, ou entrar às escuras num edifício que foi assaltado, ou em presenciar dia após dia a pobreza, os desequilíbrios mentais, as tragédias humanas.
    O que faz um policial suportar o desrespeito, as restrições legais, as longas horas de serviço com baixo salário, o risco de ser assassinado ou ferido?

Comente