Uncategorized

Prefeitura coloca Alberto Klaus na geladeira

klaus

De Roger Pereira, do paranaonline

A Iguatemi Construtora de Obras, empresa de propriedade do ex-presidente do PP de Curitiba, Alberto Klaus (foto) está impedida de licitar e contratar com a Prefeitura Municipal de Curitiba pelos próximos seis meses.

A penalidade foi aplicada na última sexta-feira, pelo secretário municipal de Obras, Mario Yoshio Yookuni, e é resultado do parecer da Procuradoria-Geral do Município sobre irregularidade cometida pela empresa em um processo licitatório de 2006.

Após parecer da PGM e da defesa apresentada pela empresa, a prefeitura concluiu que a Iguatemi utilizou-se de documentos falsos e ainda executou serviços como subcontratada no processo licitatório 004/2006 da Secretaria Municipal de Obras Públicas, caracterizando fuga à licitação.

Para ler a reportagem na íntegra clique em Leia Mais:

“Desta forma, considero que a empresa cometeu uma irregularidade grave”, diz Yookuni em sua decisão, que suspende a empresa por 180 dias das licitações municipais.

A empresa Catedral Construções Civis também sofreu penalidade da Secretaria de Obras Públicas. Vencedora do processo licitatório 004/2006 pela desclassificação da Iguatemi, a Catedral subcontratou a empresa de Alberto Klaus para realizar a obra. Pela irregularidade cometida, a empresa foi punida com a rescisão unilateral do contrato e a suspensão de contratar com a prefeitura por 90 dias.

“A penalização só está ocorrendo agora porque tudo foi muito bem investigado, correram todos os prazos, as empresas apresentaram suas defesas e o parecer da procuradoria foi acatado pelo secretário”, explicou o procurador-geral do município, Ivan Bonilha.

O procurador também informou que os quatro contratos vigentes de autarquias da prefeitura de Curitiba com a Iguatemi serão rescindidos. “A penalidade se sobrepõe a qualquer contrato, mesmo que em andamento. São quatro contratos vigentes no momento e, advindo esta penalidade, rescindem-se. Claro que todos os serviços prestados até a publicação desta decisão serão devidamente remunerados”, disse Bonilha.

A relação da prefeitura com as empresas de Alberto Klaus foram alvo de denúncia por parte da oposição ao prefeito Beto Richa (PSDB). O fato de a irregularidade ter sido descoberta em 2006 e a prefeitura continuar contratando a empresa motivou, até, pedido de CPI pela bancada de oposição da câmara municipal.

Além da Iguatemi, a prefeitura também mantinha negócios com a Plena Corretora de Seguros, que tem como um dos sócios o filho de Klaus, Muriel Klaus. A prefeitura não renovou contrato com a corretora, que venceu no último dia 1.º.

Mesmo com o pedido de CPI não sendo aprovado pela Câmara, o desgaste com a exposição dos contratos fez com que Alberto Klaus renunciasse, no mês passado, à presidência municipal do PP, partido que apoiou Beto Richa nas duas últimas eleições.

16 Comentários

  1. LEI Nº 8.666, DE 21 DE JUNHO DE 1993

    Texto compilado
    Mensagem de veto
    Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.

    Art. 87. Pela inexecução total ou parcial do contrato a Administração poderá, garantida a prévia defesa, aplicar ao contratado as seguintes sanções:

    II – multa, na forma prevista no instrumento convocatório ou no contrato;

    IV – declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será concedida sempre que o contratado ressarcir a Administração pelos prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção aplicada com base no inciso anterior.

    § 2o As sanções previstas nos incisos I, III e IV deste artigo poderão ser aplicadas juntamente com a do inciso II, facultada a defesa prévia do interessado, no respectivo processo, no prazo de 5 (cinco) dias úteis.

    Art. 88. As sanções previstas nos incisos III e IV do artigo anterior poderão também ser aplicadas às empresas ou aos profissionais que, em razão dos contratos regidos por esta Lei:

    I – tenham sofrido condenação definitiva por praticarem, por meios dolosos, fraude fiscal no recolhimento de quaisquer tributos;

    III – demonstrem não possuir idoneidade para contratar com a Administração em virtude de atos ilícitos praticados.

    Seção III
    Dos Crimes e das Penas

    ,,,

    Art. 93. Impedir, perturbar ou fraudar a realização de qualquer ato de procedimento licitatório:

    Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

    Art. 96. Fraudar, em prejuízo da Fazenda Pública, licitação instaurada para aquisição ou venda de bens ou mercadorias, ou contrato dela decorrente:

  2. SÓ O KLAUS QUE ESTÁ PAGANDO ESSA CONTA.? ACHAM QUE ELE FEZ A COISA TODA SÒZINHO? TEM MAIS GENTE GRÓSSA NESSE ANGÚ. SE ELE ABRIR O BAU, NÃO FICA UM SEM SEGURAR A BRÓXA. SÃO CÊRCA DE SEIS MILHÕES EM UM CONTRATO NOS ÚLTIMOS DIAS.

  3. Só pode ser brincadeira,, ou o procurador Ivan Bonilha foi orientado a dar esse castigo.. Tá parecendo as histórinhas do Joãzinho que aprontou na escola, aí a orientadora liga pra mãe contando as malandragens que ele apronta, a mãe diz pra orientadora que vai ter tomar providencias .. O menino chega em casa, a mae muito furioza fala, vc está de gastigo,hoje vc não mexe no computador e não assisti televisão tá ouvindooo, o Joãzinho
    vira as costas, da rizada, pega um gibi e vai ler na cama… Só podem estarem ca…….. nas calças de medo do Klaus abrir a boca, não tem outra explicação para essa pena tão branda.. O Klaus falsifica ( conf. materias dos jornais ) documentos para participar de licitações, descobrem, e dão um castigo pra ler gibi.. Como diz BORIS CASOY, isso é uma vergonha..

  4. SÓ A LEI, pra ele deveria ser o rigor da lei, uma pergunta que não quer calar : VC NÃO ACHA QUE ELES ESTÃO CA………DO DE MEDO ??????

  5. Eu quero é saber se a grana do povão volta para quem de direito e se a quadrilha vai para cadeia, Justiça tem que ser feita .

  6. Cade a Inquérito policial para averiguar e prender quem falsificou documento público, com a intenção de fraudar licitação??? E a ação de improbidade para fazê-lo devolver o dinheiro???

  7. Graças aos Ivans Bonilhas da vida que a corrupção não acaba neste país.
    Um empresário que frauda certidões para ganhar obras públicas fica só seis meses proibido de fazer negócios com a Prefeitua? Isto é o cúmulo da impunidade e da enganação.
    E o Delazari, não vai prender o Alberto Klaus? Que eu saiba o Código Penal estabelece detenção de dois anos para o crime de falsificação.
    Enquanto isso, o Requião e o Richa passeiam pelo exterior.
    Haja Engov para desopilar o nosso pobre fígado.

  8. Será que o Ministério Público do Paraná não pode abrir um processo agora em cima deste Secretário de Obras que prevarica. Ele esta “obrando” quando não decreta a inidoniedade desta empresa como prevê a Lei. Sugestão> ofereçam ao Klaus a possibilidade da denuncia previlegiada.

  9. CRIME E CASTIGO Responder

    Será que o Procurador Ivan Bonilha não sabe que o Código Penal enumera os crimes de falsidade ideologica ou documental, de que teria se valido o meliante Klaus para fraudar concorrencia?

    Claro que sabe.

    Diz o CP, no seu artigo 297 – FALSIFICAR, NO TODO OU EM PARTE, DOCUMENTO PÚBLICO, OU ALTERAR DOCUMENTO PÚBLICO VERDADEIRO. – PENA – RECLUSÃO DE DOIS A SEIS ANOS, E MULTA.

    Ja o art 304 – FAZER USO DE QUALQUER DOS PAPEIS FALSIFICADOS OU ADULTERADOS, A QUE SE REFEREM OS ARTS. 297 E 302.
    PENA – A COMINADA À FALSIFICAÇÃO OU Á ADULTERAÇÃO.

    Dr. Bonilha não pode se deixar levar pelas influencias e estragar sua biografia, pois sabre trata-se de crime de ação pública e como tal, obrigatória a comunicação das autoridades municipais que detectaram a fraude, para não se omitirem ou silenciarem em não fazer chegar ao conhecimento formal da noticia crime ou representação ao Ministério, Público, como autor da Ação Penal.

    Correm, inclusive o risco de, de estarem cometendo os crimes de PREVARICAÇÃO, ART.219, OU CONDESCENDENCIA CRIMINOSA, art.320 do CP.

    Crime é crime e se vemos que no PERU ou na ARGENTINA, até ex-presidentes são condenados, não seria aqui que um marginal que se estabeleceu na politica embaixo do manto malufista, passe impune dos crimes cometidos.

    O Sr. Beto Richa, se não determinar que sua administração tome as providencias legais, assume o risco de ser acusado de estar prevaricando ou sendo criminosamente condescendente com crime que lesou a sua adminstração.

    Além de mandar ao MP para os efeitos penais, tem a municipalidade o dever de ir a Justiça Comum, pedir o ressarcimento dos valores obtidos pela prática de crime.

    Cumpra-se a lei ou então nos locupletemos todos.

    Além disso, deve ser formalmente declarada a INIDONEIDADE DO MELIANTE KLAUS E SUAS EMPRESAS LARANJAS para contratar com o serviço publico.

  10. Percival de Almeida Responder

    Cadeia para o Sr.Klaus,e para os seus cupinxas,o de londrina(primo),o que hoje se esconde na camara,e pra quem mais ajudou esses safados,so agora de depois de 5anos estando grudado na turma é que a prefeitura vem falar de documentaçao falsa,ah essa é pra atestado de burro.

  11. J. Robson Gonçalves Responder

    Vocês já viram o cartão de visitas do Alberto Klaus do PP?
    Tem seis empresas de ramos diferentes, de corretora de valores, seguradora e empreiteiras… é hilário… o cara é “homem de negócio$$$”…
    Ele é o homem forte do dep. Nelson Meurer e do sen. Alvaro Dias.

  12. Eu nunca soube que o Klaus éra o homem fórte do Senador Alvaro Dias. Acho que isso é intriga da oposição na Prefeitura. O Alvaro não se mistura com esses gangsters. Gostaria de ver uma próva do que disse o tal de J. Robson Gonçalves. Se não tem próvas, é calúnia e difamação sendo isso um crime contra a honra dos mais graves.

  13. J. Robson. Você é um grande mentiroso. o Klaus nada tem a ver com o Senador Alvaro Dias. Ele sempre foi o homem fórte do Béto Richa que o agraciou com os contratos milionários e irregulares na Prefeitura. Até para ser bandido deve-se ter os seus limites Portanto, não procure manchar a honra de pessôas integras.

Comente