Uncategorized

BID confirma contrato com Curitiba para o Pró-Cidades

beto-bid

O contrato entre a Prefeitura de Curitiba e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a implantação do programa Pró-Cidades deve ser assinado no segundo semestre de 2009. A confirmação veio do próprio BID, hoje, em Washington, durante encontro do prefeito Beto Richa com o secretário da vice-presidência do banco, Raul Tuazon (foto), e com os especialistas em infraestrutura da Divisão de Transportes da instituição, Rafael Acevedo Daunas e Néstor Roa.

O valor total do empréstimo é de US$ 50 milhões e os recursos serão investidos em projetos de habitação, sistema viário e na construção de dois Clubes da Gente – um no Pinheirinho e outro na Regional Boa Vista, além de outros projetos sociais. “O BID nos deu sinal verde para a aprovação ainda no primeiro semestre e assinatura do contrato no segundo semestre de 2009”, afirmou Richa, logo após o encontro. Os técnicos do banco também disseram ao prefeito que estão satisfeitos com o andamento das obras da Linha Verde, parcialmente financiadas pelo BID.

Segundo os especialistas do Banco Interamericano de Desenvolvimento, são obras de primeira qualidade. O investimento de US$ 68,8 milhões para a execução das obras da Linha Verde Norte também foram confirmados pelo BID, que ao longo deste ano definirá aspectos técnicos do projeto. No caso deste empréstimo, os recursos serão liberados a partir de 2010.

O prefeito Beto Richa está em Washington também para participar da Semana de Energia 2009, evento do Banco Mundial que tem como tema principal Energia, Desenvolvimento e Mudanças Climáticas. Ao lado do presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Cléver Almeida, do secretário de Relações Internacionais, Eduardo Guimarães, da presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Fernanda Richa, e do chefe de gabinete Deonilson Roldo. Richa entregou ao BID e ao Banco Mundial o caderno técnico com informações sobre o metrô de Curitiba (Linha Azul). A idéia é que as duas instituições tomem conhecimento do projeto e Curitiba possa, futuramente, contar com o apoio de instituições como estas para o financiamento das obras.

11 Comentários

  1. Cidadão Fazendense Responder

    Tá no caminho do Lerner né! Dinheiro emprestado para fazer maquiagem na capital “ecológica”.

    Que tal resolver o problema do Lixo de forma séria, Sr. Beto.

  2. Prefiro ter um Prefeito que realiza obras e melhorias para a população, do que um “macaco velho” que desvia recursos e só pensa nos empregos da família Requião e não realiza obra nenhuma!

  3. José Russomanno Responder

    Mais uma vez Beto mostra que segue o caminho dos estadistas, pensando nas novas gerações de Curitiba.
    Isso é trabalho sério, e as eleições ficam para època de eleições, e não como estão fazendo por ai, antecipando decisões e conchavos politicos desesperados que não levam a lugar nenhum.
    Dinheiro do BID é para ser tomado com algo sério, que por sua vez, se não tomarmos outros farão.
    Gosto de ver isto, parabéns!

  4. Vigilante do POrtão Responder

    Essa turma do Requião é invejosa mesmo. Quando o prefeito não faz obras, ficam cobrando, quando faz, reclamam que emprestou dinheiro. É inveja pura.
    Ontem, quando foi anunciada a viagem do Beto, aqui mesmo no Campana, alguns lerdos reclamaram que o prefeito “fora fazer turismo”, agora que os resultados da visita são divulgados, aparececem com as observações acima. KKK
    Não querem que o Beto mellhore a vida das pessoas, sabem que assim ele terá maior aprovação dos Curitibanos e também dos paranaenses, pois as notícias das realizações do prefeito são comentadas no interior.
    Não adianta fazer passeata na Rua XV, vão ser vaiados pela população.

  5. José Russomanno Responder

    Obrigado pela oportunidade Gardenálico!
    A politica. deve ser um serviço desinteressado à causa pública. Colocar em primeiro lugar os outros, o interesse geral do povo, aceitando com convicção e autenticidade, sendo subalterno dos nossos próprios interesses.
    Isso, e outras, é que um estadista faz!

  6. MAIS UMA DÍVIDA CONTRAÍDA PELO INQUILINO DA PMC, E OS COITADOS DOS CIDADÃOS CURITIBANOS É Q ARCAM COM O ÔNUS.

    AGORA NÃO VAI MAIS PRECISAR ECONOMIZAR 15%, ALIÁS, QUEM ECONOMIZA SEMPRE É O PEQUENO, POIS ELE E OS SECRETÁRIOS DELES CONTINUAM VIAJANDO COM DINHEIRO PÚBLICO.

    E ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE E OS BABACAS DE PLANTÃO APLAUDINDO AS FAÇANHAS DO TURISTA EMPRESTADÔ

  7. Vigilante do Portão Responder

    Para com isso Cidadão Fazendense, então os binários, as canaletas exclusivas com os expressos, a Cidade Industrial, as montadoras, com seus milhares de empregos, são tudo “maquiagem”?

  8. APOSENTADOOBSERVADOR Responder

    PARABENS AO BETO.
    PRIMEIRO, porque soube negociar estes emprestimos financeiros que dão lastro e segurança para tocar o ritmo das obras indispensáveis aos equipamentos urbanos que demandam para manter esta cidade no ritmo de desenvolvimento que ela conseguiu se destacar.
    SEGUNDO

  9. APOSENTADOOBSERVADOR Responder

    SEGUNDO, todavia o merito do prefeito está na escolha do competente LUIZ EDUARDO SEBASTIANI, o qual na Secretaria de Finanças da Prefeitura Municipal, imprimiu uma gestão bem diferenciada das anteriores, quando se via filas de empreiteros e fornecedores na anta-sala do Secretário em busca do recebimento de suas contas. Agora, tudo é ordenado e programado e os pagamntos obedecem a um rigoroso planejamento e cronograma, quem tem permitido à Prefeitura pagar os precatórios em dia (ao contrário da maioria dos outros municipios que estão fazendo loby no Congresso para parcelamento destas dividas).
    Com as finanças em dia o municipio se credenciou com lastro financeiro para obeter emprestimos e apresentar projetos viáveis de serem executados.
    Sebastiani, neste momento em que a Assembleia Legislativa do Paraná, apresenta a escandalosa lista de 5 funcionários comissionados por um estaturário, passa a representar o icone do funcionário público de carreira, pela seriedade, preparo e competencia.
    Vendo como se sucedem os escandalos no nosso Poder Legislativo, totalmente inchado por funcionários comissionados, paradoxalmente sem que se tenha visto CONCURSO PUBLICO, como exige a CONSTITUIÇÃO, é a constatação de uma herança maldita que desde os tempos do velho guru Anibal Koury, que mantinha um feudo de nomeações e apadrinhamento politico, chegando hoje a estarrecedora cifra de 40 comissionados por deputado.
    CONCURSO PUBLICO JA NA ASSEMBLÉIA e parabens ao Prefeito Beto Richa por recrutar funcionários publicos de carreira e concursados como LUIS EDUARDO SEBASTIANI.

Comente