Uncategorized

PM vai à Assembléia protestar contra os baixos salários

Na semana que vem, dia 17, a Assembléia Legislativa vai receber a visita de policiais militares, ativos e inativos, pensionistas, mulheres e dependentes, num grande protesto contra os baixos salários da corporação, especialmente dos praças, que dos oficiais a Secretaria tem cuidado.

As reclamações são também pelas péssimas condições de trabalho. Falta estrutura, falta equipamento, falta tudo e isso aumenta a insegurança do policial.

28 Comentários

  1. De novo! Já que os oficiais ganham remuneração excelente, porque eles não saem de suas cadeiras e escrivaninhas e enfrentam os bandidos? No Rio de Janeiro, os oficiais, tendo em punho fuzis e metralhadoras, À FRENTE DOS SEUS COMANDADOS, sobem os morros e enfrentam corajosamente os criminosos. Aqui, a “bucha” sobra apenas para os soldados e sargentos. No Paraná, a partir de tenente, o sujeito se acha no direito de comandar os seus subordinados desde o seu gabinete. Portanto, e até por outras e várias razões, é imperativo resolver a questão salarial dos escalões inferiores.

  2. Gostaríamos de saber onde O Povo vai para cobrar mais segurança e menos violência nas ruas e em suas casas?

  3. Caro Anônimo,
    antes de escrever sobre a Pm procure conhecer melhor como funcionam as coisas na corporação. O oficialato é composto pelos seguintes postos: 2º tenente, 1º tenente, capitão, major, tenente-coronel e coronel.
    Os tenentes são oficiais subalternos e são eles que tocam a parte operacional, enfrentam bandidos, levam tiros e em nada devem para os colegas cariocas como você colocou no seu comentário. os capitães são oficiais intermediários, também participam da linha de frente e em nada ficam a dever para os colegas cariocas. Os majores, tenentes-coronéis e coronéis são oficiais superiores e muitos deles, não todos, também se engalfinham com meliantes e bandidos, mas também é deles a repsonsabilidade da administração das unidades, os quais têm a responsabilidade igual a de qualquer executivo de empresa (contabilidade, recursos humanos, logística, planejamento, etc). os salários do oficialato são excelentes de major para cima, mas os capitães e os tenentes não têm o mesmo nível. Aliás essa parcela da PM foi ultimamente esquecida pelo governo. Os praças (soldados e sargentos) tiveram bons reajustes, claro que ainda aquém daquilo que deveriam ganhar. Não se esqueça que os oficias respondem pelos atos de seus comandados, que quando seus comandados estão de folga ou terminam o serviço, é o oficial quem ainda termina tudo, faz relatórios e assume as responsabilidades que os praças não têm. São os aficiais que tem que segurar a onda de responder pelas mazelas da PM causadas pelo governo, como se a culpa fosse deles e não os praças. Enquanto muitos praças estão de folga, os oficias não têm descanso para organizar o serviço dos mesmos. Então não seja injusto com uma parcela da corporação que dá o sangue pela polícia. São na grande maioria jovens cheios de energia e vontade de trabalhar que deixam seus pais, suas esposas e filhos em casa para ficar às vezes 10 dias seguidos de serviço sem ter a certeza de que vão voltar para casa. Tenho um irmão que é tenente, meu pai foi oficial e sei muito bem o quanto eles trabalham. Já vi meu irmão voltando pra casa não foi uma, nem duas vezes, mas várias, machucado, com curativos, já levou tiro e sempre “virado” com 24 horas de serviço ininterrupto e depois ainda ter que sentar na escrivaninha e relatar tudo, consertar cagadas de praças pra só depois pensar nele mesmo e na família.
    Portanto, não fale abobrinhas sem ter conheceimento sobre como é a vida de um policial.

  4. Devem estar em busca de horas extras, desvio de função, dupla jornada, tudo isso por conta dos afazeres domesticos lá na granja “dos tortos”, opsssss canguiri…

  5. A PM do Parana não apenas tem os salarios de seus servidores defasados, mas também é corroída pela politicagem interna que privilegia alguns chegados ao poder de plantão com promoções, enquanto outros apesar de melhores colocados na linha de promoção são preteridos. Falta efetivo, e uma corregedoria independente para combater a corrupção. OU seja, a inseguraça pública no PR éw um desastre

  6. Os PMs do Requião ganham menos que os agentes da Diretran e as moça do Estar tem mais benefícios, tem que ir lá na Assembléia sim e exigir, pq este governo e os Deputados só acertam rápido o nepotismo do Maurício.

  7. Parei:
    Obrigado pela lição, aprendi bastante. Mas, no Rio se vêem coronéis à frente das “batalhas”, ao passo que no Paraná, hein! Devo reconhecer que o sr. tem razão em muitos pontos, e longe de mim, ou de qualquer pessoa minimamente sensata, desqualificar os verdadeiros policiais do Paraná, esse que enfrentam, a duras penas as mazelas das funções. Mas, tem sempre um mas, é público e notório, que parte dos oficiais (quem sabe desmotivados pela leniência com que se houveram vários governos do estado), estão é esperando a sua aposentadoria precoce, fugindo das suas responsabilidades, sempre com as desculpas de praxe,falta de remuneração condigna, falta de efetivo, grande aumento da criminalidade. Em tempo.: interessante que o Sr. Stédile, do MST, como convidado de honra que era, tenha ido “ensinar métodos de desocupação de áreas invadidas” a oficiais que participaram de recente curso promovido pela Polícia Militar. Eita Brasil!!! No mais, abobrinhas podem doer…

  8. Concordo com o Anônimo, o oficialato fica atrás de mesas enquanto os praças dão a cara pra bater e digo, nunca na história do Paraná se fez tanto pela polícia como nesse governo, todos sabemos da luta do Delazari pela equiparação salarial e pela valorização dos policiais, tanto praças quanto oficiais, a nossa polícia é a segunda que melhor ganha no Brasil, só perdendo para o Distrito Federal que é pago pela União, acho que pode melhorar mas daí até dizer que os policiais ganham mal é uma certa incoerência.

  9. Concordo com o Anonimo e o resto é conversa mole pra boi dormir. Que oficiais trabalham mais e ficam fazendo escalas para os subordinados é conversa fiada. Que oficiais enfrentam bandido pra mim é conversa fiada. Qdo vc tem uma ocorrência e chama a policia até mesmo os policiais evitam enfrentar bandidos chegam 30 minutos depois que os bandidos foram embora. Se os soldados evitam encarar bandidos imagine os oficiais. Parabéns Anonimo to com tigo e não abro.

  10. Não consigo me esquecer de que esses deputados se elegeram prometendo o que mesmo? Isso aí, SEGURANÇA para a população do Paraná.
    A corporação está abandonada por Suas Excelências. Gravem os nomes de todos os deputados e, quando aparecerem nos palanques prometendo isso e aquilo, gritem: MENTIRA! MENTIRA!

  11. Anônimo: as imbecilidades esplanadas por sua identidade virtual beiram a ignorância medieval. Separar ou criar adjetivos que criam fossos entre oficiais e praças é de uma demência inclemente. A PM e seus integrantes é somente uma. A polícia que nos protege, a mim e a você, aos meus filhos e aos seus filhos. É minha, é tua, é de cada cidadão. Tem soldados, sargentos, tenentes, capitães ou coronéis em funções administrativas e também nas operacionais. Tem praças e oficiais, velhos e novos. Os que hoje não estão, já estiveram nas ruas, no trabalho operacional. Tem bons e maus. Tem trabalhadores incansáveis e preguiçosos incorrigíveis. Tem inteligentes e ignorantes – como você, diga-se de passagem. Em todos os estratos tem todos os exemplos de personalidade e caráter, com defeitos e qualidades inerentes ao ser-humano e todas as estirpes da sociedade, de onde viemos eu e você. E também cada policial. Se você é policial militar – se for, me parece que está incluído na lista daqueles possuidores das qualidades negativas mencionadas – não conhece a corporação Polícia Militar, que eu e milhões de paranaenses admiramos. E, perdoe-me a sinceridade excessiva, não merece a função que tem e é daqueles que só fazem a instituição regredir e ser motivo de vergonha, em determinados momentos. Quem sabe, não seria boa idéia se você fizesse concurso para a Polícia Militar do Rio de Janeiro, da qual tanto orgulho parece ter.

  12. Sargentos do Paraná Responder

    Esse J charuh, deve ser um alienado, ou está recebento adianto do governo. Os Sargentos do Paraná são os mais desvalorizados do País, todo o Soldado entra para ser Sargento não Oficial, mas na atual conjuntura com os salários dos praças nivelado por baixo a o desmotivo total dos Cabos e Soldados de que adianta sair frequentar a Academis se o valor principal seria o financeiro. Dizer que os Tenentes ficam alem do horário fazendo relatório insto e pura mentira, quem toca esta Polícia são os Sargentos, estão tentando acabar com a classe, mas o tiro está saindo pelo culatra estão acabando com a PM.

  13. Concordo nos tiraram tudo, desde o fardamento o vencimento, o direito de ser instrutor quando não havia remuneração para aplicar provas era só os Sargentos esclados, hoje somos somente fiscal de pátio. Não vamos dizer quem é pior quem é melhor mas quem mais perdeu nos ultimos anos foram os Sargentos, que eramos elo de ligação hoje o que somos ligação do que se não existe diferença, isto é o fim do militarismo. Não precisou ninguem acabar com a PM ela está se acabando sozinha.

  14. Calma João, é só falar em trabalho e cumprimento do dever que algumas pessoas (entre as quais vc se inclui), ficam bravas, bravíssimas. Parece até que é membro do MST, quando ouve falar em “cabo do guatambu”, o que significa trabalho sério, negão. Sai dessa, não fique brabo. Em tempo: A GLORIOSA POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ TEM EM SEUS QUADROS PESSOAS DE EXTRAORDINÁRIO VALOR, o que não implica em reconhecimento tácito de que todos sejam bons e cumpridores do dever. tchau, baby…

  15. Segurança Falida Responder

    Pior que hoje somente no tempo do Alvaro Dias, mesmo assim tinha um efetivo maior PM X Habitante.

  16. Você esqueceu de mencionar, Fábio, que no mesmo dia os Policiais Civis também lá estarão reunidos pelos mesmos motivos, e com grandes possibilidades de saírem de lá em greve! Quem sair por último feche a porta!
    REQUIÃO NÃO!

  17. Agora sei. É tudo culpa de Rousseau e do seu Discurso sobre a Origem e os Fundamentos da Desigualdade entre os Homens. Quem melhor comentou a obra, numa cartinha enviada ao próprio autor, foi Voltaire (1694-1778), pensador francês: “Quando se lê o seu trabalho, dá vontade de andar sobre quatro patas”. Este sabia das coisas. (blog Reinaldo Azevedo)…
    Este comentario serve para muitos que falam um monte de asneiras.

  18. J charuh
    vc acaba de citar uma mentira de que a PMPR só perde pro distrito federal em vencimentos, estamos em 4ª lugar

  19. Itacir João Dallagno Responder

    A Policia do Paraná é a mais preparada do Brasil.
    Deveria ser a melhor paga.
    O que acha?
    Precisamos que os Deputados nos defendam na Asembléia.
    Contamos com vocês.
    Um abraço.
    Itacir

  20. Caro Jornalista:
    Veja a importância da segurança pública para o povo do Parana, que debtae interessante que vc causou, pena que temos um Secretário incompetente, e Coroneis capachos do Governo…estão muito distante dos anseios da comuidade paranaense.

  21. Nobres amigos, estejam certo que a POLICIA CIVIL estara no Plenarinho no dia 17/03,em peso. Chega de sermos tratados como moleques por este DITADOR !!!

  22. Sierra Delta PM Responder

    Para começar queria dizer que estamos fugindo da idéia e começando a trocar tapas entre oficiais e praças, nós todos quando entramos para a “GLORIOSA”, sabiamos a função que teriamos, e isto não vem ao caso, cada um na sua, o que pesa é que é palco da discussão é a questão salarial, e de estrutura, acho(melhor tenho certeza), que deveriamos cobrar sim das associações como AVM, que tem em sua maioria de associados os praças da PM uma posição quanto a situação em si, não adianta falar que nos defendem quando precisamos estamos ai, nesta situação esdruchula, que ha insatisfação isto não há duvida, tanto na PM como na PC, nos cobram resultados e não nos dão meios, inventam projetos A, B e C e não temos viatura, compram jaquetas de R$500,00 e não temos coturno, nos cobram boina e nas UOPM’s sequer tem papel higiênico, ai pra acabar alguns e que se frise “alguns” oficiais e dizem que quando somos contratados nossa familia não esta inclusa, me desculpem os grandes oficiais que dão a cara pra bater e tomam na cabeça se tornando oficial de corredor no QCG, estes sim tem hombridade, há um Oficial que particularmente eu não conheço mas exercia a função de subcomandante de uma Unidade Opercional que teve seu comando substituido ha alguns meses, e este num gesto de coragem tambem pediu para deixar o cargo, sabendo que corria o risco de passar os próximos dois anos sendo tratado como lixo, acho valida a situação dos militares e familiares além dos policiais civis que vão a camara, fazer este ato, mas o quem deve realmente se preocupar é a população que esta na iminência de uma operação tartaruga (se ja ta ruim assim imagina se realmente eclode esta operação), Nós Policiais Militares Pedimos SOCORRO!!!!!!!!!!!1

  23. Sierra Delta PM Responder

    http://www.seguranca.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=1011

    Aumento salarial, novas viaturas, armas mais modernas, aumento do efetivo e recuperação da autoestima do policial paranaense. Essas foram algumas das medidas adotadas pelo governador Requião e pelo secretário de Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, desde o início deste governo, em 2003. O trabalho que o Estado vem fazendo na área de segurança foi reconhecido nacionalmente pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública
    Segundo levantamento da entidade divulgado no último ano, o Paraná é o Estado que mais investiu em informação, inteligência e defesa civil e o segundo que mais investiu em policiamento em todo o Brasil. Os dados são calculados de acordo com as informações recebidas da Secretaria do Tesouro Nacional.
    “Esta foi a primeira vez na história do Paraná que a segurança pública foi encarada com seriedade através da elaboração de um plano estadual, com metas a serem atingidas a curto, médio e longo prazos. Colocamos em prática o que havia sido prometido: dar prioridade para transformar a segurança pública no Paraná”, disse Delazari.
    Os salários dos policiais civis e militares tiveram aumentos significativos do início do governo até agora. Tanto que hoje, os salários pagos aos policiais civis do Paraná, estão entre os melhores do país e o dos policiais militares é o terceiro melhor do Brasil.
    Em média, o acréscimo na folha de pagamento para policiais civis foi de 51%, de 2003 para 2009, sem contar com a gratificação técnica – 20% sobre o salário-base oferecido para os servidores antigos, que se formaram em curso superior ao longo da carreira. Um escrivão e um papiloscopista de 4ª classe, que recebiam pouco mais que R$ 1.300,00, hoje recebem uma média de R$ 2 mil. O investigador de 5ª classe recebia, em 2003, R$ 1.236 e hoje recebe de R$ 1.845 a R$ 2 mil. Um delegado que, em 2003, recebia R$ 6 mil, hoje recebe R$ 9.599,63.
    Já na Polícia Militar, para os soldados de primeira classe, por exemplo, o aumento salarial de 2002 (gestão anterior) a 2009 chegou a 204%. Em 2002, o salário inicial para o soldado de 1º classe era de R$ 706,29 e em 2009 ele saltou para R$ 2.149,27. Um policial que ocupa o cargo de primeiro-tenente, hoje recebe R$ 4.805,21 com gratificação técnica. Em comparação com 2002, quando ele recebia R$ 1.968,85, houve um aumento de 145%.

    INVESTIMENTOS – Boa parte do orçamento estadual vem sendo utilizado para se investir em segurança pública. Em seis anos de governo já foram investidos R$ 205.680.908,00 na compra de novos equipamentos (viaturas, armas, coletes balísticos), na reciclagem e capacitação dos policiais e em grandes operações de combate à criminalidade. Este valor é quase o dobro do que foi investido em segurança na gestão anterior, que dedicou apenas R$ 106.989.017,00 nesses itens.
    “Estamos trabalhando ininterruptamente para ampliarmos a qualidade na Segurança Pública do Paraná. O Governo do Paraná tem cumprido seu papel de reequipar as polícias”, disse o secretário.
    Foram compradas 4.400 novas viaturas para auxiliar no trabalho das polícias civil, militar e científica do Paraná. Além das viaturas, outros veículos de última geração também foram e continuam sendo adquiridos pelo governo para realização do policiamento ostensivo e atendimento à comunidade. A polícia militar, por exemplo, está prestes a receber 20 motos Harley Davidson, que serão entregues ao Batalhão de Polícia Rodoviária da Polícia Militar (BPRv), para escolta, patrulhamento e policiamento ostensivo.
    O Instituto de Criminalística é outra unidade que melhorou consideravelmente seu atendimento devido à aquisição de 36 viaturas. Na gestão anterior, o Instituto contava com apenas cinco viaturas locadas. Já o Corpo de Bombeiros, apenas em 2008, teve investimentos de quase R$ 18 milhões em compra de novas viaturas. Foram 74 novos veículos comprados entre viaturas tipo tanque resgate, viaturas com hidrantes químicos, camionetes, ônibus, etc.
    Para garantir a eficiência do trabalho policial, diversas armas também foram compradas ao longo desses seis anos. Ao todo, são 16.874 novas armas, a maioria delas pistolas ponto 40 que substituíram os revólveres calibre 38, usados nos anos anteriores.
    Para proporcionar mais proteção ao policial, o governo do Paraná comprou, desde 2003, 20.148 novos coletes à prova de balas. “Essa é uma vantagem para o policial, que se sente mais seguro e para a população, que confia mais em sua polícia e sabe que ela é bem equipada”, afirmou o comandante do Policiamento da Capital, coronel Jorge Costa Filho.
    Muito também foi investido para adequar os locais de trabalho das polícias do Paraná. Apenas em reformas dos prédios das polícias Militar, Civil e Científica, o governo gastou quase R$ 15 milhões.
    SEGURO DE VIDA – Novos e modernos equipamentos, armas, locais adequados de trabalho refletem no rendimento e na autoestima do policial. Mas além disso, este governo quis também recuperar a importância que o policial representa para a sociedade. Por isso, este governo instituiu um seguro de vida para o policial de R$ 100 mil, a ser pago em caso de morte em serviço, e R$ 50 mil no caso de invalidez.
    MODERNIZAÇÃO – A modernização nas estruturas da polícia do Paraná também foi um aspecto marcante neste governo. O Instituto de Identificação, por exemplo, está passando por um processo intenso de melhorias em sua aparelhagem e condições de trabalho. Tudo para melhorar as condições de trabalho da polícia, o que reflete diretamente no atendimento à população. A Secretaria da Segurança Pública está investindo mais de R$ 9 milhões para modernizar o Instituto de Identificação e agilizar as emissões de carteiras de identidade. Além disso, o Paraná já está criando um banco de dados digital para modernizar o processo de investigações de crimes.
    Já o Instituto Médico Legal, outro órgão que vem sofrendo grandes mudanças, tem programado, apenas para este ano, R$ 18 milhões para serem investidos. No planejamento, estão a construção de oito novas sedes, a reforma de outras três e a compra de novos equipamentos no valor de R$ 600 mil. Outra grande mudança promovida no Instituto é o acesso irrestrito à internet. Atualmente, todos os IMLs do Paraná têm acesso, inclusive com sistema interligado de intranet. Cada sede ganhou pelo menos uma máquina nova e a maioria funciona com a tecnologia wireless.
    CONTRATAÇÕES – Nunca se contrataram tantos policiais quanto nos últimos seis anos na história do Paraná. Só em 2009, vão para as ruas pelo menos 829 policiais civis que já começaram os treinamentos ou entram em processo de formação nos próximos meses. Para a Polícia Militar, já foram contratados 4 mil, e para o Corpo de Bombeiros 480 homens e mulheres. Isto sem falar nos 200 auxiliares de carceragem e nos 205 atendentes do 190 que possibilitaram que mais policiais fossem às ruas, em vez de realizar trabalhos administrativos.

    Existe ainda o concurso da Polícia Científica, que abriu, inicialmente, 35 vagas, mas serão chamados cerca de 130 profissionais, que agora aguardam a nomeação. As contratações completam 6.400 pessoas novas, trabalhando para a segurança pública no Estado desde 2003.
    CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL – Os treinamentos ofertados pela Escola Superior de Polícia Civil (ESPC) também são constantes. Só em 2008 foram ofertadas 5.907 vagas em cursos de aperfeiçoamento, formação e capacitação. Desde 2006 acontece o treinamento permanente de uso legal de arma de fogo, ofertado para todos os policiais civis que se interessarem.
    Com aulas práticas e teóricas, o curso visa aperfeiçoar as técnicas de tiro, com treinamentos inclusive no interior do Estado. Em 2007, a ESPC foi mais longe e promoveu um curso para os policiais paranaenses em parceria com o FBI (Federal Bureau of Investigation), a polícia federal dos EUA, chamado “Da cena do crime ao perfil do criminoso”, para traçar perfil de vítimas de assassinos em série.
    FERRAMENTAS – O Geoprocessamento – Mapa do Crime – é uma das mais modernas ferramentas no combate à criminalidade implantada pelo Governo do Paraná. Através de um banco de dados, informatizado e on-line, são registradas todas as ocorrências criminais que acontecem no Estado.
    Todas elas são “jogadas” em um mapa permitindo visualização imediata dos locais e horários onde mais acontecem determinados tipos de crime. Este mapa serve como uma importante ferramenta para a elaboração de um planejamento inteligente, ágil e eficiente de combate à criminalidade, seja na prevenção como na repressão.
    Além disso, o Geoprocessamento permite aos chefes das polícias, ao secretário da Segurança e ao governador do estado acompanhar o rendimento do trabalho policial. O projeto foi desenvolvido pelas secretarias do Planejamento e da Segurança Pública, com o apoio de outros órgãos do governo: Copel, Detran, Ipardes e Celepar.

    Respostas a algumas afirmações acima:

    As Policiais estão se sentido abandonadas, a Polícia Militar, vive um momento em que os comandados não respeitam os comandos, a briga interna nos comandos superiores, a SESP lança um artigo destes dizendo que um Soldado de 1ª Classe recebe em torno de R$ 2.149,27, quando na verdade este valor o PM vai receber depois de 24 anos de serviço isto ainda se tiver CCVPM (Curso de Condutor de Viatura Policial Militar), isto é quando tem viatura, tem município na região metropolitana onde há uma viatura para dois municípios, há um grande aparato no centro da Capital, mas também é falsa a sensação de segurança, nossos rádios tem a freqüência copiada, e por vezes os marginais chegam a tirar onda com a cara dos policiais, esta história de que todo mundo tem pistola é outra balela, tem gente que esta a três anos esperando receber as ditas armas, isto é quando elas não vem com defeito e leva cem anos para voltar da fábrica, a coisa não esta ruim, pra ficar ruim tem de melhorar muito.
    Se não vejamos nos últimos dois anos morreram dois policiais que estavam usando colete balístico, agora me respondam estes coletes feitos com uma abertura lateral que passa uma careta protege o que??? Ai criam estes cursos “mandraques”, pra policiada, é curso de etiqueta, curso de convivência, daqui uns dias estarão fazendo curso de corte e costura, já curso de abordagem, curso de tiro, reciclagem que fosse, nada, ainda tem comandante determinando descer a caneta nos PM, pra fazer moral com a SESP e Comando Geral pra poderem ganhar aumento salarial, o Secretario de Segurança (leia-se pequeno polegar), é uma falácia só, eu duvido que ele tivesse conhecimento da ação do GAECO, contra a DP do Alto Maracanã, pois ninguém confia neste cara, um cara que maquia números de ocorrência pra dizer que tudo vai bem no reino da Dinamarca. A fala deste que nos governam e comandam é pura e simplesmente “MENTIRA”, a polícia em breve vai entrar em greve, e ai quem sofre é a população, que nada deve, mas a única forma de pedir que este secretario de segurança e este comandante geral peçam o boné é assim, falando em Comandante Geral se me perguntarem o porque que ninguém confia no Comandante Geral a resposta é uma só, um cidadão que nunca em sua história foi Policial de Rua, sempre escondido atrás de uma mesa, nunca comandou uma Unidade Operacional, quer dar palpite em como as Unidades devem se portar, o negócio Dele é ser um “BOZO” e fazer dos PM’s mais um BOZO

  24. Para SIERAA DELTA PM, que absurdo informar o salario de um soldado de 1 classe e 2.149,27 sendo que o valor real liquido 1.650,00 para quem esta na ativa a mais de dez anos na gloriosa pmpr.

Comente