Uncategorized

Barbosa Neto desdenha apoio de Requião a Hauly

Barbosa Neto

O candidato Barbosa Neto (foto), do PDT, disse estar muito satisfeito com o apoio que Requião declarou a seu adversário Luiz Carlos Hauly, do PSDB. “O governador tem o histórico de apoiar sempre o candidato derrotado em Londrina. Quem ele apoiou perdeu”, disse Barbosa.

“As votações do próprio Requião nunca foram expressivas na cidade. O sobrinho do governador, secretário-geral do PMDB no estado, João Arruda, é meu aliado”, declarou o candidato do PDT, em notícia distribuída pela sua assessoria de imprensa.

Barbosa disse que mesmo com a manifestação de Requião, espera contar com a parceria do governo estadual caso seja eleito prefeito. “No dia 30 de março vou procurar por Requião para marcar uma audiência no Palácio do Iguaçu: vou em busca de parcerias e investimentos para nossa cidade”, disse Barbosa.

26 Comentários

  1. Esse não é o gafanhotão que perambulava pelos céus do Paraná e depois voou até Brasilia? Lá tivemos notícias que também comeu algumas roças gordas. Eu gostaria de saber com um gafanhoto vôa tão longe!!!!!!!!!!e não cai.

  2. Ele está é apavorado, pois não é só o cidadão Requião que está subindo no palanque do Hauly, mas sim o governador do Estado, como também o Beto Richa que é prefeito de Curitiba, o Wosgraum que é importante liderança em Ponta Grossa, o governador Serra, que com certeza será o proximo presidente da república,etc..

    Enquanto isto acontece o palanque do Barbosa caí de podre com o Janene mensalão, com o fujão do Paulo Bernardo, com o condenado Belinati, e com demais ratos de plantão!

  3. Ele está é apavorado, pois não é só o cidadão Requião que está subindo no palanque do Hauly, mas sim o governador do Estado, como também o Beto Richa que é prefeito de Curitiba e futuro governador do Estado, o Wosgraum que é importante liderança em Ponta Grossa, o governador Serra, que com certeza será o proximo presidente da república,etc..

    Enquanto isto acontece o palanque do Barbosa caí de podre com o Janene mensalão, com o fujão do Paulo Bernardo, com o condenado Belinati, e com demais ratos de plantão!

  4. Cibélio Tomazzoni Responder

    O candidato disse apenas o óbvio: que eleição o governador ganhou em Londrina? Até o finado Batatinha lhe derrotou aquí. E vocês acham que o João Arruda apóia o Barbosa Neto cumprindo ordens de quem? Ô santa ingenuidade…

  5. Barbosa, conselho de amigo.
    Você está certíssimo. Requião tira voto não só em Londrina.
    Não “espalhe” que esse moleque, sobrinho do bob req, está apoiando sua campanha…

  6. “quem desdenha quer comprar”
    em ponta grossa o wosgrau foi apoiado (infelizmente) pelo requião e ganhou
    e agora barbosa neto?

  7. Joãozinho Arroda Responder

    João é do PMDB e da família Requião. Estava na festa denunciada pelo Barbosinha?

    CÂMARA DOS DEPUTADOS – DETAQ
    Hora: 14:08
    Orador: BARBOSA NETO, PDT-PR Data11/02/2008

    O SR. BARBOSA NETO (Bloco/PDT-PR. Pronuncia o seguinte discurso.) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, neste primeiro pronunciamento nesta Sessão Legislativa que se inicia, fico muito esperançoso com o ano que começou e nos bons frutos que poderá trazer através do trabalho e da dedicação que estamos dispostos a dar nesta Casa de leis. É por isso, sendo representante do povo paranaense nesta Casa, que me sinto compelido a falar da fanfarronice que continua sendo realizada com o dinheiro dos contribuintes do meu Estado — aliás, mais uma espécie nova de falcatrua que parece reinventar-se a cada momento por intermédio de agentes mal-intencionados que não deveriam chegar perto da coisa pública.
    O portal Gestão do Dinheiro Público, na busca pela transparência e pelo diálogo com o cidadão, apresenta alguns gastos realizados pelo Governo paranaense na sua gestão. Ora, é de se esperar que um governo estadual, especialmente um tão atarefado e responsável por uma das economias mais fortes do País, como o paranaense, pratique os princípios constitucionais da eficiência e economicidade. É exatamente por isso que fico abismado quando vejo que os gastos com a cozinha do Palácio das Araucárias, a nova sede do Governo Estadual, seja o dobro do que é consumido no Palácio do Planalto, na Capital Federal.
    A desmesura com que é gasto o dinheiro dos contribuintes é assustadora! Foram nada menos que 226.853,86 reais gastos, não só em supermercados, mas também em estabelecimentos especializados, como gastos de 32.984,60 reais com carne (equivalente a cerca de 3 toneladas e meia de filé mignon), 27.225,11 de reais com pescados (suficiente para mais de uma tonelada de camarão), 18.840,20 reais com café, entre vários outros gastos.
    Os abusos não param por aí. Na residência oficial do Governador, a Granja do Canguiri, gasta-se com reparos e compra de objetos de decoração a bagatela de 81.613,81 reais — dinheiro suficiente para construir mais de uma dezena de casas populares, com tijolos ecológicos e concreto celular.
    Esse tipo de disparate é vergonhoso, tendo em vista o número de pessoas que ainda sofrem com a fome no Brasil, particularmente no Paraná. Enquanto temos cidadãos que não têm onde morar, o nosso digníssimo Governador Roberto Requião resolve transformar instrumentos governamentais em um verdadeiro show de ostentação! Qual a necessidade de 17 cavalos de raça, animais exóticos e nativos, na residência do Governador? Apenas um estrondoso gasto com a infra-estrutura para cuidar desses luxos. Um gasto que sai diretamente do bolso do contribuinte e envergonha cada vez mais todos os brasileiros, que sofrem com o estigma — e a realidade — de um país subdesenvolvido, enquanto as classes políticas, aquelas que deveriam cuidar para que a vida deles e o País se desenvolvessem, continuam pensando nos seus próprios umbigos e tratando a coisa pública como se fosse particular.
    Toda a sociedade brasileira tem discutido, nas últimas semanas, os gastos desvairados com o dinheiro público pelo chamado cartão corporativo.
    O Presidente Lula e o Governo Federal, assim como o Legislativo Federal, em seu papel constitucional de fiscalizador, já estão tomando providências sobre essa questão. Quando teremos uma atitude semelhante no Paraná? Quando teremos um chefe do executivo no nosso Estado, digno dos maiores estadistas da história — como Churchill, Augusto, JK, Brizola — , que entendiam que a frugalidade e o bem comum de uma sociedade era o principal trabalho de um líder, de um governante?
    Era o que tinha a dizer, Sr. Presidente.

  8. Será que os tucanos são trouxa ou estão de vez se aliando a requião? Apoio de requião dá azar, é perda na certa, requião só ajuda parente o resto que se liche, abre o olho tucanada sonsa, vão servir de laranja/ 9não as tv’s)

  9. Imaginem a cagada que deu por causa desta comilança?

    É por esse motivo é que eu votei no Belinati e vou votar no Barbosa.

    Aqui pelo menos eles racham com a gente!

    A casa do Belinati é aberta para todos, é uma festa para pobre ou rico, agora estes da turma do Palácio em Curitiba, que é tudo parente, comem as nossas custas, cagam e depois querem usar nós os nortistas de papel higiênico.

  10. hahahahaha, este pé vermeio é “F”, agora oc forçou neh véio, mais parabéns nem sempre concordo muito com o que dizem aqui, mais se tratanto de Londrina e do Barbosinha, to com ele e não abro.

  11. Adriana Rocha Loures Responder

    Pode isso? O governador de um lado, o sobrinho de outro. O PMDB de um lado, o secret.-geral de outro… Só o reles interesse próprio é que move esses jovens.

  12. Pega a ficha criminal deste Arrudinha, genro do Malucelli, e mostra quem esta apoiando o Barbosa. Playboy que numa madrugada de orgia, matou duas jovens inocentes….eta cabo eleitoral bom que tem este Barbosa.

  13. Joana Darc

    Mas analise assim tb
    Em Guarapuava requiao apoio Leonardo: Perdeu
    Em Foz apoio Samis: Perdeu
    Em Cascavel apoio Salazar: Perdeu
    Em Paranagua apoio Roque: Perdeu
    Em Curitiba apoio Moreira: Perdeu
    Em Colombo apoio a Deputada: Perdeu
    Perdeu em Maringa …. Perdeu em Matinhos… Perdeu em Pato Branco … Perdeu em Irati …. Perdeu em Francisco Beltrao ….. …. ….

    E agora?

  14. Olha gente, Imagino que se o Joao Arruda está apoiando o Barboza, ele esta fazendo a coisa certa…sou moradora de Laranjeiras do Sul, hoje a noite eu vi o Joao aqui no meu municipio no showrural, ele é super simpático e inteligente, conversamos um pouco sobre Londrina e ele me disse: ” respeito a soberania do PMDB de Londrina em apoia o Hauly, mas pessoalmente acho o Barboza melhor para cidade”.

    Abraços Fabio, seu blog é ótimo

  15. he! he! he! he!

    O Bocudo deveria fechar a boca!

    Se o critério de eleger mais prefeitos é o que transforma os que o Requião apóia em eleitos então o Hauly está com muita sorte em receber o apoio do governador.

    Dos os 399 municípios do Estado 139 são administrados pelo PMDB e se formos contar os vices que também foram eleitos por este partido os números ainda ficam maiores.

  16. Perda de identidade!

    O problema do Arrudinha é que depois que virou Malucelli esqueceu que é Mello e Silva!

    Ele não sabe o que fazer para agradar o $ogrão!

  17. PMDB DE VERDADE Responder

    Não se preocupem com o Arruda, pois ele não tem em Londrina.Como secretário do partido ele esta desrespeitando o código de ética do PMDB, se é que conhece.É feitio do fuinha achar que o partido é um brinquedinho. Esta na hora de reunir o Diretório Estadual para dirimir muitas pendengas pelo Paraná.

  18. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    É uma VERGONHA ter na Prefeitura de Londrina um Prefeito envolvido com o “ESQUEMA GAFANHOTO”, no caso o deputado BARBOSA NETO. Ele está INDICIADO no Inquérito 2.652 que tramita no Supremo Tribunal Federal.Ele está acusado de peculato, estelionato e crime contra a ordem pública. O “ESQUEMA GAFANHOTO é o maior roubo da história da Assembléia Legislativa do Paraná, consiste em nomear funcionários até com nome fictício ou não e seus salários vai para a conta bancária de outro até dele mesmo, deputado. Depois a Receita Federal descobre pela Declaração ou não do Imposto de Rendas e vai atraz do coitado que não recebeu nada, não sabe de nada, quando existe, caso contrário tem nomes fictícios. ISSO ALÉM DE ROUBAR O ESTADO, FICANDO INDEVIDAMENTE COM O DINHEIRO, ROUBA A PESSOA, CRIA PROCESSO CONTRA O INFELIZ QUE NÃO SABE DE NADA E ROUBA A RECEITA FEDERAL, POIS NÃO PAGAM OS IMPOSTOS DEVIDOS! IMAGINEM NÓS, ELEITORES QUE ELEGEMOS OS DEPUTADSOS PARA ELES ROUBAREM OS OUTROS, QUANDO A FUNÇÃO DELES É FAZER LEIS E FISCALIZAR O ESTADO.
    VAMOS TODOS “EXTINGUIR” ESSE TIPO DE POLITICOS MAL CARÁTER DA VIDA PÚBBLICA, ELES QUE VÃO TRABALHAR, PLANTANDO BATATAS. ME DESCULPE OS PLATADORES DE BATATAS.

  19. DÁ PARA CONFIAR NO IBOPE?

    Toda vez que vejo uma pesquisa eleitoral fico com um pé atrás!

    Dá para confiar cegamente nestes Institutos de pesquisas?

    Acredito que não, pois os “erros” que já aconteceram, inclusive aqui em Londrina, não são poucos.

    “Errados ou certos” os resultados das pesquisas acabam por induzir o eleitorado a uma determinada “tendência” na hora de votação, o que é um perigo para a democracia.

    Os que não têm uma visão clara do processo político em andamento, induzidos por números e porcentagens não tão confiáveis, acabam por seguir uma pretensa maioria. Estes tipos de atitude muitas vezes os levam a escolherem nem sempre o que seria o melhor candidato do ponto de vista da honestidade, da capacidade gerencial, da relação democrática com o conjunto social, etc., e depois não podem mais se arrependerem e voltar atrás.

    O IBOPE, que já “não acertou” tantas vezes nas eleições por todo o país, errou feio no primeiro turno da eleição aqui em Londrina. Ele colocou o Hauly com 10% a poucos dias da eleição e com 13% a menos que o segundo colocado Homero Barbosa Neto.

    No dia da eleição tivemos a surpresa de ver o Luiz Carlos Hauly como segundo colocado ir disputar o outro turno com o Belinati, pois em vez dos 10% que o IBOPE apontava ele teve 23% dos votos e o Barbosa, que cantou a vitória com antecipação, humilhado pelas urnas, ir para casa.

    Saiu à nova pesquisa do IBOPE e na minha cabeça fica a indagação se poderemos confiar nela?

    Acredito que não, pois o grave precedente ocorrido no primeiro turno nos mostra que este Instituto não é confiável!

    Nesta nova pesquisa o Barbosa aparece com 39% das intenções de voto e o Hauly com 32% das intenções, e a margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, o que aponta que os candidatos estão tecnicamente empatados.
    Eu não acredito, pois o Hauly já ganhou do Barbosa no primeiro turno e deixou de ganhar para a candidatura ilegal do Belinati no segundo por menos de 2% dos votos, o que indica que não devo acreditar nestes números apresentados pelo “falho” Instituto de pesquisa quando este aponta para resultados que ferem a lógica do que aconteceu nos turnos anteriores.

    Outra questão apontada pela pesquisa e que eu discordo são os números do total de indecisos, já que o IBOPE diz que eles seriam 28%, o que representa de forma aproximada 85.000 eleitores, sendo um número muito alto para uma disputa tão polarizada, pois estamos vivenciando o terceiro turno das eleições.

    Será que está margem tão grande de indecisos não é uma forma do IBOPE mais para frente em uma manobra poder deixar os números próximos da realidade, assim evitando o desgaste que já teve ao apontar o Barbosa como o segundo colocado no primeiro turno e as urnas, que foram favoráveis ao Hauly, o desmentiu e desmascarou?

    Outra questão que me intriga e coloca o IBOPE mais uma vez sob a minha suspeição é aritmética, pois os dados da pesquisa dizem que o Barbosa está com 39%, que o Hauly está com 32%, que os indecisos são 9% e que os nulos e brancos somam 19%, o que dá na soma total 99% e não 100%. Nos resta a pergunta sobre aonde o IBOPE colocou o 1% que falta para interar os 100%?

    Será que mais uma vez tentam nos enganar?

  20. SYLVIO SEBASTIANI Responder

    Sobre Pesquisas, recebi uma prova de que Institutos ou que quer chamar, de Pesquisas , fazem terceirização e que com isso são iguais.É um caso interessante que vale uma discusão sobre o Tema. Ainda vou levantar sobre isso.

Comente