Uncategorized

Cansado de esperar Osmar, PT lança Paulo Bernardo

gleisi-hoffmann

Foi batido o martelo na reunião da Executiva do PT hoje em Curitiba. O partido terá candidatura própria em 2010 e está aberto para alianças. O ministro Paulo Bernardo é principal nome do partido.
“A grande tendência é essa. O que ficou decidido hoje é que não teremos prévias e vamos trabalhar apenas por um nome”, disse Gleisi Hoffmann (foto), presidente estadual do PT.

A formação do plano de governo ficou a cargo dos secretários de estado petistas Enio Verri (Planejamento), Lygia Puppato (Ciência e Tecnologia) e Walter Bianchini (Agricultura), além da participação do líder da bancada na Assembleia, deputado Péricles de Mello e de Gleisi Hoffmann.

11 Comentários

  1. Eles podiam pegar o REiquião como vice. Assim o povo do Paraná sepultaria a vida politica de ambos tudo de uma vez só….

  2. chico paranaguá Reply

    A cara da Gleisi na foto diz tudo. Nem ela acredita que ele será mesmo candidato a governador. Ele vai de vice ou deputado federal.

  3. Maravilha é isto aí, Bernardo Governador e Gleisi Senadora, se afundam e somem da política Paranaense !

  4. Apenas Fumaça!
    A composição já está definida.
    Barba Dias para Governador
    PB Vice
    Gleisi Dep. Estadual
    Nedson, Vanhoni, André Vargas Dep. Federal

  5. Será interessante acompanhar a situação a ser criada quando o grupo do plano de governo do PT definir as diretrizes de ação.
    Ou serão as mesmas do atual governo do PMDB ou os secretários entrarão em contradição.

  6. 13 motivos para não votar no PT
    1. Porque meu senso de alienação não chega a tanto.

    2. Porque ética é um conceito não-conjuntural, não restrito às circunstâncias.

    3. Porque acredito que a mentira deslavada só traz mais mentira.

    4. Porque a meritocracia precede o apadrinhamento político.

    5. Porque embromação não se aplica à coisa pública.

    6. Porque a consciência dos próprios erros, mancadas e burrices é um implícito reconhecimento de que o outro tem mais capacidade atualmente para estar no meu lugar, até prova em contrário.

    7. Porque a capacidade de reconhecer a própria incapacidade é proporcional à possibilidade de aprender com os próprios erros e se dedicar à auto-superação e aprendizagem constantes.

    8. Porque o interesse público se sobrepõe aos interesses de um partido, que é limitado no tempo e no espaço, ao passo que a nação perdura e sobrevive às gerações.

    9. Porque a palavra empenhada vale mais do que os “podres poderes” de ocasião.

    10. Porque a visão macro é mais determinante no futuro do país do que a visão tacanha que só almeja o poder pelo poder.

    11. Porque a não-vinculação a ideais superados é um primeiro passo para a consecução de resultados positivos.

    12. Porque mitômanos e megalomaníacos devem procurar ajuda de um analista, em vez de estarem no leme de uma nação gigantesca e já com problemas e carências demais.

    13. E porque 13 é um número de azar… Pelo menos para mim.

  7. Luis Adolfo kutax Reply

    OS NOMES CITADOS, FORMADORES DO PLANO DE GOVERNO, SÃO TODOS DO REQUIÃO. AÍ NINGUÉM AGUENTA…

  8. Como Malufista militante quero lançar meu desabafo. Pegam no pé do Grande Maluff de todas as formas e situações, mas nunca, nunca mesmo o meu Lider pode ser acusado de NEPOTISMO. Aqui no Paraná ninguem escapa desta acusação, mais que procedente, porque até o Rubens Bueno que levanta a bandeira do anti-nepotismo, ele mesmo protege a filhinha denttro do partido.
    Vejam este PT do Paraná. A presidenta do PT a Barbie Loira, que levou um banho de voto do outro nepotista militante o Beto Richa, agora lança o maridão o Bernardão como candidato a governador.
    É tudo a mesma coisa. Falam mal dos outros mas começam defendendo os interesses da propria familia. PT é nepotismo e tudo o mais tambem são.

  9. EDUARDO TEIXEIRA Reply

    Ai fica fácil para o Beto se eleger.

    Betooooooooooooooooooooooooooo

    “AGORA É PRÁ GOVERNO!”

  10. affonsocosta Reply

    Será que devemos acreditar em Papai Noel. Certo mesmo é o Paulo Bernardo para federal e a esposa para estadual. E olhe lá. Curioso:
    O homem virou ministro transferiu o titulo para a capital e quer ter vótos em Londrina. O André Vargas só fica na “butuca” e se divertindo…

Comente