Uncategorized

Barros propõe queda de braço entre a Câmara Federal e a imprensa

ricardo barros pp

Depois da repercussão negativa provocada pelos recuos da Câmara Federal no projeto da transparência, o deputado Ricardo Barros (foto), do PP, foi a tribuna propor que toda vez que a imprensa minimizar o esforço pela transparência, a Casa deve deixar de trabalhar pelo projeto.

“Cada vez que uma boa intenção não for valorizada pela imprensa, e ela (as mudanças) deixar de ser realizada, eles vão aprender que, quando decidirmos dar um passo na direção certa, ou eles valorizam ou o passo não será dado”, disse.

O presidente da Casa, Michel Temer, identificou na imprensa uma ação para indispor a instituição com a sociedade. No plenário e em nota à imprensa, Temer negou que a Mesa da Casa tenha decidido na reunião do dia anterior executar a obra, com gastos em torno de R$ 80 milhões, para dividir parte dos apartamentos funcionais, a fim de criar moradias para todos os 513 deputados.

12 Comentários

  1. Então se não houver holofote a dondoca não brinca mais?
    Esse é o nível dos parlamentares.

  2. É de uma equina inteligência esta idéia do nobre deputado. E este iluminado quer ser candidato a senador. Proponho que cada vez então que um parlamentar falar uma idiotice deste tamanho a gente não vota mais nele. Esquece que existe. Ou, mandamos uma carga de pasto porque uma idéia dessas só pode ser inanição. Deve ser a ameaça de corte da verba de alimentação que provocou isso.

  3. Pedro Vigário Neto Responder

    – Ai aiai uiui;
    – Credo, prá que tanta violência;
    – Querem continuar escondendo tudo, não é ?
    – É um absurdo. Estes caras esquecem que somos nós que pagamos os salários deles (além de todas as mordomias, que nós não concordamos). Tem que prestar conta, sim senhor. Preto no branco;
    – Este é mais um que deve ficar marcado. Nas próximas eleições vamos substituir 100% dos atuais politicos municipais, estaduais e federais. Vamos tentar até acertarmos os nossos votos;
    – Tenho dito;
    Abraço.

  4. O ilustre deputado Ricardo Barros e os demais companheiros do Congresso Nacional tem é que colocar a viola no saco e prestar contas de cada passo dado em nome do povo e da sociedade brasileira, naquela que dizem, ser a Casa do Povo.

    O Congresso Nacional como um todo está bichado, cheio de cupim e ai da sociedade se não fosse a imprensa estar de olho e cobrando a tão propalada transparência.

    Aliás, e a bem da verdade, o Congresso não está preocupado demonstrar transparência em seus atos. De tempo em tempo, faz uma maquiagem para ganhar simpatia. Principalmente quando a imagem da Casa tende a piorar…

    Portanto, essa chamada pressão dos congressistas é uma revolta ingênua, para não dizer burra. Se indispor com a imprensa e armar barraco. ELES PRECISAM é melhorar a qualidade nos trabalhos congressuais, valorizar a ética – que por está fraquíssima – e mostrar que não estão lá advogando em causa própria, salvo uns e outros que ainda tem amor pela Pátria.

    Os políticos estão em débito com a sociedade e não é de hoje. Esse estilo de gritar, fazer barulho dessa gente, é para desviar a atenção. Eles sabem – e muito bem – onde está o problema naquela Casa. E a sociedade também!

  5. Finalmente alguem tem as caras de se rebelar contra a imprensa brasileira, que transparesse querer moralizar a politica, mas apenas está numa queda de braço por mais espaço e no fundo por mais $$$$ mesmo.
    A imprensa brasileira é tão suja qto a politica.

  6. Boa piada. A imprensa é culpada pela desfaçatez e corrupção endêmica desse nosso congresso. E o trabalho que é bom nada!

  7. Vigilante do Portão Responder

    Perdeu uma boa oportunidade de ficar calado. KKK
    O povo e a imprensa até cobram pouco dos parlamentares. Produzem pouco, gastam muito, veja a produção do Senado em 2009, poucas matéria sforam votadas. Entretanto pagaram milhões em horas extras. Os legislativos, nos 3 níveis de governo, são caros demais. Mais transparencia e redução nos gastos é o mínimo que a população deve EXIGIR dos seus parlamentares. Não adianta aneaçar a imprensa, vão só perder com essa atitude. Quando a mídia resolver mostrar como funciona de fato o legislativo, não vai ter reeleição. KKK

  8. Esse RB está gastando o que tem e o que não tem para aparecer na mídia , tudo para tentar uma vaguinha no senado. Cuidado com seu bolso, hein!

  9. Com esta imoral e inconstitucional verba indenizatória, os parlamentares estão sonegando imposto de renda. Devem ganhar, conforme determina o art.37, XI da Constituição Federal.
    Estas despesas pagas pela verba indenizatoria são despesas vinculadas ao exercidio do mandato, por isso a remuneração igual ao teto dos ministros do Supremo, o maior valor de um funcionário publico. Ocorre que os Ministros ganham os R$24.500,00 e pagam os 28,5% de Imposto de Renda. Os senadores e deputados só pagam IR sobre os R@16.500.00 que se atribuiram a tiutulo de subsidio, evitando de pagar o IR sobre os outros oito mil a menos, que os Ministros, mas instituiram esta imoral verda indenizatoria de 15 mil reais, sobre a qual não pagam Imposto de Renda.
    Com a pressão publica que agora vai acontecer para fiscalizar as notas e os recibos dos laranjas que dão de favor os “comprovantes” das despezas, a desmoralização do Congresso vai aumentar ainda mais e vai chegar um ponto que eles terão que admitir e cumprir a constituição.
    Extinguir a verba indenizatória, aumentarem seus subsidios igual aos dos Ministros do Supremo e pagarem o imposto de renda devido.
    Burrice em doses cavalares dos parlamentares em manterem esta excrecencia da Verba Indenizatória, que vai chegar ao Supremo e ser declarada inconstitucional e uma ação do MP, se ajuizada, os fará devolver estes 15 mil mensais, ou seja, nada mais nada menos que em torno R$180.000.00, por mandato, devidamente acrescidos dos juros e correção.Este desmoralizado Ricardo Barros, biruta de areporto que vira conforme o vento do poder, não tem moral de atacar a imprensa que apenas noticia as mazelas do poder.
    Mas isso é bom para ver se afinal a nossa imprensa tem brio e vergonha na cara e se acovarda e para de denunciar, ante a ameação destes elementos que vociferam para defenderem interesses escusos e inconfessáveis.
    Basta que apenas um orgão da imprensa resista que acabará ganhando a guerra e contribuindo para renovação desta desmoralizada leva de deputados e senadores que perderam a descencia e moralidade.

  10. Ha Ha Ha Ha! Que gracinha… Então tá combinado: só vai ter transparência se a imprensa não investigar. Mas se a imprensa não investiga como se vai saber se há transparência?

  11. dalton Gonçalves Responder

    O legislativo Federal é imoral. Basta observar as participações dos Deputados nas CPIS. Eles acabam representando os interesses e não o povo, com alguns e poucas exceções. O Deputado Ricardo Barros podia ficar calado.

  12. Esta declaração,se aconteceu, é o tal momento de bobeira deste parlamentar, que tenho respeito, e o mesmo deve vir a público, se explicar, caso contrário será uma mancha em sua biografia. Pois a imprensa é uma das últimas instituições que podemos contar, pois somente ela tem desnudado a podridão do poder, e isto lógico incomoda. Graças a ela podemos conhecer os homens que nos “representam”, e o quanto este país esta afundado na corrupção. Neste país das “BOLSAS”, o brasileiro, honesto e trabalhador esta indo para o “SACO”. VIVA A IMPRENSA BRASILEIRA

Comente