Uncategorized

Obama diz que Lula é “o político mais popular da Terra”


Via UOL

A popularidade do presidente Lula no Brasil caiu dez pontos percentuais segundo as últimas pesquisas. Em compensação, ela sobre entre os membros do G20, principalmente depois da declaração do presidente Obama, que afirmou que Lula é o político mais popular da terra.

25 Comentários

  1. Isso não pode. Assim não dá. Eu que sou o presidente mais querido. Meu amigo Bill Pinton já me disse isso várias vezes. Agora vem esse mulatinho falar que é o Lula, que nem curso “superior” tem. Assim não pode, assim não dá. Vou ficar deprimido. Terei que ir a Paris ficar tomar uns bordeaux de qualidade para compensar essa machada na molera, que atingiu em cheio meu ego e minha modéstia. Assim não pode, assim não dá.

  2. UIma gozação levada a sério.
    OBAMA vai rir muito quando souber que a imprensa brasileira deu essa repercussão ao fato.
    É brincadeira

  3. Lula pode até não ser o político mais popular da terra, mas, certamente, é o mais sortudo da terra… nasceu com o traseiro p’ra lua, pois mesmo quando as coisas não vão bem, tudo dá certo p’ra ele… lucky guy…

  4. É preciso que se reconheça a capacidade de articulação de Lula. Ele foi eleito e não escolhido em listinha entre amigos como o Gilmar Mendes.

    Reconhecer esta condição demonstra inteligência e humildade e é um predicado de poucos.

  5. O Carlos está certo. Mas o Obama vai rir mais ainda quando souber a quantidade de remédio para dor de cotovelo vai se vender no Brasil nos próximos dias. Acho que a declaração pode ter sido uma estratégia para aumentar as vendas da indústria farmacêutica americana. A classe média-alta brasileira vai ser responsável pela retomada do crescimento da economia americana.

  6. José Russomanno Reply

    Viu o que vcs fizeram, e eu tenho que aguentar isso.
    O presidente do meu País é motivo de piada de mal gosto.
    Nós podemos criticar o Lula, mas lá de fora não permito companheiro, ele é nosso, e só pode ser criticado por nós e ponto!
    Barbaridade isso!

  7. O Obama só póde estar de olho na Amazônia e nas riquezas do nosso sub-sólo. E o pior é que o bobalhão de plantão acredita em uma baboseira dessas. Esse tal de Obama de bôbo não tem nada senão não chegaria a Presidente dos EUA.

  8. Se eu pudesse também teria minha popularidade mudando apenas o nome de um projeto mudando novamente o nome do bolsa família para bolsa escola com pagamento mediante comprovação de freqüência escolar dos filhos dos beneficiados. Que são apenas os pais.

  9. Popular e muito, afinal é uma vida na política de palanque. É natural. Mas “o mais popular da Terra”, só pode ser brincadeira para virar gozação entre eles próprios, os grandes.
    Aliás, assim como fez o Gordon, citando conversa pessoal entre ele e Lula. Onde afirma que o presidente tupiniquim disse que “quando era sindicalista, acusava o governo. Depois, como deputado, criticava o governo. Agora, como ele é o governo, critica a Europa e a América”. Ou seja, vai virar gozação nos quatro cantos da Terra.

  10. moizés braz Reply

    E PENSAR QUE ALGUNS ANOS ATRAZ A PETELHADA, VIVIA ESCREVENDO NOS MUROS FORA YANQUES, FORA FMI,HA HA HA, E AGORA SÃO OS QUERIDINHOS DO TIO SAM…

  11. Astuto este Obama! E sortudo, afinal nem sempre se cruza com um tolo vaidoso no G-20…

    só quero ver quanto vai nos custar esta “declaração” !

  12. Que divertido!!!
    Ver um monte de ignorantes fivar de piada com isso.
    Cada vez me orgulho mais de meu Presidente LULA,e cachorros latem enquanto nos cavalgamos

  13. JoãoMariaDeAgostinho Reply

    Podem morrer e babar de raiva, gente. Lula é o cara mesmo…

  14. È, não é que o operário está com a bola cheia. Quem assiste ao video percebe que Obama não fala com maldade e sim num gesto de camaradagem com seu parceiro do Sul. Até porque entre mandatários amigos a cordialidade, a sinceridade, a proximidade (too close) é o que importa. Sei não, mas depois dessa vai ficar mais dificil para as oposições arrumarem o tal discurso que possa atrair a sociedade. O negócio, hoje, das oposições é ficar dando pequenas explicações sobre doações de campanha por empreitera amiga, viagens em jatinhos pagas com verbas de gabinete, doações de passagens aéreas à parentes, empregos de diretores e por aí vai. Coisa de varejinho. Esse é o papel das oposições, hoje. Dessa maneira a coisa se resolve no primeiro turno.

  15. Carlos Imperial Reply

    Ei… na verdade foi um erro de tradução. O Obama quis dizer que o Lula é “O maior espetáculo da terra”, pois esse palhaço transformou o Brasil no seu circo!

  16. Paulinho metal Reply

    É na vedade, Obama assim como Lula sabe falar na lingua que o povo gosta de ouvir, caracteristicas claras de um bom populista. Não acho errado ser populista, o problema é achar que a politica se resume a isso, ou seja, só a teoria.

  17. Pedro Vigário Neto Reply

    – E o povinho do terceiro mundo acredita !!!
    – Vamos ver daqui algum tempo o Obama colocando a sela nas costas dos brasileiros. Ainda vamos pastar muito. Nós vamos pagar o pacto….
    – É engraçado ! O povão pastando passaralho e achando tudo engraçado. Acorda povão !!!!
    – Não tem jeito. Nas próximas eleições temos que substituir 100% dos atuais políticos (em todos os níveis). Temos que tentar, tentar até acertarmos nossos votos….

    Abraço.

  18. O Obama e o Lula não me enganam!

    Como o “brazileiro é bonzinho” o Obama usa a mídia mundial como o porta voz do imperialismo para fortalecer a imagem junto a de seu “homem de confiança”, assim dando forças para que este faça o contraponto como “aliado amistoso” do império a onda nacional e popular que sacode a América Latina e joga a ave de rapina na defensiva!

    Ele segue a máxima de que temos de manter os “amigos” próximos e os inimigos e os prováveis futuros inimigos mais próximos ainda!

    A estratégia central é a política da guerra psicológica adversa, aonde em um grande jogo midiático as peças se embaralham e assim e ninguém sabe mais o que é o jogo e quem é quem!

    Agora é a hora de procurar latinos americanos “amistosos”, mulçumanos “amigos”, “parceiros” asiáticos para fortalecer a imagem do testa de ferro Obama tanto internamente como externamente, mas no fundo é só um jogo de espelho aonde as imagens mudam mas o conteúdo das ações de força continua o mesmo!

    Quem usou deste cenário com maestria no passado foi o Clinton, o presidente norte americano que enquanto falava de direitos humanos mandou bombardear e atacar metade do planeta!

    As ações intervencionistas militares dos EUA durante o governo Clinton fazem as de o Bush parecerem brinquedos de criança!

    A era Clinton, que embora tenha trazido a redução dos custos militares pela racionalização das ações, ficou marcada pela crescente militarização da ação política econômica externa norte americana. Ele mandou instalar bases militares por toda a América Latina e pelo resto do mundo: Iquitos, Manta, Aruba, Comalapsa, etc..

    Durante o governo Clinton as ações unilaterais dos EUA aumentaram e nem ao menos os aliados da OTAN eram consultados, o que na época causou grande descontentamento entre os mesmos.

    Durante este governo dos democratas ocorreram 48 intervenções militares, o que representou muito mais do que em todo o período da Guerra Fria, em que ocorreram somente 16.

    Como sempre o império afaga com uma mão e apunhala com a outra!

    “Ele é a mão que balança o berço”!

Comente